Objetivo central do chavismo é manter Maduro no poder até eleições, diz analista venezuelano

Para Luis Vicente Leon, nesse cenário, vice-presidente da Venezuela poderá ser beneficiado em uma eventual campanha

O presidente do instituto de pesquisas venezuelano Datanálisis, Luis Vicente Leon, afirmou neste sábado (05/01) que o principal objetivo do chavismo é manter no poder o vice-presidente do país, Nicolás Maduro, até a realização de novas eleições.

De acordo com o especialista, há várias razões para que o governo venezuelano tente deixar Maduro no comando, sendo a principal delas a vantagem em uma eventual eleição.

“Uma das vantagens que tem um líder em [campanha pela] reeleição é estar no poder. E Maduro poderia aproveitar essa vantagem herdada”, afirmou Vicente Leon por meio de sua conta no Twitter, na qual analisou a entrevista concedida pelo vice-presidente venezuelano na noite desta sexta-feira.

Prevendo nova eleição, oposição venezuelana inicia busca por candidato

Venezuela abre processo contra TV e rádios que não veicularam discurso sobre Chávez

Constituição prevê adiamento de posse do presidente, afirma Nicolás Maduro

 

O analista também abordou a discussão sobre as alternativas que a Constituição da Venezuela prevê caso Chávez não possa comparecer à cerimônia de posse, marcada para 10 de janeiro.

“O mais provável é que a revolução faça uma interpretação legal que mantenha Maduro na cabeça do governo. O protesto legal e político contra a suspensão do juramento [de Hugo Chávez] ocorrerá, mas seu impacto prático será mínimo”, argumentou.

Na noite desta sexta-feira, Maduro afirmou que, com base na Constituição, a posse de Chávez poderá ser adiada.

Leia Mais

PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Inspirada pela Revolução Russa, a Alameda Casa Editorial fez uma seleção de 100 livros com desconto de 20% e frete grátis. São livros que tratam da sociedade capitalista, do mercado de trabalho, do racismo, do pensamento marxista, das grandes depressões econômicas, enfim: do pensamento social que, direta ou indiretamente, foi influenciado pela revolução dos trabalhadores de 1917. Aproveite.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

Mugabe reaparece em público após intervenção militar

Oficialmente em prisão domiciliar, presidente do Zimbábue é visto em público pela primeira vez desde que Forças Armadas assumiram o controle do país; sua saída do poder, após quase quatro décadas, ainda é incerta.