Parque Ibirapuera, Pacaembu e até cemitérios: em vídeo, Prefeitura de São Paulo coloca cidade à venda; assista

Vídeo apresentado pelo prefeito João Dória a investidores estrangeiros em Dubai traz 'maior programa de privatização da história da cidade'; Bilhete Único, terminais de ônibus e iluminação pública também constam em lista de 'ativos'

Em vídeo publicado nesta segunda-feira (13/02) no canal do YouTube da Prefeitura de São Paulo, a administração de João Dória (PSDB) apresenta “o maior programa de privatização da história da cidade” a investidores estrangeiros, e lista até cemitérios como estruturas à venda.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Narrado em inglês, o vídeo apresenta São Paulo como uma “cidade do mundo”, destacando seu potencial para negócios e investimentos. A “maior cidade das Américas” é o “maior centro financeiro no hemisfério sul”, diz o vídeo, que foi apresentado a investidores estrangeiros em Dubai, nos Emirados Árabes, por Dória nesta terça-feira (14/02), segundo o portal de notícias G1.

Entre as estruturas à venda, constam cemitérios, terminais de ônibus, iluminação pública, o sistema Bilhete Único de cobrança de passagem de transporte público, o estádio do Pacaembu, Parque Ibirapuera, complexo Anhembi, autódromo de Interlagos e outros “ativos” disponíveis para receber investimentos estrangeiros.

Reprodução/Youtube

Serviços funerários de São Paulo são "oportunidades" para investidores, diz vídeo da prefeitura de São Paulo

'São Paulo está matando a própria cultura', diz curador alemão de arte urbana

Policiais da zona sul de São Paulo são presos com 'kit flagrante' dentro de viatura

Justiça de SP absolve estudante de Medicina da USP acusado de estupro

 

O vídeo também destaca o “fast-track”, dispositivo que possibilita a aceleração de processos e redução de burocracias, o que “garante que todos os projetos de investimentos sejam implementados com sucesso” para “facilitar e fortalecer novos negócios”. 

Veja o vídeo completo:



Uma vez que você chegou até aqui...


…temos algo a sugerir. Cada vez mais gente lê Opera Mundi, mas a publicidade dos governos, com o golpe, foi praticamente zerada para a imprensa crítica, e a publicidade privada não tem sido igualmente fácil de conseguir, apesar de nossa audiência e credibilidade. Ao contrário dos sites da mídia hegemônica, nós não estamos usando barreiras que limitam a quantidade de matérias que podem ser lidas gratuitamente por mês. Queremos manter o jornalismo acessível a todos. Produzir um jornalismo crítico e independente custa caro e dá trabalho. Mas nós acreditamos que o esforço vale a pena, pois um jornalismo desse tipo é essencial num mundo que preza a democracia. E temos certeza de que você concorda com isso.


Torne-se um assinante solidário ou faça uma contribuição única.




(Este anúncio é diretamente inspirado numa solicitação feita pelo jornal britânico ‘The Guardian’. A imprensa independente de todo o mundo está buscando nesse tipo de apoio uma forma de existir e persistir.)



Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Mais Lidas

PUBLICIDADE

Samuel Blog

Opera Mundi

Últimas Notícias

PUBLICIDADE