Paulo Cannabrava Filho

insegurança1 Manchete

Insegurança jurídica e a estratégia do caos

Dias sombrios nos esperam. O que esperar de um judiciário que é o mais caro do mundo? O que esperar de um legislativo que é o mais caro do mundo? Paulo Cannabrava Filho* Desde os tempos coloniais, passando pelos tempos em que isto aqui foi reino e império, atravessando a república dos coronéis dos latifúndios até a nova e a novíssima República, advogados e juízes foram formados para defender o status quo e ser parte…

Ditadura e Terror Ditadura Nunca Mais

O 1º de Abril de 1964 e eu

Não te rendas jamais, nunca te entregues, foge das redes, expande teu destino. Eduardo Alves da Costa, poeta rebelde brasileiro Paulo Cannabrava Filho* Num dia 1 de abril, como hoje, há cinquenta e três anos, cheguei para trabalhar, na Última Hora de São Paulo, o jornal estava cercado por tropas. Tropas do II Exército, comandadas pelo general Kruel, compadre do presidente João Goulart que estava sendo deposto. Este jornal nunca mais voltou a circular. Quem depois disso conheceu…

17361740_1452622824803267_4418679625254987466_n Manchete

Golpe no Brasil: juventude está farta de diagnósticos, é chegada a hora dos prognósticos!

Não basta indignar-se, é preciso rebelar-se; não basta rebelar-se, é preciso organizar-se. Paulo Cannabrava Filho* Foto: Glória Flugel “Nós ficamos aqui conversando e eles lá fazendo as leis, fazendo o que bem entendem, como lhes dá na gana, sem que nada aconteça. Se a gente protesta, vem repressão. Aliás, nem precisa protestar, basta divergir, basta sair para a rua para reivindicar alguma coisa que vem cacetada em cima”. É, de fato, essa situação desacorçoa, desanima,…

636210643314556656 (1) Geopolítica

Quem tem medo de Donald Trump?

Reflexões sobre a vitória de Donald Trump e sua repercussão aqui e no mundo. Paulo Cannabrava Filho* Um dia desses, conversando com nossa equipe de jornalismo, riamos ao constatar que as notícias dominantes na mídia sobre Estados Unidos mais pareciam vir de uma república bananeira: as “Banana’s Republic”, Estados sem condições de estabilidade econômica e política devido à ingerência externa. Primeiro sintoma: a unanimidade da mídia em torno de um candidato. Depois disso, questionaram a…

Fidel Cuba

Fidel Castro: Se fue el compañero

Creio que o maior legado de Fidel Castro é ter ensinado ao mundo o que é ser companheiro. Paulo Cannabrava Filho* Mal interpretado por muitos, talvez o único que realmente bem interpretou Fidel Castro foi ele mesmo. E deixou isso muito bem explícito em sua obra. Em discurso em Santa Clara, por exemplo, em comemoração à batalha decisiva travada pelos guerrilheiros contra o exército de Batista, Fidel fez um longo retrospecto da história de Cuba…

negra Manchete

Pelo Dia Nacional da Consciência Negra

“É um choro de uma raça inocente Que já foi muito contente Pois antigamente Todo dia era dia de índio” ( Versos de Ouça cantado por Baby do Brasil Paulo Cannabrava Filho* Dia 20 de novembro, foi decretado Dia Nacional da Consciência Negra. Cabe lembrar aqui, parafraseando o compositor, que antigamente, e até não tão antigamente, todo dia, toda hora, era dia de índio, e isso provoca reflexão. Claro que alguém dirá que todo dia é…

trump_3-9 Manchete

Não será fácil para Trump nem para os EUA

Eu acreditava que Hillary Clinton ganharia as eleições e escrevi isso assim que confirmaram sua candidatura sem medo de errar. Observando e estudando esse país por décadas, constatei que é um país muito previsível, posto que a população é exageradamente ingênua e manipulada pelos meios de comunicação e o centro do poder dominado por uma oligarquia que há séculos sabe o que quer e o que fazer. Paulo Cannabrava Filho* Desde a primeira constituição as…

