Fidel Castro provoca Obama: EUA seriam melhor governados por um robô

Ex-presidente cubano volta a fazer crítica ácida contra presidente norte-americano

 

Em um irônico artigo publicado nesta segunda-feira (09/01) pelo site oficial Cubadebate.cu, o ex-presidente cubano Fidel Castro diz acreditar que os Estados Unidos seriam melhor governados por um robô,. O artigo é o segundo escrito em menos de uma semana, em sua série de escritos esporádicos intitulada de "Reflexões", após um hiato de dois meses.
 
No artigo "O melhor presidente para os Estados Unidos", Fidel Castro aproveita para criticar o atual líder norte-americano Barack Obama, "para quem, em sua busca desesperada pela reeleição, se distancia dos sonhos do (ativista negro pelos direitos civis Martin) Luther King para mais anos luz do que a Terra em relação ao planeta habitável mais próximo".
Ex-presidente cubano
Já os aspirantes republicanos e os líderes do movimento "Tea Party" conseguem, na opinião de Fidel, ser ainda piores. Isso porque, segundo o comandante, qualquer um deles "carrega mais armas nucleares em suas costas do que ideais de paz em suas cabeças".
 
O ex-presidente cubano fez as considerações a partir de uma notícia sobre a criação de um nanomaterial na Austrália que poderá permitir o desenvolvimento do primeiro computador quântico.
 
"Não é óbvio que o pior de tudo é a ausência na Casa Branca de um robô capaz de governar os EUA e impedir uma guerra que extermine a vida de nossa espécie?", indagou Castro.
 
O ex-presidente disse acreditar que 90% dos americanos, "especialmente os hispânicos, os negros, e a crescente classe média empobrecida, votariam no robô", afirma.
 
Foto:

Mundo caminha para “abismo”, diz Fidel Castro

Nova ameaça dos Estados Unidos

Imprensa cubana culpa EUA por rumores de morte de Fidel

 

Leia Mais

PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

História Agrária da Revolução Cubana

História Agrária da Revolução Cubana
Este livro é um estudo sobre a saga da reforma agrária numa sociedade de origem colonial presa ao círculo vicioso do subdesenvolvimento. Fundamentado em farta documentação e entrevistas com técnicos e lideranças que participaram diretamente do processo histórico cubano, o trabalho reconstitui as barreiras encontradas pela revolução liderada por Fidel Castro para superar as estruturas materiais de uma economia de tipo colonial.
Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

Olhar crítico desde a esquerda: a economia

Desafio estratégico para superar a condição de exportadores de commodities requer um processo de industrialização especializada para as exportações que permita dar o salto ao desenvolvimento produtivo e à independência econômica