América Latina

América Latina
0

“É preciso resgatar sandinismo na Nicarágua”, diz a ex-comandante Mónica Baltodano

Os recentes protestos na Nicarágua são um divisor de águas dentro e fora do sandinismo, uma força política que derrubou o Ditador Anastasio Somoza, em 1979, e que teve Daniel Ortega como presidente, entre 1986 e 1990, da chamada “revolução sandinista”. Nesse ano, Ortega entregou o poder depois de perder as eleições gerais para Violeta Chamorro e retornou à presidência no ano de 2007.

América Latina
0

Dilma Rousseff denuncia perseguição judicial à política Vanda Pignato em El Salvador

A brasileira e ex-primeira dama de El Salvador Vanda Pignato foi presa na semana passada com a alegação de possíveis desvios de recursos públicos durante a gestão de Maurício Funes (2009 – 2014), seu ex-marido. A decisão da justiça salvadorenha tem gerado indignação. Atualmente, Pignato é Secretária de Inclusão Social, pasta que tem status ministerial. A presidenta Dilma Rousseff, em nota divulgada em suas redes sociais, criticou o que ela classifica de “perseguição jurídica” de uma brasileira que “luta bravamente pelos direitos da mulher em El Salvador”. Leia a nota:

América Latina
0

“Mercosul não é só comércio”: Uruguai defende retorno de discussões sociais ao bloco

O encontro de chanceleres do Mercado Comum do Sul (Mercosul) realizado neste domingo (17) na sede da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmenbol), na cidade de Luque, no Paraguai, foi emblemático do caminho escolhido pelos governos de turno para a integração regional.

América Latina
0

Quem é e o que significa a vitória de Iván Duque na eleição à presidência da Colômbia?

O candidato apoiado pelo ex-presidente colombiano de extrema direita Álvaro Uribe, Iván Duque, foi eleito neste domingo (17) e será o novo presidente da Colômbia após ter obtido o apoio de mais de 10 milhões de colombianos, representando 53,98% dos votos.

América Latina
0

“Não é possível voltar atrás na legalização do aborto, temos uma revolução na Argentina”

Nesta semana, toda a atenção esteve voltada para a Argentina onde, graças à mobilização de centenas de milhares de mulheres adultas e adolescentes, o Congresso aprovou o projeto de lei de interrupção voluntária da gravidez que é, simplificando, a legalização do aborto. Para a comunicadora popular argentina, que participou de toda a mobilização em defesa da aprovação da lei, Camila Parodi, trata-se, de fato, de uma revolução de massas, pois é é momento “de problematizar tudo o que é conhecido para criar o novo”.

América Latina
0

Aborto legal provoca corrida abortista? Veja o que dizem as estatísticas:

De acordo com a Anistia Internacional, na Argentina são realizados, em média, entre 486 mil e 522 mil abortos clandestinos ao ano, que são, ademais, a principal causa de mortalidade materna em províncias como Salta, Jujuy e Chaco, que duplicam a taxa a nível nacional. Claro que as cifras variam segundo as oportunidades de acesso (ou não) à saúde. Notas Periodismo Popular * O relatório adverte que, por dia, 298 adolescentes entre 15 e 19…

América Latina
0

Quem se importa com migrantes? Mortos em vida, eles migram para morrer mil vezes mais

Os sinais mais visíveis das ditaduras impostas pelos Estados Unidos na América Latina podem ser vistos todos os dias nos milhares de migrantes que são obrigados a sair de seus países de origem para buscar salvar suas vidas e conseguir teto e comida nos Estados Unidos.

América Latina
0

Infância triste: negar a situação das crianças na Guatemala é um insulto inaceitável

Foi publicado no site Prensa Libreuma reportagem denúncia sobre o estado da infância na Guatemala e imediatamente surgiram vozes negando essa realidade cujos efeitos estão à vista de todos. Haver nascido no país é um castigo não merecido para milhões de crianças cuja infância permanece submergida na miséria, na subnutrição e na falta de acesso ao que a Constituição promete e seus governantes ignoram. Não é apenas em saúde e educação que a promessa é…

América Latina
1

Direito ao aborto seguro nas ruas, nas camas e, por fim, no Congresso Nacional da Argentina

Nesta quarta-feira (13), o Congresso argentino vai discutir se aprova ou não a despenalização do aborto até as 14 semanas de gestação. Atualmente, a lei permite a interrupção da gravidez apenas em casos de estupro e de risco para a vida ou a saúde da mãe.

América Latina
0

Muitos oportunistas exploram migrantes sem documentos, mas é mais fácil odiar só Trump

Em junho de 2014, Obama anunciou uma crise migratória na fronteira sul, dizendo que era alarmante a migração em massa de crianças e adolescentes que viajavam sozinhos sem companhia de um adulto, que ele chamou de “não acompanhados”.  Saiu com sua capa de super herói ao estilo de Hollywood e os meios o secundaram a propagaram a notícia rapidamente; o bom samaritano se humanizava com os migrantes centro-americanos. Isso foi o que ficou plasmado no…

América Latina
1

Em pouco tempo, esquerdas voltarão ao poder na América Latina, diz cientista política

O desempenho da China e da Índia na economia faz com que a atenção se volte para a Ásia quando se trata de análises geopolíticas e de estratégias futuras. É lá que está o maior investimento em tecnologia da atualidade e é onde se definirão as novas correlações de forças.