ponto_de_interrogação Brasil

Quem ganhou e quem perdeu as eleições em São Paulo

Quem de fato ganhou as eleições em São Paulo foi um esquema montado por grupos em que dominam empresários e financistas, gente de muito, muito dinheiro. A maior derrota não foi de nenhum partido. Foi da democracia, foi de um projeto nacional que não foi apresentado por nenhum candidato, como se verá. Paulo Cannabrava Filho* Houve eleições no Brasil inteiro, contudo, danos nos ater mais a São Paulo por uma razão muito simples: é aqui…

latuff-eleicoes (1) Brasil

Eleições 2016: Concluída uma nova farsa eleitoral

Já está em andamento uma nova campanha em disputa das eleições municipais que transcorrerão em todo o país em outubro. Vamos comprar um produto ou vamos votar num candidato? Há candidatos? Ou só há produtos de marketing? Sim, há candidatos… mas é preciso identifica-los, distinguir daqueles que são produto do marketing e do poder do dinheiro. É preciso discutir a cidade, em profundidade, não prometer obras inviáveis. A campanha evidencia a necessidade urgente de uma…

e8c62460-aaf1-4efd-be87-da0475fd0558 Brasil

Eleições 2016: Iniciada uma nova farsa eleitoral

Já está em andamento uma nova campanha das eleições municipais, que transcorrerão em todo o país em outubro. Vamos comprar um produto ou vamos votar num candidato? Há candidatos? Ou só há produtos de marketing? Sim, há candidatos… mas é preciso identificá-los. A campanha evidencia a necessidade urgente de uma reforma política, partidária eleitoral. Paulo Cannabrava Filho* Eleição municipal é muito importante. Por quê? Porque é ali no município, no bairro, na rua de casa…

Brasília - A presidenta afastada, Dilma Rousseff, faz sua defesa durante sessão de julgamento do impeachment no Senado (Marcelo Camargo/Agência Brasil) Manchete

Fim da farsa do impeachment

A farsa do impeachment chegou à meta demarcada. A presidenta Dilma Rousseff foi deposta. Uma morte anunciada, pois é um jogo de cartas marcadas. Que juízes são esses? As sentenças já foram pronunciadas, em alta voz e promovidas pela mídia, bem antes de iniciado o julgamento. Paulo Cannabrava Filho* Todos os personagens cumpriram a perfeição o rito. O rito e os prazos de um processo de impeachment previsto na Constituição. Se encheram de razoes para…

justica Paulo Cannabrava

Sem segurança jurídica não há democracia

“Não se combate crime cometendo crime” Essa afirmação do óbvio proferida por um juiz do Supremo está hoje em todos os jornais. Será que precisou que as delações e filtrações chegassem aos supremos juízes para que isso acontecesse? Será que a Justiça agora vai agir de acordo com a Lei, igual para todos? Ou será que se trata de manifestação corporativa em defesa própria? Paulo Cannabrava Filho* Será que ganharão aqueles que apostaram que uma…

colonizac3a7c3a3o-inglesa Europa

Inglaterra pretede deixar a União Européia. E nós com isso?

Inglaterra pretende deixar a União Europeia e tem aprovação de boa parte da população em plebiscito. Se sair, deixa de pertencer a um mercado comum europeu que tem garantido sua sobrevivência para ser uma mera colônia dos Estados Unidos. Se não sair, tampouco muda muito essa situação de cada vez maior dependência e submissão a sua ex-colônia. Paulo Cannabrava Filho* A velha Inglaterra, saindo ou permanecendo no Tratado de Maastricht de 1992 será, daqui para…

Brasília- DF- Brasil- 18/05/2016 Presidente interino Michel Temer recebe o ministro Geddel Vieira Lima e líderes do Senado Federal.
 
