Crianças descem 1.500 metros dentro de “gaiola” para irem à escola na Colômbia

Teleférico improvisado fica nas montanhas de El Quebradón, na Cordilheira dos Andes

 

Reprodução/El Mundo

Uma gaiola de dois metros quadrados suspensa a mais de 1,5 quilometro de altura. É esse o meio de transporte que leva três crianças colombianas, entre seis e nove anos, à escola em uma vila no interior da Colômbia.

O teleférico improvisado deveria transportar apenas cargas, mas acabou sendo a única alternativa encontrada pelo pai das crianças, o lavrador Luis Alberto Castro Quintero, para que elas atravessem as montanhas de El Qubradón, encravadas na Cordilheira dos Andes, nos dias de frio intenso.

O risco da aventura à beira do abismo, no entanto, não parecer assustar os passageiros. "Eu não tenho medo, eu gosto", disse Alejandra Quintero, 9, ao repórter do jornal espanhol El Mundo, que não quis subir no “bondinho”.

“Temos lutado por dois quilômetros de estrada, mas até agora não conseguimos, disse Quintero. Segundo ele, para as crianças é melhor pagar 1.500 pesos (R$ 1,50) pela viagem na gaiola do que enfrentar mais de uma hora de caminhada pelas colinas, atravessando à pé rios gelados.

A gaiola de transporte foi construída por uma petroleira que atua próxima da região, e que não se responsabiliza pelo transporte das crianças. Este é feito “por conta e risco” do pai.

Bandeira da Palestina é hasteada na Unesco

Relatora da ONU critica política israelense de "judaização" do território

Somali é forçada a fugir do país por causa do amor pelo futebol

 

Leia Mais

PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Democracia

Democracia

A construção e a defesa da democracia envolve muitas áreas: feminismo, educação, história. Conheça alguns títulos da Alameda Casa Editorial sobre o tema.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias