Jorge Rendón Vásquez

Que outro mundo é possível?

0

O lema do V Fórum Social Mundial: “Outro mundo é possível” se agita no panorama da história, hoje, como uma formidável bandeira de esperança. Atrás dela as multidões vindas de muitas partes do mundo, marchando pelas ruas de Porto Alegre, animadas por um entusiasmo contagiante. Jorge Rendón Vásquez* Ali se entretiveram em mais de duas mil atividades distribuídas em onze espaços temáticos onde os participantes davam a conhecer seus protestos,…

Peru: O campeonato de corrupção

0

Três presidentes da República do Peru figuram na lista da Odebrecht, o grande corruptor (que poderia ser também o grande eleitor), com uns 29 bilhões de dólares. Nada mal. Com sua expressão latina, palavras evasivas e sua memória para lembrar o nome dos bancos e os números das contas que significavam presentes, nosso país se perfila, por fim, com alguma possibilidade no grande campeonato mundial desse esporte de ricos e…

Direita e esquerda: o bom ladrão e o mau ladrão

Jorge Rendón Vásquez* Lembro ainda da animada conversa de um carpinteiro de pequena estatura e cabelo duro cor de  palha e o irmão de minha mãe, um desengonçado estudante crônico de direito, conquistado pela poesia. Eram seis da tarde e os operários já tinham saído da oficina. Com olhar cintilante de inteligência e segurança o carpinteiro lhe dizia: -A direita e a esquerda, amigo, nasceram no Gólgota, quando crucificaram a…

Chaves da evolução do Direito do Trabalho II

Jorge Rendón Vásquez*  A transição de uma etapa à outra ocorre dialeticamente, pela acumulação de mudanças quantitativas nas relações entre capitalistas e trabalhadores que tomam a forma de novas normas jurídicas. Estas mudanças dão lugar, em certos momentos, a mudanças qualitativas mais importantes dentro da mesma estrutura capitalista que se manifestam por outras normas jurídicas de maior alcance e efeitos mais importantes. 3a etapa: do fim da 2a Guerra Mundial…

Chaves da evolução do Direito do Trabalho I

Jorge Rendón Vásquez*  O Direito do Trabalho está definido como o conjunto de normas reitoras do trabalho sob dependência e remuneração de uma pessoa para outra por contrato. Este trabalho configura a relação característica da economia capitalista, na qual as pessoas carentes de capital –que são a maior parte das que podem realizar um atividade econômica- têm necessariamente que entregar sua força de trabalho a uma pessoa privada ou pública…

Crônica de um soco não anunciado

0

Jorge Rendón Vásquez*  Esgotada a onda necrológica suscitada pelo falecimento de Gabriel García Márquez, o poder mediático tem em seu haver a conversão efêmera do genial romancista em um ícone, agitado ante multidões agradecidas por dois presidentes da República, que poderiam ter figurado em seus romances como malévolos personagens supérfluos. O poder mediático havia instruído seus escrevinhadores para iludir ou obscurecer a ideologia de García Márquez, sua amizade com Cuba…

Liberdade de imprensa e concentração da mídia no Perú

Jorge Rendón Vásquez* A liberdade de imprensa é a faculdade publicar algum meio de comunicação escrita, oral, audiovisual ou informático e de expressar-se através dele, e é também a de eleger, ver, escutar e ler os meios de comunicação. O açambarcamento na mídia é a concentração da propriedade dos meios de comunicação por um grupo minoritário de pessoas. No limite, ambos os conceitos são opostos: não poderia haver liberdade de…