Foto: Marcos Corrêa/ Vice Presidência da República Brasil

Governo interino ou o quê?

Paulo Cannabrava Filho*  De acordo com as regras do jogo, a presidenta Dilma Rousseff foi afastada do governo por um prazo máximo de 180 dias para que o Senado decida sobre seu afastamento ou permanência no poder. Nesse ínterim assume o vice-presidente, Michel Temer, em caráter interino, ou seja, provisório. Se negado o impedimento, ele volta a ser vice e Dilma volta a ser presidenta. Se é interino, provisório, a presidência interina, pela lógica, não…

Protesto1 Manchete

Portugal à esquerda

A esquerda está no poder em Portugal – pelo menos o que consideram ser esquerda aqui na Europa – após conseguir maioria para reconquistar a condução do Estado perdido nos anos de domínio da Troika. Paulo Cannabrava Filho* Troika é a denominação dada à articulação entre o Banco Central Europeu, a Comissão Europeia e o FMI, que desde a expansão da globalização tem dirigido as economias dos países da CE (Comunidade Europeia) e que após…

Brasília - Deputados da oposição fazem ato pró-impeachment em frente do Congresso Nacional e do Palácio do Planalto (Antonio Cruz/Agência Brasil) Manchete

Dilma e o tsunami da direita

Paulo Cannabrava Filho* Dia 7 de Abril, Dia do Jornalista, jornalistas lotaram o auditório de sindicato, em São Paulo, num ato político de muita força para juntar-se ao clamor nacional de que não vai haver golpe, vai haver luta. Nesse sentido aprovaram um manifesto que foi enviado à presidenta Dilma Rousseff. Houve consenso em torno de que o país está mergulhado em profunda crise política, que os conglomerados de comunicação estão atuando como partidos políticos…

_DSF7232 América Latina

Candidata da esquerda à presidência do Peru é alvo de guerra suja dos meios de comunicação, diz deputado

Redação Após a exclusão de dois candidatos da disputa eleitoral para a presidência do Peru, o país viveu momentos de incerteza devido ao fato de que Keiko Fujimori, que lidera as pesquisas de intenção de voto, também poderia estar fora da corrida por supostas irregularidades na distribuição de dinheiro e “presentes” aos eleitores em período eleitoral. Na última semana, no entanto, a Justiça eleitoral do país decidiu que a filha do ex-ditador Alberto Fujimori não…

KeikoVero2 América Latina

Duas mulheres disputam as eleições no Peru

Paulo Cannabrava Filho* Duas mulheres decidem as eleições e o destino do Peru. Uma poderá levá-lo literalmente ao inferno; outra poderá abrir caminhos de construção. As eleições do dia 10 de abril estão sendo disputadas por muitos candidatos de vários partidos, mas somente duas mulheres têm chance de ir para o segundo turno: Verónika Mendoza e Keyko Fujimori, uma antípoda da outra. Verónika Mendoza representa hoje para os peruanos a esperança. Cusquenha, tem o quéchua…

pitacodemia-brasis01 Brasil

Cansado de tanta estultice

Paulo Cannabrava Filho* O velho Carlos Marx, velho por sábio posto que atravessou os tempos, dizia que não se pode falar em abstrato do que deve ser feito depois da tomada do poder. Se isso é certo, mais certo ainda é dizer que não se pode tomar o poder sem um projeto para ser executado. Projeto discutido e com ampla base de apoio. Quando a Dilma tomou posse, advertimos que ela ganhou a eleição mas…

12829281_612281412263341_3656692928788948715_o Manchete

O Grande curral da Paulista

Paulo Cannabrava Filho* Nosso colaborador, jornalista Amaro Dornelles, esteve na Avenida Paulista na tarde deste domingo 13 de março e mandou-nos suas observações. Para ele, gaúcho que é, parecia “um curral de gente”. “Um mar de gente, tal qual formigas a caminho do lar, se espremem tentando avançar alguns passos. Senhoras de idade e principalmente obesos sofrem para se locomover, expressões de pânico de todo lado e são apenas 15h. Os gritos, assim como choro…

1-tEBX0NaFXs4dpsQDBecLUw Paulo Cannabrava

Eleição ou farsa nos Estados Unidos?

Paulo Cannabrava Filho* O povo, nos Estados Unidos, é bastante ingênuo, fruto de muitos anos de alienação e manipulação de sua consciência. De um lado, assumem um fundamentalismo ético religioso, apoiam “guerras santas” contra os demônios da vez, e de outro lado se deixam enganar por uma elite e ajudam a perpetuar o sistema de dominação gerador de crises e de guerras. Agora mesmo, é impressionante, para não dizer trágico, como se deixam enganar pelo processo…

democracia1 Brasil

Democracia representativa de quem, cara pálida?

Sobre democracia: que democracia queremos? Paulo Cannabrava Filho* Nos tempos que correm há muita gente questionando o que temos como democracia, a chamada de democracia representativa. À direita e à esquerda parece haver consenso de que o presidencialismo de coalizão, não funciona, ou não está funcionando devido ao excessivo fisiologismo dos integrantes desse Congresso. Mas também não funcionou no passado. A verdade é que evoluiu para um presidencialismo de colisão. O parlamentarismo foi rechaçado pelo…

ciranda financeira1 Brasil

Brasil: De volta à ciranda financeira

Paulo Cannabrava Filho* Entra governo, sai governo, muda ministros e nada de novo ou criativo acontece no Brasil. Testemunha-se que, na realidade, simplesmente não há governo. Estamos sob a ditadura do capital financeiro e do pensamento único. Em outras palavras, o poder não está no governo. Onde está? Nos dias de hoje vive-se realmente uma transição na economia, não por disposição ou vontade dos governantes mas pelo início de um novo ciclo no país dominado…

Proclamação_da_República_by_Benedito_Calixto_1893 Brasil

O que esperar de uma República que começou com um golpe?

126 anos de República: nada a comemorar Paulo Cannabrava Filho* Domingo, 15 de novembro de 2015, 126 anos do Primeiro Golpe Militar Republicano. Triste República essa nossa que nasce de um golpe de Estado. Mais que um golpe contra a institucionalidade praticado pela necessidade de barrar a revolução liberal. Nada parecido com o liberalismo econômico dos dias de hoje. Os liberais lutavam contra o absolutismo e por um estado democrático, participativo. Isso ameaçava a hegemonia…

interesses em comum Brasil

Brasil: Desvariando sobre um surto psicótico

Paulo Cannabrava Filho* Alguém, sabiamente, conhecedor da psicologia e da psiquiatria, reconheceu que o Brasil está enfermo. Na realidade, mais além do que a professora Elza Pádua, da Unisinos, define como esquizofrenia social, a nação está em surto psicótico múltiplo e profundo. Todos os sintomas estão aflorados, percebíveis: paranóia, esquizofrenia, ansiedade, síndrome do medo, ódio, ira, depressão profunda. Isto está manifesto no indivíduo que já não suporta o semelhante, na invisibilidade dos excluídos, na incapacidade de…

interrogacao Manchete

Será que criaram juízo?