América Latina
0

Caminhos do fascismo: cresce um movimento capaz de destruir qualquer senso humanitário

Europa, Estados Unidos e agora a América Latina vivem sob a sombra de um dos movimentos mais destrutivos da história da humanidade. O fascismo revivido acaba com qualquer intento de humanizar as políticas dos Estados e carcome a própria alma das sociedades, criando uma onda de repulsa por tudo o que é considerado “diferente”.

América Latina
1

Venezuela, Brasil e Argentina são vítimas da guerra de baixa intensidade dos EUA na região

Há uma guerra de Baixa Intensidade (GBI), mas de extrema violência que está sendo aplicada em todo o continente, em um projeto geoestratégico de recolonização em pleno século 21, através do qual já submeteu vários países utilizando golpes de Estado com as novas metodologias.

Cuba
0

19 pontos que comprovam os sucessos de Cuba em direitos humanos nos últimos 5 anos

Cuba apresentou, em 16 de maio, seu Exame Periódico Universal (EPU), no Conselho dos Direitos Humanos. O evento foi uma nova chance para mostrar os avanços na aplicação de um modelo econômico e social que tem em seu centro o ser humano e procura conquistar a maior justiça possível. Por Sergio Alejandro Gómez, no Diário Liberdade Esta é a terceira ocasião em que nosso país apresenta um relatório a esse mecanismo, que avalia o desempenho, em…

América Latina
0

Em feito inédito, esquerda estará no segundo turno das eleições da Colômbia

O candidato de esquerda Gustavo Petro, do Movimento Colômbia Humana, disputará o segundo turno da presidência com o direitista Iván Duque, do partido Centro Democrático, e poderá fazer história no país que nunca foi governado pela esquerda em sua história.

Colômbia
0

Esquerda avança na Colômbia, mas paramilitares dominam cena eleitoral

O acordo de paz entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e o governo colombiano já começou a causar impactos na Colômbia. Neste domingo (27) acontecem as eleições presidenciais e, pela primeira vez em décadas, a esquerda pode chegar ao segundo turno, com o candidato Gustavo Petro. Porém, diferente de outros países da região, as eleições colombianas são marcadas pelo assédio do paramilitarismo que ainda domina boa parte do território e, consequentemente, controla a…

Alfonso Gumucio
0

“Não sei, não lembro”: García Meza, o ditador boliviano que perdeu a memória

As novas gerações sabem pouco sobre o ditador boliviano García Meza (julho 1980 – agosto 1981). Talvez tenham escutado que foi o responsável pelo assassinato do Marcelo Quiroga[1] e dos dirigentes do Movimento da Esquerda Revolucionária (MIR) massacrados em uma casa da Rua Harrington. Ou das negociatas de La Gaiba e o tráfico de cocaína. Alfonso Gumucio* Inclusive para as pessoas do MAS que governam atualmente, García Meza é demasiado remoto. Eles não lutaram contra…

Carolina Vásquez Araya
0

Na Guatemala, pobreza de 3 em cada 4 pessoas é decisão dos que monopolizam a riqueza

É preciso repetir, a Guatemala é um país de riqueza inesgotável, mas a maior parte de sua população é pavorosamente pobre. Esse, paradoxalmente, foi o destino que o condenou a se converter no que é hoje: uma terra de miséria e injustiça, de desigualdades e abusos. Carolina Vásquez Araya* É difícil ver como um país tão rico e cheio de possibilidades de desenvolvimento afunda na ignomínia política, administrativa e econômica pelo simples fato de haver…

Destaque 1
0

Venezuela: A reeleição de Maduro e a grande lição ao império

Muito temos que aprender no resto da América Latina, com esse povo venezuelano que deu uma lição ao mundo, novamente defendendo o sonho de democracia e livre arbítrio. Ilka Oliva Corado* Apoiando Maduro o povo venezuelano continua fiel ao sonho libertador do “Niño Arañero”. Não serviu para nada os milhões de dólares gastos pelos intervencionistas e pelas oligarquias latino-americanas em propaganda e notícias na mídia tratando de desacreditar a inteligência natural, a dignidade e a…

Bolívia
0

Em encontro com pequenos produtores, Evo pede compromisso com soberania alimentar

Evo Morales fez uma exortação aos pequenos produtores para que elaborem projetos para garantir a segurança e a soberania alimentar, em discurso de abertura do Primeiro Encontro Nacional de Produtores, realizado na Bolívia. O presidente boliviano enfatizou a necessidade de um debate sincero, nacional e responsável, sem demagogias nem excessos de expectativas. Para Evo Morales, esse encontro com a presença de mais de 500 representantes dos nove departamentos do setor produtivo do país, é importante…

Argentina
0

8 problemas da Argentina de Macri que te dizem que só acontecem na Venezuela

Na Argentina, durante a campanha eleitoral, o direitista Mauricio Macri repetiu diversas vezes em seus discursos, em referência ao governo de Cristina Kirchner, para amedrontar o povo: “estivemos muito próximos de nos tornar a Venezuela”. Martín Fernández Lorenzo*, em Socialista Morena A ironia é que, apenas três anos depois de Macri chegar ao poder, os argentinos estão mais próximos de “ser a Venezuela” do que os brasileiros imaginam. Confira: 1. Presos políticos Nem bem Mauricio…

