Revista Samuel debate rumos do Brasil após protestos de junho

Saiba porque a vinda de médicos cubanos ao Brasil causa medo entre profissionais de saúde brasileiros

A edição número 11 da Revista Samuel, que começa a circular nesta semana, apresenta em seu dossiê especial uma série de reportagens sobre as consequências políticas e econômicas dos protestos de junho no Brasil e os desafios que passaram a ditar a pauta dos governantes.

Reprodução
No dossiê “E agora, Brasil?” foram selecionados temas sobre como o governo e o PT precisam lidar com as contradições que alimentaram ao longo dos últimos dez anos no poder; a desmilitarização da Polícia Militar; a necessidade da reforma tributária que preveja mais impostos para os mais ricos (em entrevista com o economista Ladislau Dowbor); e as novas plataformas e coletivos de jornalistas que compõem a mídia independente; entre outros.

Ainda no especial, duas matérias sob o contexto internacional: um balanço na África do Sul questiona o legado deixado pela Copa do Mundo de 2010, que ainda faz com que a população arque com os prejuízos das exigências faraônicas da FIFA; e a polêmica em torno da vinda de profissionais dr saúde cubanos ao país – por que eles geraram tanto medo em seus colegas brasileiros? – em artigo do médico colombiano Ricardo Palacios.

Saiba onde encontrar a Revista Samuel

Entre outras reportagens de cunho internacional fora o dossiê, estão o ativismo político do ator George Clooney em defesa dos direitos humanos no Sudão, as conquistas das mulheres, especialmente na área da educação após a Revolução Islâmica de 1979; a trajetória da senadora texana Wendy Davis e sua luta pelo direito ao aborto; e a nova fase da ex-líder estudantil chilena Camila Vallejo, hoje grávida e candidata a deputada.

No Oriente Médio, a especulação imobiliária parece ignorar a história do Islã e ameaça o patrimônio arqueológico de cidades consideradas sagradas como Meca e Medina. Em Israel, conheça sobre como alguns casais, em especial os filhos de imigrantes russos, enfrentam dificuldades para casar, sendo obrigados a provarem suas raízes judaicas.

Médicos cubanos e os cubiculários nativos

Brasil anuncia contratação de quatro mil cubanos para o programa Mais Médicos

Israel e Palestina: entre “diálogo” e possível ruptura

 

A seção Vale a Pena Ler de Novo conta a história que culminou com o fim da seção “Coluna do Meio”, do Jornal Última Hora, assinada por Celso Curi, dedicada ao público homossexual, em reportagem do jornalista João Silvério Trevisan.

O que é Samuel

A revista Samuel é uma seleção das melhores reportagens, artigos e imagens da imprensa independente nacional e internacional.
 

Leia Mais

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Espanha debate exumação dos restos mortais de Franco

Mausoléu do ex-ditador integra monumento para homenagear mortos da Guerra Civil e virou destino de peregrinação de extremistas de direita; governo quer transformar memorial num local de reconciliação nacional