Paulo Cannabrava Filho* Será que criaram juízo? A pergunta é pertinente e motivada por recentes pronunciamentos de porta-vozes da mídia cavernaria e de líderes da nossa direita retrógrada e sem rumo. Como é difícil aceitar que essa gente faça uso da razão, alguma coisa muito forte deve ter motivado essa surpreendente mudança de posição. O que seria? Seria dinheiro de Washington? Um pito dos credores, ou seja, dos bancos? É bem provável que seja tudo…

Dilma-e-Obama-Mucho-Macho1 Paulo Cannabrava

Pra que servem os acordos Dilma/Obama? II

Paulo Cannabrava Filho* Para bem compreender o que ocorre com os tratados entre Estados Unidos e Brasil vale recorrer à história. Temos sempre presente que sem conhecer o passado não se pode compreender o presente. O que Estados Unidos persegue, desde o século XIX quando aprovou a Doutrina Monroe, é expansão ilimitada e submissão dos povos abaixo do Rio Bravo. Brasil é vítima histórica junto com os demais países da América Latina e Caribe. Histórico…

dilma obama1 Paulo Cannabrava

Pra que servem os acordos Dilma / Obama?

Paulo Cannabrava Filho* Dilma e Obama firmaram nada menos que uns quinze acordos nas mais diversas áreas, como clima, imigração, ordem tributária, comércio, educação, cooperação econômica e militar entre outros. Nada mal para ambos os países que se queixavam de falta de um maior acercamento e colaboração. Conseguiram inclusive desemperrar acordos na área de segurança que estavam engavetados desde 1978 e outros desde 2007. Todos muito bons do ponto de vista dos Estados Unidos. Temas…

guatemala1 Agenda

Leonardo Wexell: “A CIA contra a Guatemala”

Com artigos e reportagens, o livro de Leonardo Wexell Severo denuncia assassinatos e perseguições de ativistas no país centro-americano. Livro “A CIA contra a Guatemala” será lançado no próximo dia 23 na Livraria Martins Fontes em São Paulo. Como parte da campanha internacional de solidariedade à nação maia, será lançado no próximo dia 23 (terça-feira), em São Paulo, o livro A CIA contra a Guatemala: movimentos sociais, mídia e desinformação (Editora Papiro, 160 páginas, selo Barão de…

NIEAAS – Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre África, Ásia e das Relações Sul-Sul Agenda

NIEAAS – O mundo visto do Sul

Nesta quinta-feira (13/11), acontece o lançamento do sítio NIEAAS: O Mundo Visto do Sul. O evento contará com a participação do Editor Chefe da Revista Diálogos do Sul, Paulo Cannabrava Filho. Desenvolvido pelo NIEAAS – Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre África, Ásia e das Relações Sul-Sul da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro o novo sítio visa divulgar as produções acadêmicas, democratizando o acesso à informação de qualidade. O tema do evento será: “Política…

pepe Brasil

Quem ganhou essa eleição?

Paulo Cannabrava Filho* Uma boa pergunta que instiga à reflexão. Podia ser também o que se ganhou e o que se perdeu nessa eleição. De bate pronto, de maneira geral, quem mais perdeu foi o povo brasileiro. Repito o que disse quando do início da publicidade eleitoral: é triste, para não dizer trágico, depois de mais de 50 anos de jornalismo e de lutar por um Brasil melhor, chegar a um espetáculo eleitoral como esse.…

Luciana Genro Dialogos do Sul Brasil

Por que voto em Luciana Genro

Respondendo a pergunta de vários curiosos, vou votar em Luciana Genro pra presidenta. Por muitas razões das quais passo a esclarecer apenas algumas que considero mais importantes. Primeiro: Luciana Genro fez uma campanha como penso que deveriam ser as campanhas de todos os candidatos. Explico. Sem dinheiro das empreiteiras e dos bancos. Sem marqueteiro vendendo candidato como se vende sabonete, criando um clima de fantasia para impressionar e enganar as pessoas. Luciana Genro fez…