Argentina
0

Governo Macri: A Argentina e o efeito orlof

Na Argentina, o governo Macri procurou o FMI ameaçado por uma corrida ao dólar, em um país traumatizado, como o Brasil, pela superinflação. A desvalorização foi, contudo, somente o gatilho. Nesse contexto precisamos compreender que o FMI já voltou à Argentina e tem um plano. A desvalorização acentuada do peso argentino levou o governo a procurar um empréstimo de US$ 30 bilhões. Valerio Arcary* O dinheiro é um meio e não um fim. A fortuna…

América Latina
0

Quem é Henri Falcón? Conheça o principal oponente de Maduro nas urnas da Venezuela

Em segundo lugar nas pesquisas eleitorais na Venezuela, Henri Falcón, de 56 anos, é um político de centro-direita, militar e advogado venezuelano. Ex-chavista, saiu do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) em 2010 e desde de então passou a fazer oposição ao governo do ex-presidente Hugo Chávez e ao atual mandatário, Nicolás Maduro.

#VenezuelaSobAtaque
0

Guerra cambial é uma das táticas para minar governo venezuelano, dizem especialistas

Com o enfraquecimento da economia, a direita visa derrubar o atual presidente. Segundo o economista e assessor da Presidência da República Luis Enrique Gavazut, esses ataques têm como arma a guerra cambial. Fania Rodrigues, no Brasil de Fato A Venezuela sofre uma grave crise econômica, que tem afetado a população e a estabilidade política do país. Esse é um elemento central no contexto pelo qual passa o país, com eleições presidenciais e para representantes das assembleias…

#VenezuelaSobAtaque
6

Documento secreto dos EUA revela “Golpe de Mestre” já em curso contra Venezuela

Os Estados Unidos e seus sócios preparam, em silêncio, um brutal plano para “acabar com a ‘ditadura’ da Venezuela: o Golpe de Mestre”, que já está em marcha e cuja primeira parte começaria antes das próximas eleições venezuelanas, que serão realizadas no próximo domingo (20) e, se não tiverem êxito em derrocar o presidente Nicolás Maduro com a nova ofensiva, na qual utilizarão todo o aparato propagandístico e midiático, além de ações violentas em “defesa…

Argentina
0

O que o patriarcado deve a Evita Perón

Não há Perón sem Evita. Nem Perón nem o Peronismo existiriam sem Evita Perón. Evita é a poesia da rebelião dos povos. Ilka Oliva Corado* A história tem sido ultrajada desde a idade da humanidade por seres patriarcais, misóginos, homofóbicos, racistas, classistas, xenofóbicos, e no caso particular da América Latina, seres de mentes colonizadas têm se encarregado de invisibilizar mulheres como Evita, que nunca aceitaram o jugo patriarcal e jamais dormiram sob o ronrom das delícias…

América Latina
0

No México, eleições presidenciais coincidem com 50 anos do Massacre de Tlatelolco

A próxima eleição presidencial mexicana, marcada para 1º de julho deste ano, coincide com os 50 anos do Massacre de Tlatelolco, que ocorreu em 2 de outubro de 1968, considerado “a expressão máxima de um Estado autoritário, da prática repressiva em nome da hegemonia priista” e “um dos episódios mais tristes da história mexicana”, diz a historiadora Larissa Jacheta Riberti. Wagner Fernandes de Azevedo, no IHU On-Line De acordo com a historiadora, no atual contexto…

Audiovisual
0

A loucura de Diego Rísquez, pioneiro do cinema venezuelano

Em sua loucura, eu achava Diego Rísquez parecido com Klaus Kinski (alter ego de Werner Herzog) em Aguirre ou em Fitzcarraldo (e em outros de seus desmesurados filmes) porque tratava como ele de vencer grandes barreiras para plasmar a aventura ou o caminho percorrido em filmes transcendentes. Alfonso Gumucio* Sempre pensei que Diego Rísquez estava possuído por uma febre de grandeza. Enquanto os demais “superoiteiros”— cineastas pioneiros do Super 8 como instrumento para fazer cinema…

América Latina
3

Projeto de região criado pela Unasul não deve ser abandonado, diz ex-presidente do bloco

A Unasul (União das Nações Sul-americanas) atravessa uma profunda crise após a Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru decidirem não participar mais das reuniões do organismo, o que consiste num desmonte. Este é um dos principais órgãos de integração latino-americana e, para Ernesto Samper, ex-secretário-geral do organismo, trata-se do pior momento para retroagir neste sentido. Por Augusto Taglioni, em Resumen del Sur* Em entrevista, Samper, que é ex-presidente da Colômbia e foi o último…

América Latina
0

Cena política cubana será dominada por mulheres negras pelos próximos cinco anos

O novos órgãos do Poder Popular de Cuba, nos âmbitos, municipais, estaduais e da Assembleia Nacional, além da eleição para o Conselho de Estado, confirmaram a presença majoritária das mulheres negras no domínio do poder político da ilha.

América Latina
0

Parlamento do Mercosul aprova declaração de apoio à Unasul

Na última sexta-feira (27) o Parlamento do Mercosul se reuniu na sua sede de Montevidéu, Uruguai para realizar a 54ª Sessão Ordinária. Um dos pontos mais destacados no debate da Sessão foi a aprovação da Declaração sobre a Unasul, referente à “preocupação pela decisão de seis governos da região, de suspender sua participação na União de Nações Sul-Americanas – Unasul, até que seja designado o Secretário Geral”. A Proposta também expressa a vontade do Parlasul…

Economia
3

Qual o projeto econômico do esquerdista AMLO, líder das pesquisas no México?

