Bombas explodem em frente a mesquita e centro de convenções na Alemanha; não há feridos

Autoridades disseram que ataque, que ocorreu em Dresden, no leste do país, é xenofóbico; ele ocorre um dia antes da Conferência Alemã sobre o Islã

A polícia de Dresden, na Alemanha, informou nesta terça-feira (27/09) sobre uma explosão, ocorrida na noite de segunda (26/09), de dois artefatos colocados em frente a uma mesquita e a um centro de convenções. Não houve feridos, mas as autoridades disseram se tratar de um ataque xenofóbico.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

O ministro do Interior, Thomas de Maizière, condenou duramente os ataques e afirmou que eles são "ainda mais ultrajantes" por terem ocorrido um dia antes da comemoração dos dez anos da Conferência Alemã sobre o Islã, fórum de debate entre as associações islâmicas presentes no país e o Estado, os estados federados e os municípios, realizado em Berlim.

De Mazière afirmou que compreende que muitos muçulmanos na Alemanha não tenham vontade de se desculpar por cada atentado terrorista perpetrado em nome do islã, mas ressaltou que espera mais das associações islâmicas presentes no país. "Olhando para o futuro, parece aconselhável voltar a manter de maneira mais intensiva e aberta o debate em torno da segurança", afirmou.

O chefe da polícia da cidade, Horst Kretzschmar, informou através de um comunicado que "os dois atentados aconteceram ao mesmo tempo". "Os dois atentados ocorreram simultaneamente. Embora, por enquanto, ninguém tenha assumido a autoria, devemos partir de uma motivação xenófoba", afirmou.

Agência Efe

Bomba danificou porta de mesquita em Dresden, no leste da Alemanha

Após cúpula, líderes da União Europeia anunciam plano para dar novo rumo ao bloco

Partido 'A Esquerda' tem melhor resultado em 15 anos em Berlim e fica em 3º em eleição regional

 

Kretzschmar diz que a polícia está em alerta e vai revisar o dispositivo de segurança projetado, avaliará de novo os possíveis riscos e se for necessário, aumentará a vigilância.

As forças de segurança relacionam estes ataques com a realização neste fim de semana em Dresden, capital do Estado da Saxônia, das festividades organizadas por causa do Dia da Unidade Alemã, que será realizado no dia 3 de outubro e celebra a reunificação do país em 1990.

Explosões

No local da explosão na mesquita, os investigadores encontraram destroços de uma bomba de fabricação caseira. Quando aconteceu a detonação, se encontravam dentro da mesquita o imã com sua mulher e seus dois filhos. A explosão empurrou a porta para dentro.

Já a outra explosão aconteceu no Centro Internacional de Congressos de Dresden. Os agentes evacuaram o bar de um hotel ao lado enquanto recolhiam provas e acharam também no lugar partes de um explosivo de fabricação caseira.

Depois de duas explosões, a direção da polícia de Dresden decidiu, em coordenação com o consulado da Turquia, proteger os estabelecimentos muçulmanos da cidade, de modo que as duas mesquitas da cidade e o Centro Islâmico ficaram sob vigilância das forças de segurança.

(*) Com Efe

PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Um livro fundamental para a luta das mulheres brasileiras

Um livro fundamental para a luta das mulheres brasileiras

Este livro traz de volta, depois de anos esgotado, o texto "Breve Histórico do Feminismo no Brasil", da pesquisadora e militante Maria Amélia de Almeida Teles. E acrescenta seis ensaios da autora, que tratam de temas como o aborto, a luta pela creche, a violação dos direitos humanos das mulheres durante a ditadura militar, a repressão contra as crianças no período e ainda o feminicídio.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias