Lula declara, em vídeo, apoio à candidatura de Maduro na Venezuela

Ex-presidente brasileiro lembra em depoimento seu estreito contato com o ex-chanceler de Chávez durante seu governo

“Maduro presidente é a Venezuela que Chávez sonhou”. É com essa frase que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conclui vídeo em apoio ao candidato à Presidência da Venezuela, Nicolás Maduro. Ao longo do depoimento, obtido com exclusividade por Opera Mundi e divulgado nesta segunda-feira (01/04), Lula lembra o estreito contato com o ex-chanceler durante seu governo no Brasil e aposta que a vitória na eleição – marcada para 14 de abril – significaria a continuidade do projeto pensado por Hugo Chávez para a Venezuela.

 

Abaixo, o vídeo, na versão de 2 minutos




Lula não poupou elogios à atuação de Maduro como ministro das Relações Exteriores, cargo que ocupou por seis anos. “Maduro se destacou brilhantemente na luta para projetar a Venezuela no mundo e na construção de uma América Latina mais democrática e solidária”, afirma, para depois recordar a participação do hoje presidente interino na construção da Unasul (União de Nações Sul-Americanas) e da Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos).

O ex-presidente brasileiro relata que “Chávez e Maduro tinham as mesmas concepções em relação aos desafios que a Venezuela tinha pela frente”, como a dependência do petróleo e a baixa industrialização do país. “Daí a importância que deram e que Maduro dá à necessidade de industrializar o país e de desenvolver sua agricultura. Demos passos conjuntos nessa direção e estou seguro que Maduro como presidente será capaz de realizar essa meta de Chávez.”

“Nicolás Shake”, “Madurock” e bigodes: propaganda espontânea marca pré-campanha na Venezuela

Visita a túmulo de Chávez em Caracas atrai duas mil pessoas por dia

Oposição convoca marcha noturna em Caracas para protestar contra violência

Em seguida, Lula faz uma ressalva: “a decisão de escolher um novo presidente caberá exclusivamente ao povo venezuelano. Não quero interferir em um assunto interno da Venezuela”, diz, justificando-se que o depoimento precisava ser dado “em nome do futuro desse país tão querido do povo brasileiro”.

Abaixo, a versão curta, de 30 segundos



Depoimentos em vídeo

A eleição presidencial venezuelana será disputada entre Maduro e o candidato da aliança opositora MUD (Mesa de Unidade Democrática), Henrique Capriles, rival do falecido presidente no pleito passado, realizado em 7 de outubro de 2012.

Pouco antes da votação, Lula também divulgou vídeo no qual declarava apoio a Chávez, em vídeo transmitido na cerimônia de encerramento do Foro de São Paulo, em Caracas. “Chávez, conte comigo, conte com o PT (Partido dos Trabalhadores), conte com a solidariedade e apoio de cada militante de esquerda, de cada democrata e de cada latino-americano. Sua vitória será nossa vitória”, afirmou Lula na ocasião.

O ex-presidente brasileiro preparou outro depoimento em vídeo à Venezuela um dia após a morte de Chávez. Na gravação, Lula fala sobre a convivência com o presidente e classifica sua morte como uma “perda irreparável”. “Chávez sabia, e sabia com muita força, que a razão para ele estar no governo era fazer com que o povo pobre da Venezuela se sentisse orgulhoso, que passasse a ter direitos”.

Leia Mais

PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Destaques

Últimas Notícias

Porto Rico no furacão da crise

Os Estados Unidos se preocupam mais em buscar culpados no exterior do que em olhar para seus problemas internos e resolver sua própria crise

Notícias + Lidas