Em 1º de julho serão realizadas as eleições presidenciais no México. Entre os candidatos encontra-se Andrés Manuel López Obrador (AMLO), ex-chefe de governo da Cidade de México que, acompanhado pela equipe do partido Morena (Movimento de Regeneração Nacional) e pela frente “Juntos Faremos História” tem boas possibilidades de chegar à presidência, como mostram as pesquisas eleitorais.

Destaque 2
0

Combate à corrupção na Guatemala e os tempos melhores que podem vir

A fraude estava cantada desde o momento em que os dirigentes da máxima organização do empresariado da Guatemala decidiram colaborar com a campanha da governista Frente de Convergência Nacional (FCN), tendo à frente um ator de terceira categoria, o presidente Jimmy Morales. Desde esse momento, os grandes consórcios entraram no jogo para demonstrar, uma vez mais, que seu inveterado costume de incidir a partir das sombras nos destinos do país buscando apoiar quem lhes garanta a sua já histórica hegemonia, sempre funciona.

América Latina
0

Ex-guerrilheiro e prefeito de Bogotá, Gustavo Petro quer ser presidente da Colômbia

A Colômbia é hoje, juntamente com México, um dos países latino-americanos no qual um líder progressista pode ascender ao governo em 2018, continuando os processos de mudança que se iniciaram em 1999 e que sofrem atualmente um declive político, resultante de erros próprios e da pressão de seus inimigos.

América Latina
0

Mortes desnecessárias na Nicarágua

Afastados já há muitos anos de seus antigos companheiros da luta sandinista, Ortega formou alianças com empresários e com os setores conservadores da igreja católica. Agora, conseguiu debilitar essas alianças de forma severa e precária, apoiado no aparato político e administrativo do sandinismo desnaturalizado. E, o mais grave, dezenas de vidas perdidas a troco de nada.

América Latina
0

Literatura: a potência política do experimentalismo latino contemporâneo

Luiz Felipe Leprevost é poeta, ator, escritor, dramaturgo e ainda canta e às vezes dança. Mas além de tudo isso, provoca quem entra em contato com sua obra. E não provoca pouco. Impulsionada por esta provocação, conversamos sobre o que esta geração de jovens escritores está fazendo e sobre como podemos “classificar” a literatura contemporânea latino-americana, se é que precisa ser classificada.

América Latina
1

A sorte está lançada: 9 pontos para entender as eleições na Venezuela

Em 20 de maio, data estabelecida pelo Conselho Nacional Eleitoral para realizar a eleição presidencial — e a de deputados às Assembleias Regionais e Câmaras Municipais — está perto. A sensação que existe na Venezuela é de que praticamente a sorte está lançada, a menos que surja algo imponderável

América Latina
3

Integração em disputa: saída de Argentina, Brasil e Colômbia é xeque-mate na Unasul?

Aproveitando uma mudança na titularidade da presidência pró-tempore, os países sul-americanos pertencentes ao Grupo de Lima anunciaram que abandonavam temporariamente a Unasul. No entanto, trata-se de um capítulo mais da contraofensiva neoliberal que a região vive nos últimos anos.

América Latina
0

A atualidade de Mariátegui na luta dos povos de Nossa América

Dia 16 de abril completaram 88 anos da morte de José Carlos Mariátegui, o primeiro marxista de Nossa América e a personalidade mais consistente legada pelo Peru ao pensamento latino-americano. Gustavo Espinoza M.* Miguel Diaz-Canel, o novo presidente de Cuba, acaba de confirmar. Foi o único não nascido em seu país que ele citou como referência no discurso que proferiu em 19 de abril ao tomar posse no comando do primeiro Estado Socialista de América.…

América Latina
1

Nicarágua: protestos violentos seguem lógica de desestabilização de governos na A. Latina

Já se vão cinco dias de intensas batalhas nas ruas de várias cidades da Nicarágua por conta de um projeto do governo que propõe uma reforma na Previdência que, apesar de ter sido discutida com os sindicatos, propõe ao empresariado a parte mais gorda do sacrifício. O governo se diz aberto ao diálogo para realização de mudanças, mas os protestos seguem em todo o país.

Entrevistas
0

Jornalista lança livro-denúncia da situação de camponeses perseguidos no Paraguai

O jornalista Leonardo Wexell Severo, colaborador da Revista Diálogos do Sul e redator-especial do Hora do Povo, lança na sexta-feira (27), na livraria Martins Fontes da Avenida Paulista, o seu mais recente livro: “Curuguaty – O combate paraguaio por Terra, Justiça e Liberdade” (Editora Papiro, 100 páginas, R$ 20). Valdo Majors* Nesta entrevista, o autor faz uma análise da campanha internacional pela libertação dos camponeses de Curuguaty, condenados a até 35 anos de prisão por…

América Latina
1

Apoiador das artes e da comunicação: conheça Miguel Díaz-Canel, novo presidente cubano

Em seu primeiro discurso, Miguel Díaz-Canel, o novo presidente de Cuba, disse que assume com “determinação o legado da geração histórica, que conquistou a Revolução Cubana” e compromete-se em seguir aprofundando o modelo socialista cubano.