Os desnorteados Os Desnorteados

O pensamento do sul

Paulo Cannabrava Filho*  Diz a antropóloga argentina Rita Laura Segato, que “no século das disciplinas sociais são apenas quatro as teorias originadas em solo latino-americano que cruzaram em sentido contrário a Grande Fronteira, isto é, a fronteira que divide o mundo entre Norte e Sul geopolíticos, e alcançaram impacto e permanência no pensamento mundial. Em outras palavras, são escassamente quatro os vocabulários capazes de re-configurar a história ante nossos olhos que conseguiram a proeza de…

ditadura_militar36_corrupcao Brasil

Para os que querem a volta dos militares

Paulo Cannabrava Filho* Como diz o jornalista Juremir Machado da Silva, do Correio do Povo, “os lacerdinhas[i] da Veja”, encontrando eco nos ressentidos das redes sociais, clamam pelo retorno dos militares para acabar com a corrupção alegando que naquele tempo todo mundo era puro, não se cometiam ilícitos na administração pública e nos livramos dos comunistas. Vale a pena fazer um recorte para ver qual a verdade sobre a ditadura. Esquecem as cassandras[ii]  mal amadas…

Cadenos do Terceiro Mundo1 Brasil

“Precisamos recuperar o pensamento crítico”

Revista Diálogos do Sul Herdeira do Cadernos do Terceiro Mundo, a Revista Diálogos do Sul vem combativamente promovendo o pensamento crítico por meio de artigos e análises que trazem a visão do Sul. Um olhar, segundo o jornalista Paulo Cannabrava Filho, à frente da revista, “profundamente anti-imperialista”. Em exclusiva ao Blog do Zé, ele conta como nasceu a ideia da revista e convida a todos a prestigiarem um outro tipo de jornalismo, aquele “que se…

golpe de 64 001 Direitos Humanos

O Golpe de 1º de Abril, Direitos Humanos e Anistia

Paulo Cannabrava Filho* Vem de longe a luta do povo brasileiro para que haja pleno respeito aos direitos humanos. Um dia, a bandeira dessa luta foi do Direito ao Voto para as mulheres; outro dia, foi contra a Carestia; depois, pela Anistia,  pela Constituinte e pelas Diretas Já. Agora, é a luta pelos direitos dos sem terra e dos sem teto; a luta pela integração na vida econômica, cultural e política de todos os excluídos;…

rompendo-o-silencio1 Direitos Humanos

Anistia e Direitos Humanos

Paulo Cannabrava Filho* A expressão, latino-americano, na convocação deste seminário sobre Direitos Humanos é por si mesma um convite à reflexão. A presença de representantes do Paraguai, Bolívia e Venezuela nos evoca a lembrança de quanto sofreram os povos dos países desta Nossa América sob a férula do colonialismo, das oligarquias escravistas, das ditaduras civis e militares ou cívico-militares submissas a interesses estrangeiros. Paraguai está aqui para não nos deixar esquecer o que foi o…

Guerra Fria Manchete

Obama agitou as águas políticas na Ucrânia

Paulo Cannabrava Filho* Não se cutuca uma onça com vara curta, diz a sabedoria dos povos da floresta. Obama está pensando que pode provocar o urso siberiano impunemente. E o está encurralando. Um pouco de conhecimento da história e do que é a Rússia hoje basta para compreender a importância estratégica do porto e base naval que esse país mantém na Criméia. Por outro lado, a importância estratégica para a União Européia dos ductos que…

Foto: O Globo Dialogando

Eleições e Democracia

Paulo Cannabrava Filho* Atualmente e não tão recentemente tem havido eleições em várias partes do mundo e chama a atenção como os meios de comunicação tratam a cobertura desses eventos, seja no aspecto mídia-espetáculo, seja no aspecto conceitual, o que é muito mais importante. O que mais salta à vista é o diversionismo ideológico explícito no enfoque desses diferentes processos eleitorais. Palavras como democracia, ditadura, popular, populismo, liberdade, opressão, liberdade de imprensa, censura, perdem totalmente…

“Chávez: herói venezuelano, amigo do povo brasileiro” (Dilma Rousseff) Dialogando

