Alfonso Gumucio

lfonso Gumucio-Dagron é um especialista em comunicação para o desenvolvimento com experiência mundial em comunicação participativa, mobilização social e desenho da estratégia. Ele é o autor de " Making Waves: comunicação participativa para a Transformação Social ", e " Comunicação para a Mudança Social Anthology: Histórico e leituras contemporâneas ", entre outros vinte livros. Foi Diretor Geral de Programas do Consórcio Comunicação para a Mudança Social (2004-2009). De 1997 a 2003, ele esteve ativamente envolvido com a Estrutura Estratégica da "Comunicação para a Mudança Social" da Fundação Rockefeller em várias regiões.

Ele atuou como Diretor de Comunicação da UNICEF na Nigéria e no Haiti durante sete anos, encarregado de comunicação, informação, mobilização social, trabalho em rede de ONGs e Direitos da Criança. Ele desenhou estratégias de comunicação para a UNICEF na Colômbia, Haiti e Guatemala, bem como para outras organizações de desenvolvimento em todo o mundo. Ele também trabalhou para outras agências da ONU: Diretor do Projeto "Tierramérica", programa ambiental regional PNUMA / PNUD para a América Latina; Consultor da FAO no México e em Roma; PNUD na Nicarágua e no Burkina Faso; UNESCO em Paris e no México; E UNAIDS em Moçambique. Foi assessor de comunicação do Fundo para o Desenvolvimento dos Pueblos Indígenas da América Latina e do Caribe; Conservação Internacional na Bolívia; E AusAID (Australian Aid) em Papua Nova Guiné.

Antes de abraçar uma carreira internacional, o Sr. Gumucio foi ativo no trabalho da ONG em sua Bolívia natal. Fundou e dirigiu o Centro de Integração de Medios de Comunicação Alternativa (CIMCA) e trabalhou com várias redes de ONGs em projetos de desenvolvimento envolvendo organização comunitária e desenvolvimento de estratégias de comunicação, principalmente em apoio à mídia comunitária.

Graduou-se como cineasta do Instituto dos Altos Estudos Cinematográficos (IDHEC) em Paris, França, em 1976, e dirigiu documentários sobre questões culturais e sociais. Foi igualmente activo como jornalista e como fotógrafo, apresentando exposições de fotografia documental e de retrato em vários países.

Incario Alfonso Gumucio
0

Senhores Mochicas e as riquezas arqueológicas do Incario

Sempre pensei que devíamos ser enterrados com tudo o que acumulamos na vida, para não deixar esse lastro e responsabilidade (ou privilégio imerecido quando se trata de heranças valiosas) a ninguém. É claro que a ideia não é original; os imperadores da China e os Faraós do Egito, assim como os soberanos incas, maias ou astecas eram enterrados com suas jóias de ouro e prata, com vasilhas de comida para o além e com muito…

Cine de fronteras en la frontera Alfonso Gumucio
0

Cinema de fronteiras na fronteira

As fronteiras são lugares permeáveis de intercâmbio, mas às vezes barreiras burocráticas intransitáveis. Gostaríamos que não existissem e que a livre circulação de bens culturais fosse possível. Algo disso acontece em Rio Branco, Estado do Acre, um dos mais pobres e afastados do Brasil onde Sergio de Carvalho e Marcelo Cordero inventaram, há sete anos, o Festival de Cinema Pachamama, que se converteu desde então em um lugar de encontro para o cinema independente do…

EncuentroCineComunitario Alfonso Gumucio
0

Encontro Internacional de Cinema Comunitário

Alfonso Gumucio* Só somos curiosos em proporção com nossa cultura Jean Jacques Rousseau  Vilipendiado, ignorado, invisível… o cinema comunitário renasce incessantemente, cada vez que se o dá por morto ou ferido. Na realidade e apesar de suas limitações, goza de boa saúde, mas isso não é do conhecimento dos que estão imersos nas práticas cotidianas e os que estudam os processos. Uma oportunidade para fazer um balanço desses processos e aproveitar para construir uma rede,…