América Latina
0

Advogado acusa OEA de ser conivente com esquema de corrupção em Honduras

A 13ª Cúpula das Américas, que ocorreu entre 13 e 14 de abril em Lima, teve como objetivo principal tratar a questão da “governabilidade democrática frente à corrupção”, mas, a Organização dos Estados Americanos (OEA), entidade encarregada de organizar este evento, tem sobre si numerosas acusações de supostos delitos de corrupção.

América Latina
0

Cuba: começa processo para escolher sucessor de Raúl Castro; Díaz-Canel é favorito

A Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba foi instalada nesta quarta-feira (18), com seus 605 deputados eleitos em março passado, para iniciar o processo que elegerá o sucessor do presidente Raúl Castro. O mais cotado para ocupar o cargo é o vice-presidente Miguel Díaz-Canel. Caso favoritismo seja confirmado, ele será o primeiro mandatário a assumir o poder que não esteve presente da Revolução Cubana de 1959.

América Latina
0

VIII Cúpula das Américas: um rotundo fracasso marcado pela submissão aos EUA

Depois de dias tensos, terminou em Lima dois dos mais esperados eventos do ano: a VIII Cúpula das Américas, evento governamental no âmbito da Organização dos Estados Americanos (OEA); e a Cúpula dos Povos, convocada por organizações sociais e políticas com o objetivo de traçar um caminho diferente ao da classe dominante.

América Latina
0

Disputa territorial: entenda o que os guatemaltecos decidiram nas urnas domingo

No referendo realizado pelo governo da Guatemala neste domingo (15), 95,9% dos guatemaltecos decidiram levar a disputa territorial com Belize à Corte Internacional de Justiça (CIJ). A consulta ao órgão internacional só acontecerá após os cidadãos belizenhos realizarem votação semelhante.

América Latina
0

Contra ofensiva: A guerra é de pensamento

Ter melhores governos progressistas não é o fim desta história, mas uma oportunidade de completar condições que falta para empreender a próxima. Entre elas, rejuvenescer e fortalecer nossas capacidades para derrotar a contra ofensiva no campo da cultura política, o confronto ideológico e a comunicação persuasiva porque, como assinalou Martí: “é de pensamento a guerra maior que travamos, vamos ganha-la no pensamento”.

América Latina
1

Estaremos diante de novas ditaduras na América Latina?

As atuais ditaduras da América Latina têm todas as características para apresentar uma imagem civil com aparência de respeito pelos preceitos constitucionais, mantendo um calendário eleitoral com pluralidade de partidos e os demais traços de um regime democrático de acordo com as regras ocidentais.

América Latina
0

Dos campos às cabines de TV: as meninas também jogam (e entendem de) futebol

Eu cheguei nos Estados Unidos em novembro e nos primeiros dias de abril, quando começava a derreter a neve do inverno, saí para buscar trabalho nos campos de futebol. Levava comigo meu título de árbitra de futebol avalizado pela FIFA e uma carta de recomendação da Federação de Futebol da Guatemala.

América Latina
0

Tempos de tormenta: Guatemala enfrenta casos difíceis para sistema de justiça

Depende agora de uma cidadania informada e ativa que exerça a fiscalização indispensável para conseguir a consolidação do sistema de justiça em um marco de ética e transparência, para derrubar os obstáculos opostos ao avanço da democracia e impedir o avanço de forças antagônicas à instauração de um verdadeiro estado de Direito. Ninguém mais poderá consegui-lo. Carolina Vásquez Araya*

Brasil
0

Prisão de Lula visa reverter progressos e conquistas sociais, afirma governo de Cuba

O governo ministério das Relações Exteriores de Cuba lançou, na noite deste sábado (7), uma nota em que “reitera apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”. O texto ressalta que é um fato “gravíssimo tentar impedir o líder mais popular do Brasil de ser candidato à presidência do país”.

América Latina
0

“Elites da América Latina não querem democracia”, diz Lula em entrevista a Correa

Na nova edição do programa de entrevista “Conversando com Correa”, no canal RT en Español, o ex-presidente do Equador dialoga com Lula da Silva, o ex-presidente progressista do Brasil e principal líder do Partido dos Trabalhadores. A conversa entre ambos aborda as dificuldades históricas e políticas que afetaram a América Latina — especialmente em sua relação com os Estados Unidos — e sua necessidade de seguir lutando para manter a dignidade social diante de qualquer tentativa de submissão.

América Latina
9

Após eleições de março, Cuba é o 2º país do mundo com mais mulheres no Parlamento

Numa altura em que os grandes meios de comunicação do capitalismo fingem promover os direitos da mulher, a presença de mulheres no seio dos órgãos legislativos de numerosos países diminui. Enquanto isso, o Parlamento de Cuba, com 53,22% de mulheres, ocupa o segundo lugar mundial no que diz respeito à participação feminina.

América Latina
0

A posição vergonhosa da esquerda chilena no conflito com a Bolívia por saída ao mar

A natureza do conflito que originou a mediterraneidade boliviana torna patética a miséria política que reina entre as distintas expressões da esquerda e do progressismo chileno, especialmente aquelas com representação institucional, com respeito à demanda do pais altiplânico por uma saída soberana ao mar.