Venezuela sem Chávez, porém chavista e boliviariana

Paulo Cannabrava Filho* Foi-se Chávez na mais previsível das mortes anunciadas. Ninguém duvida de que lutou tão bravamente pela vida como, com a fé dos justos, lutou pela libertação de seu país e pela integração latino-americana. Conheci a Venezuela quando até um ovo ou uma alface comprada numa quitanda ou supermercado tinha o selo “made in USA”. Conheci a Venezuela do requinte dos hotéis e dos bairros de luxo, com o sol refletindo nos…

Ricardo Zarattini Direitos Humanos

A festa do Zarattini

Escrevo isto, na noite de 6 de fevereiro, Ricardo Zarattini seguramente estará exultante na grande festa que lhe ofereceram em comemoração aos 60 anos de militância e 78 de idade. Paulo Cannabrava Filho* Conheço o Zara ha 60 anos, desde a gestão do Tabajara na UEE de São Paulo. Nesses da década de 1950 ele já era um líder com grande capacidade de persuasão. Ricardo Zarattini e seu irmão Carlos, o grande artista de teatro,…

Mas Democracia Argentina

Governo argentino enfrenta monopólio do Grupo Clarín

Paulo Cannabrava Filho* O Grupo Clarín arma campanha da oligarquia contra iniciativa proposta pelo governo da presidenta Cristina Kirchner – e aprovada pelo Congresso, que lhe adicionou mais de cem emendas – para democratizar a comunicação e por fim ao monopólio de mídia na Argentina. Dia sete de dezembro de 2012, começa a ser aplicada na Argentina a “Ley de Medios” que está deixando em polvorosa as oligarquias e monopólios proprietários de meios em todo…

imagem_mensalao Comunicação

SIP – Sociedade da Informação Privada

Paulo Cannabrava Filho* A Sociedade Interamericana de Imprensa, SIP (ou Sociedad Interamericana de Prensa, em espanhol), é uma entidade internacional de proprietários e editores de jornais e revistas. Foi idealizada em 1926 durante o Congresso Panamericano de Imprensa, formada majoritariamente por proprietários de jornais, alguns jornalistas. Consolidou-se em Havana, ainda na Cuba de Batista, em 1943. A partir de 1945 os proprietários estadunidenses assumiram o controle e impuseram, em 1950, o voto por jornal em…

Congresso 027 Cadernos do Terceiro Mundo

Morre Neiva Moreira

Paulo Cannabrava Filho* Morreu no dia 10 de maio, aos 94 anos, o jornalista e militante político José Guimarães Neiva Moreira, um dos idealizadores e, por muitos anos, editor da revista Cadernos do Terceiro Mundo. Neiva estava internado desde 31 de março por conta de uma infecção respiratória. Nascido em 1917, o ex-presidente do PDT foi um dos expoentes da luta dos brasileiros durante o regime militar. Em sua carreira política nacional, destacam-se a fundação…

Cúpula das Américas Cúpula das Américas

Cúpula das Américas: Fracasso do Império, vitória dos povos

Da esquerda para direita:  A presidente do Brasil Dilma Rousseff, o presidente da Colômbia Juan Manuel Santos  e Barack Obama, presidente dos Estados Unidos. (Fonte: Blog do Planalto) Por Paulo Cannabrava* Longe de ser o fracasso anunciado pela mídia, a Cúpula das Américas de Cartagena de Índias, Colômbia, representou uma derrota para os Estados Unidos e uma vitória para os povos de Nossa América e do Caribe. Como não houve consenso, não houve Declaração Conjunta e por…

