Dossiê leiloado nos EUA revela que Hitler era viciado em cocaína e sofria de flatulência

Boletins médicos falam ainda que o ditador aplicava injeções de sêmen de touro para intensificar sua vitalidade sexual

Será leiloado nesta terça (08/05) e quarta-feira (09/05) um dossiê que revela em detalhes os vícios e o estado de saúde do ditador alemão Adolf Hitler. Além de sua “flatulência incontrolável”, os documentos que serão vendidos pela galeria Alexander Historical Auctions, em Stamford, nos EUA, comprovam sua dependência por cocaína e relatam injeções de sêmen de touro para intensificar sua vitalidade sexual.

Wikicommons

Bill Panagopulos, presidente da casa de leilões, conversou com o jornal norte-americano New York Daily News e assegurou que os boletins médicos tiveram sua autenticidade comprovada pelas forças armadas dos Estados Unidos. Ele estima que cada unidade será vendida por, pelo menos, dois mil dólares.

Um dos históricos médicos relata ao longo de 47 páginas as extensas consultas que Hitler fez com seis médicos. Mais além, há ainda dez chapas de raio-x do crânio do ditador e os resultados de uma série de eletroencéfalogramas, exame que mede a atividade cerebral do paciente.

Conforme o jornal Washington Examiner noticiou, uma das seções dos documentos médicos chega a tratar das “características sexuais” de Hitler. “embora não seja fortemente inclinado a atividade sexual, ele mantém relações com Eva Braun. Ainda assim, possuem o hábito de dormir em camas separadas”, conta um médico.

Foto:

Apresentador de TV grego é atacado ao vivo com iogurte e ovos

Obama fala em alternativas à política antidrogas na América Latina, mas rechaça legalização

Narcosubmarinos: a nova arma do tráfico de drogas para os EUA

 

Um segundo lote traz ainda 178 páginas datadas de junho de 1945 e assinadas pelo médico Erwin Geising. O boletim foi escrito de forma narrativa e inclui diversas transcrições de inúmeras advertências que Hitler fazia ao clínico. Em um dos excertos registrados por Geising, Hitler falou de seu vegetarianismo e de sua aversão ao tabagismo e ao alcoolismo.

À época ele também já previa o fim da Segunda Guerra Mundial: “meu único oponente é Stalin, que está quase no mesmo nível em que estou. Churchill e Roosevelt não são um fator político nem militar. A Inglaterra vai romper, os EUA vão tomar tudo o que sobrar e banir o Império Inglês da história. Eu serei a balança entre os russos e os anglo-americanos".

Leia Mais

PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Inspirada pela Revolução Russa, a Alameda Casa Editorial fez uma seleção de 100 livros com desconto de 20% e frete grátis. São livros que tratam da sociedade capitalista, do mercado de trabalho, do racismo, do pensamento marxista, das grandes depressões econômicas, enfim: do pensamento social que, direta ou indiretamente, foi influenciado pela revolução dos trabalhadores de 1917. Aproveite.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

China mantém crescimento acima da meta anual

Expansão de 6,8% da segunda maior economia do mundo no terceiro trimestre fica ligeiramente abaixo da alta no restante do ano; presidente afirma que perspectivas são "brilhantes", mas que país enfrenta "sérios desafios"