América Latina
0

Uruguai: sociedade traça estratégia nacional para atingir igualdade de gênero em 2030

Encontro de Mulheres no Uruguai| Foto: Reprodução/ Facebook Quando se fala de compromissos e de políticas para a mulher uruguaia, impulsionadas pelos governos da Frente Ampla (FA) em seus três períodos de mandato, de 2005 até hoje, reconhecem-se avanços substantivos, mas também dívidas. Por Juan Carlos Díaz Guerrero* Realizar uma avaliação objetiva do que aconteceu implica, em primeiro lugar, ver que depois de séculos de invisibilidade, o tema feminino ocupa hoje um lugar preponderante nas…

América Latina
0

Conheça Carlos Alvarado, o novo presidente da Costa Rica

O jornalista e politólogo de 38 anos, Carlos Alvarado, candidato pelo governista Partido Ação Cidadã (PAC), ganhou o segundo turno das eleições na Costa Rica neste domingo (1º) com 60,66% dos votos, contra os 39,33% obtidos por seu rival, o pastor evangélico Fabricio Alvarado, do Partido Restauração Nacional (PREN).

América Latina
0

“Não há guerra entre cartéis, é o Exército que está matando no México”, denuncia jornalista

Conversa com Federico Mastrogiovanni, jornalista italiano radicado no México. Leiam com atenção, pois o México de hoje nos mostra o que será o Brasil amanhã, a continuar a militarização, a entrega das riquezas naturais, destruição do sistema público de educação, a violência resultante de tudo isso. É a militarização que causa a violência, não o contrário como diz a mídia, diagnostica o sociólogo e jornalista ítalo-mexicano e arremata: o jornalismo tem que ser crítico!

Destaque 2
0

Os direitos dos demais, os humanos, e a condição fundamental da vida em democracia

O respeito pelos direitos humanos e todos os mecanismos para garantir sua proteção constituem um capítulo indispensável da vida de qualquer sociedade democrática na qual as ótimas condições de vida de seus membros representem um objetivo primordial para seus governantes.

América Latina
1

Peru: Queda de PPK é outro episódio da busca dos Fujimori pelo poder

Bem que se poderia dizer que a queda de Pedro Pablo Kuczynski (PPK, como é conhecido) foi determinada no dia 24 de dezembro de 2017, quando o país se surpreendeu com o inusitado indulto concedido a Alberto Fujimori, o mais importante réu da máfia mantido preso na última década do século passado

América Latina
0

Existir nesse mundo e a autenticidade de atrever-se a ser

Toda pessoa deve a si mesma a autenticidade de seu ser, de seu pronunciamento e das ações em sua vida e, com isso, da responsabilidade das consequências. Toda pessoa deve a si mesma a transparência de suas palavras embora a dor, a raiva, a urgência, a confusão, o desencanto, o transtorno e o vazio tratem de engoli-la para arrebatar nossa única e última resistência.

América Latina
0

Na música boliviana, um clamor pelo mar que foi roubado

O mês de março nos traz a lembrança do mar, fervente de história, heroísmo civil e consciência coletiva. Este mês será memorável porque se espera a decisão da Corte Internacional de Justiça (CIJ), com sede em Haya, sobre a eterna reivindicação de por fim ao bloqueio de Chile imposto já completando 139 anos.

América Latina
0

“Se ele ficar sabendo, me mata”: quando o “outro” é o pior inimigo

Quantas vezes escutei essa frase, pronunciada de passagem! “Se ele ficar sabendo, me mata”. Casualmente, como se o uma ameaça desse calibre formasse parte da rotina cotidiana, milhões de mulheres no mundo vivem sob a sombra de uma ditadura conjugal considerada por muitas pessoas — homens e mulheres — como parte de uma realidade inevitável, avalizada pelo costume.

América Latina
0

Após década de redução, pobreza volta a crescer na América Latina a partir de 2015

A América Latina passou por uma dúzia de anos de redução da pobreza, no período compreendido entre 2002 e 2014, época em que aproveitou a onda favorável do superciclo das commodities para aumentar o nível de emprego e reduzir a exclusão social. Mas os ventos favoráveis mudaram e a pobreza voltou a subir a partir de 2015.

América Latina
1

Cúpula das Américas: os 12 servos do Grupo de Lima contra a Venezuela e a favor do capital

Serão 33 os chefes de Estado e de Governo que se reunirão em Lima em abril para a 8ª Cúpula das Américas. Entre eles, 12 constituem o que já estão chamando de Grupo de Lima, formado por iniciava do presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski (PPK), com já explicitado objetivo: apoiar a ofensiva ianque contra a Venezuela Bolivariana.

América Latina
0

“Sem comunicação, o desenvolvimento não pode ser sustentável”

Sem comunicação, o desenvolvimento não pode ser sustentável. Não é um problema de meios de informação, é um tema de processos de comunicação horizontal. No desenvolvimento humano sustentável já não podemos falar de “emissores” de mensagens e de “audiências” passivas. Temos que trocar o chip.