Ciberguerra Cultura Digital

Ciberguerra

Paulo Cannabrava Filho São muitos os autores que conformam um quase consenso de que a crise atual, mais que una crise sistêmica, é una crise civilizatória. Chega-se a essa conclusão pelo somatório das interpretações da conjuntura global. A crise é sistêmica e cíclica porque se esgotaram os paradigmas. A crise é moral porque se perdeu o sentido ético nas relações humanas. É assim que eu a entendo, o que nos conduz ao grande desafio deste…

inclusc3a3odigital Cultura Digital

Inclusão digital

Paulo Cannabrava Filho* O tema da inclusão digital, tão em moda entre governos e sociedade civil, não apenas em nossa América, mas em grande parte do planeta, por trazer riscos e oportunidades, talvez mais riscos que oportunidades, merece uma reflexão. O primeiro ponto a ser considerado é a profunda diferença entre ter acesso aos meios e a utilização que se faça deles. No Brasil, por exemplo, a mídia – definida aqui como os grandes meios…

eleições judiciais na Bolívia Bolívia

Sobre as eleições judiciais na Bolívia

Paulo Cannabrava Filho* Em 16 de outubro ocorreram na Bolívia as primeiras eleições na América Latina para juízes dos Tribunais Superiores. O que a nossa mídia vê como maneira de controlar o Judiciário, além do Executivo e Legislativo, é na realidade uma tentativa de reparar uma injustiça que vem sendo cometida há séculos: o índio julgado por um branco que não respeita seu idioma e sua cultura. Julgado e condenado por um idioma que não…

Evo Morales1 América Latina

América Latina de Evo Morales, Cháves, Fidel, Lula, Kirschner, Tábaré Vasquez e Bachelet

Paulo Cannabrava Filho* A chegada de Evo Morales ao poder não é casual mas sim conseqüência de um longo processo vivenciado pelos povos da América Latina. Pode ser o início da redenção do povo boliviano como pode ser uma frustração a mais como as que já ocorreram uma centena de vezes neste país. No ano passado (2005) quando a população de El Alto e de Cochabamba se insurgiu e com o apoio das organizações sociais exigiu…

Augusto Boal Paulo Cannabrava

Augusto Boal: o subversivo maravilhoso

Paulo Cannabrava Filho* Augusto Boal queria transformar o mundo. Queria um mundo em que as pessoas pudessem se realizar em todo seu potencial. Quando voltou dos Estados Unidos, em 1956, veio com uma das mais poderosas armas para o desenvolvimento humano. Veio com o teatro incorporado a seu ser, acreditando que Stanislawisk o ajudaria a levar a cabo a revolução cultural necessária. E reinventou o teatro. Naquela época o Brasil se reinventava em todos os aspectos…

Prof. Dra. Paula Beiguelman_ Os Companheiros Brasil

Paula Beiguelman: militante da história

Paulo Cannabrava Filho* A primeira vez que ouvi falar em Paula Beiguelman foi através de citações feitas por Darcy Ribeiro que se dizia um grande admirador do pensamento e obra da professora Paula. Depois, só no inicio da década de 1980, tive o privilegio de conhecê-la pessoalmente. Quando recomendo aos jovens leituras que considero indispensáveis para se entender o Brasil, os primeiros autores que cito são precisamente Darcy e Paula. Depois cito aqueles que me recomendavam…

Barak Obama Estados Unidos

Quem tem medo de Barak Obama

Paulo Cannabrava Filho* É impressionante o comportamento da mídia brasileira com relação às eleições nos Estados Unidos. Em nenhum outro país, nem nos Estados Unidos, deu-se tanto espaço para o evento. Além do exagero da cobertura tratam o tema como espetáculo e criam um clima de expectativa tal como se aguardássemos a chegada de um novo Messias. Barack Obama é o candidato favorito também na Europa acolhido pela mídia espetáculo como em nenhuma outra eleição…

Honduras resistencia Honduras

Honduras: uma velha receita fora de moda

Paulo Cannabrava Filho* Em Honduras se repete uma velha receita muito utilizada no século passado e bem provada pelos países latino-americanos, particularmente pelos brasileiros.  As elites oligarcas, com os pés no país e a cabeça nos Estados Unidos, articulam seus pares no Congresso e os comandos militares. Os militares dão o golpe e o congresso declara vaga a presidência da república e coloca uma raposa velha no poder e tudo volta a ser como dantes…