Foro de São Paulo quer envio de observadores da Unasul à eleição hondurenha

Parlamentares da esquerda latino-americana se reunirão em outubro em Tegucigalpa


Em sua declaração final, divulgada no último domingo (06/08), o Foro de São Paulo exigirá a presença de uma missão de observadores da Unasul (União das Nações Sul-Americanas). Os participantes do encontr também manifestaram apoio às “forças progressistas” de Honduras no processo eleitoral, marcado para 24 de novembro. O pedido será feito pelo aliança hondurenha Libre (Partido Liberdade e Refundação) ao Tribunal Supremo Eleitoral do país centro-americano.

O fórum, que reuniu na capital paulista cerca de 100 partidos de esquerda da América Latina, manifestou em uma resolução aprovada hoje sua decisão de “contribuir para o triunfo das forças democráticas de Honduras e a consolidação da democracia” no país.

Para isso, programou uma séria de ações: em 14 de setembro, fará uma reunião de um grupo de trabalho em Honduras para aprovar a Declaração de tegucigalpa. Em agosto, está previsto um encontro de mulheres organizado pela COPPPAL (Conferência Permanente de Partidos Políticos da América Latina e Caribe).

Também acordou convocar um encontro de parlamentares da América Latina e do Caribe, que deverá debater a situação da democracia em Honduras em Tegucigalpa no dia 12 de outubro.

A organização do encontro parlamentar estará a cargo do PSUV (Partido Socialista Unido da Venezuela), da FSLN (Frente Sandinista de Libertação Nacional) da Nicarágua e da FFMNL (Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional) de El Salvador.

Na eleição de novembro, em turno único, os hondurenhos elegerão o sucessor do presidente Porfirio Lobo, que chegou ao poder após a crise política iniciada com a queda, em junho de 2009, do então chefe de Estado Manuel Zelaya. Xiomara Castro, mulher de Zelaya, que concorre pelo Libre, está à frente nas pesquisas de opinião.

Em ascensão, nova força de esquerda em Honduras teme violência político-eleitoral

Crise mundial e golpe de Estado castigaram economia hondurenha

Há um desejo em Honduras de se vingar do golpe nas urnas, diz ex-ministro de Zelaya

 

Leia Mais

PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

'Fatos alternativos' é a 'despalavra' de 2017

Termo estimula substituição de argumentos factuais por afirmações não comprovadas para manipular debate público, diz júri; iniciativa quer chamar atenção para palavras que ferem dignidade humana ou democracia

 

Sob a fumaça, a dependência

Não são apenas os fumantes que estão atrelados a um hábito do qual é difícil se livrar; o Brasil, líder global na exportação de tabaco, oculta sob os dados econômicos um quadro social de efeitos devastadores

 

Cientistas descobrem o que dizimou astecas

Após cinco séculos de mistério, equipe internacional de pesquisadores detecta bactéria, levada por europeus, que teria sido responsável pela morte de 15 milhões de pessoas em apenas cinco anos