América Latina
0

Combate à mortalidade materno-infantil: Uma janela para o nada

Janela dos Mil Dias: Um projeto vital para a infância da Guatemala, carente de recursos e marginalizado por falta de interesses do governo Carolina Vásquez Araya* Como uma oportunidade para reduzir a mortalidade materno-infantil foi lançada, em 2013, com grande pompa, a Janela dos Mil Dias, iniciativa respaldada por organismos internacionais e cujo objetivo é satisfazer as necessidades nutricionais de mães e seus bebês desde a etapa da gestação, porque “a desnutrição em crianças menores…

América Latina
3

Averno: O melhor filme boliviano dos últimos tempos é uma viagem pela mitologia andina

El Averno era um bar feio e decadente no bairro Belén, na zona de San Pedro, creio que na travessa Belzu, perto da Rua Illampu, em La Paz, onde costumávamos ir de vez em quando para sentir-nos melhores discípulos de Jaime Sáenz. Não sei se esse era o nome porque não tinha placa. Por Alfonso Gumúcio* Lembro que para entrar havia que agachar-se para passar a pequena porta de madeira e descer um lance de…

América Latina
1

Eleições na Colômbia: Vitória de Álvaro Uribe coloca em xeque pacificação do país

Ainda é cedo para analisar em profundidade o que significa o resultado eleitoral da primeira disputa depois da guerra de meio século na Colômbia. Porém, uma coisa é certa: a extrema-direita mostrou poder de fogo. A vitória esmagadora de Álvaro Uribe deixa claro que a paz estável e duradoura ainda tem um longo caminho para ser conquistada. Por Mariana Serafini, no Portal Vermelho As eleições parlamentares realizadas no último domingo (11) são um marco na…

América Latina
0

Eleições em Cuba: um processo democrático com sangue jovem

As últimas quatro décadas de história eleitoral em Cuba se caracterizaram por seu estreito vínculo com a juventude. O exemplo mais internacionalizado poderia ser, talvez, a segurança das urnas feita por meninos e adolescentes dos ensinos fundamental e médio. Por Nicholas Valdés* Este é um elemento distinto do processo da ilha, que ganha ainda mais significado se for levado em conta que, em nível global, a norma é que as forças policiais ou militares sejam…

América Latina
0

Eleições: cubanos falam sobre renovação do Parlamento e definição de novo presidente

Escolhemos os dirigentes que terão a tarefa de melhorar todas as coisas boas que temos em Cuba, como o estudo gratuito, saúde pública, proteção social para os aposentados e muitas outras coisas”, diz a dona de casa Mercedes Cabrera Rodriguez.

América Latina
0

O que querem Almagro e a OEA em Cuba às vésperas das eleições?

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luís Almagro, está mais interessado no barulho do que em retornar à Maior das Antilhas, um país que ele conhece bem. Mas deve ter claro que nem a OEA nem nenhum de seus funcionários, muito menos aqueles que traem os princípios éticos elementares, não têm sido e nunca serão bem-vindos na Cuba revolucionária de Fidel. Por Sergio Alejandro Gómez (*) Qualquer pessoa que escute o nome de “Rede…

América Latina
0

Cubanos vão às urnas e, pela primeira vez, país não terá heróis da guerrilha no poder

Apesar das reservas, dúvidas e cautelas mostradas por alguns analistas e diversos meios de comunicação, Raúl Castro não continuará sendo o presidente de Cuba após as eleições gerais que se celebrarão no país no próximo domingo (11). Isto não só confirma o que o próprio mandatário já tinha anunciado em múltiplas ocasiões[i], mas também ratifica o que foi acordado em 2011 durante o VI Congresso do Partido Comunista de Cuba (PCC) sobre a limitação dos principais…

América Latina
0

Na Venezuela, Maduro negocia megaeleição com opositores. Será a saída para a crise?

As eleições presidenciais na Venezuela, marcadas inicialmente para o dia 22 de abril, foram empurradas em um mês, e acontecerão junto com a votação para escolher os membros dos conselhos legislativos estaduais e municipais, no dia 20 de maio. A decisão, anunciada pelo CNE (Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela), é fruto de um acordo de garantias eleitorais entre as forças políticas que respaldam a reeleição de Nicolás Maduro, além dos grupos Avançada Progressista (AP), Movimento…

América Latina
2

Do México ao Brasil, ofensiva neoliberal faz América Latina retroceder cem anos

As ingerências existirão sempre, e não serão apenas dos EUA e seus embaixadores, nem dos infiltrados de outros países; aqui a responsabilidade absoluta é dos traidores que vendem seu povo à melhor oferta. E é aos traidores que se deve julgar; e que apodreçam nas masmorras e sejam arrancados da memória coletiva.

América Latina
0

Declaração do Fórum Feminista frente ao Livre Comércio e a Grande Assembleia Feminista

O Fórum Feminista frente ao Livre Comércio e a Grande Assembleia Feminista realizou-se no marco da Cúpula dos Povos “Fora OMC, construindo soberania” entre os dias 11, 12 e 13 de dezembro em Buenos Aires, Argentina, frente à realização da 11º Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio nesta cidade.

América Latina
0

Unesco reconhece ilusão e imaginário da Feira de Alasita, em La Paz, como Patrimônio da Humanidade

Há muita gente que está festejando a história de que a Festa de Alasita já é Patrimônio Mundial declarado pela Unesco. Se tivessem menos preguiça leriam o título completo da declaratória: a Unesco inscreveu na Lista Representativa do Patrimônio Imaterial da Humanidade “os itinerários rituais em La Paz durante a Feira de Alasita”, e não a própria feira.

América Latina
0

No Paraguai, camponeses fazem da ocupação de terras uma estratégia de sobrevivência

Quando era rapaz, Mariano Castro ajudou a fundar a comunidade paraguaia de Yby Pytã. Hoje, ele tem uma casa de cinco cômodos e uma fazenda com galinheiros, chiqueiros, nove vacas e um celeiro com seis toneladas de milho, que ele colheu à mão. Conta com muitas árvores frutíferas, fogão à lenha e uma nova safra de abóboras gigantes. Tem 55 anos, seu olhar é calmo e vulnerável, e o sorriso tímido. Com a esposa, Élida…

Argentina
1

Organizações e intelectuais argentinos se solidarizam com ex-presidente Lula

Por entender que eleições sem a presença de Lula como candidato será um inaceitável atentado à democracia, dirigentes sindicais e de organizações sociais, parlamentares de vários partidos, criaram em Buenos Aires um Comitê de Solidariedade ao ex presidente, Lula. A representante de Diálogos do Sul em Buenos Aires, Stella Calloni, também integra o comitê.

Brasil
0

Venezuela e intervenção no Rio: estratégias para uma unidade nacional forjada

As classes dirigentes vão novamente mobilizar as massas a se unirem contra um mal maior para, assim, controlar a indignação popular. Como o desejo de “pureza” que tocou a população alemã nos pródomos da Segunda Guerra Mundial, estamos mais uma vez submersos em uma situação que nos impele (de forma manipulada) a negar a liberdade em prol da segurança. Por Raphael Silva Fagundes, no Le Monde Diplomatique “A maioria dos especialistas deu pouca atenção para os…

América Latina
0

Direita internacional manipula fenômeno migratório para atacar Maduro

Com uma magnificação sobre a migração de venezuelanos, além de uma campanha de xenofobia, presidentes de direita da região e porta-vozes da oposição venezuelana aumentaram seus ataques contra a Venezuela e o governo bolivariano liderado por Nicolás Maduro. Por AVN Sem ir muito longe, um dos promotores da campanha é o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos. Em 19 de fevereiro, ele assegurou que a chegada de venezuelanos é “atualmente, talvez o problema mais sério da…

América Latina
0

Na Colômbia, FARC disputa eleição em cenário de ameaça ao fim do conflito no país

No início de janeiro, foi anunciada a candidatura oficial à presidência de Rodrigo Londoño – Timochenko – do partido FARC (Fuerza Alternativa Revolucionária del Común), ensaiando os primeiros passos da antiga guerrilha na vida política institucional do país, após o Acordo de Paz assinado em 2016. Mas depois da passagem do candidato por duas cidades (Armênia e Cali), o partido decidiu suspender parte da ação de campanha eleitoral “até que existam as garantias necessárias”. Por Mariana…

América Latina
0

Criptomoeda Petro: a aposta venezuelana para sair da crise é a nova contradição do capitalismo?

O Secretário de Estado Norte-Americano, Rex Tillerson — também conhecido como “T Rex” — o mesmo que celebrou as evidências que apontavam para um recente aumento na miséria extrema da Coreia do Norte como um sinal de que as sanções impostas pelos Estados Unidos estariam funcionando[1], deu ainda outra típica declaração de paz, desta vez sobre a Venezuela, na qual afirmava que uma intervenção direta dos Estados Unidos no país não se fazia necessária uma…

América Latina
0

Por que oposição venezuelana não vai participar das eleições presidenciais de abril? Entenda:

Os líderes da MUD (Mesa da Unidade Democrática), coalizão de partidos opositores na Venezuela, declararam que não vão concorrer às eleições presidenciais de abril. Por Franco Vielma, em Missión Verdad Após uma alteração na Constituição venezuelana realizada pela Assembleia Nacional Constituinte (ANC), foi criada uma exceção no tempo do mandato de presidente e, assim, foi convocada a eleição presidencial, tão solicitada pela Mesa da Unidade Democrática (MUD). Agora, em um fato sem precedentes, eles decidem não participar,…

América Latina
0

Será o fim das eleições na América Latina?

A disputa na América Latina já não é principalmente eleitoral. A restauração conservadora tem outros mecanismos. E não necessariamente são as urnas. A via escolhida [pela direita] quase sempre é outra. Cada caso é diferente: tudo depende do país em questão. Utilizam uma ou outra ferramenta em função do cenário e da disponibilidade. Por Alfredo Serrano Mancilla*, no Portal Vermelho Cada contexto condiciona o método de intervenção para deter/eliminar o bloco progressista. Se ainda têm…

América Latina
0

Macri abre as portas para ocupação militar dos EUA na Argentina

Em diálogo no programa “Contala como quieras” (conte do seu jeito), da emissora La Voz Capital, a jornalista argentina Stella Calloni esclareceu que o cumprimento do acordo que o governo de Maurício Macri firmou com a DEA (agência antidrogas dos Estados Unidos) “viola a soberania nacional”, de maneira alarmante, porque “permite a uma potência que tem um plano estratégico de recolonização de toda nossa região desembarcar militares em território argentino”. Redação Stella Calloni, especialista em…

América Latina
1

Intervenção militar no Rio de Janeiro escancara o avanço do fascismo no Brasil

A intervenção federal militar na segurança do Rio de Janeiro e sua possível extensão a outros Estados marca uma nova etapa da escalada repressiva que avança no Brasil desde o golpe de 2016, configurando tecnicamente um Estado de Exceção. Por Carlos Eduardo Martins, no Blog da Boitempo Constitucionalmente, são três os níveis de Estado de Exceção: Intervenção Federal, Estado de Defesa e Estado de Sítio. Cumprimos com esta iniciativa o primeiro nível do Estado de…