Paulo Cannabrava

Paulo Cannabrava
1

Quando os juízes da Lava Jato serão cobrados pelas perdas ocasionadas ao país?

Ninguém diz, mas é fato que a força tarefa da Operação Lava Jato paralisou a manutenção e o investimento nas refinarias e também as obras de novas refinarias, como a Abreu de Lima, em Pernambuco. Isso é válido também para as usinas hidrelétricas. Paralisados, esses projetos só produzem dívidas. Paulo Cannabrava Filho* Diante da greve dos caminhoneiros, que paralisou o país por dez dias, o país começou (ou deveria ter começado) um processo de reflexão…

Paulo Cannabrava
4

Por que ofender os jericos? Tendo ferrovias desenvolvidas, Brasil optou por rodovias

Um pouco de história ajuda a compreender o presente e a construir o futuro. Vejam se não é coisa de ofender jericos: o governo elegeu o transporte viário, ou seja, veículos que queimam combustíveis de origem fóssil, rodando sobre asfalto, também de origem fóssil.

Paulo Cannabrava
2

Quer saber de quem é a culpa pela crise dos combustíveis? Pergunte ao FHC

O Brasil viu, atônito, uma greve de caminhoneiros parar o país. A crise gerada pela mobilização causou uma grave instabilidade no país, derrubou o então presidente da Petrobras, Pedro Parente, colocou em xeque a política de preços da estatal e quase fez cair Michel Temer, o ilegítimo.

Paulo Cannabrava
0

Enquanto Brasil afunda, mídia fala em incertezas. Qual a solução?

É incontestável que o país está afundando cada vez mais. Até o FMI já percebeu isso e projeta para 2019 ou 2020 dívida superior a 90% do PIB. Já está em 80%: R$ 4 trilhões. Crescimento? Insignificante: menos de 1% depois de anos de PIB negativo.

Paulo Cannabrava
2

A União está quebrada em todos os sentidos e, em todos, por irresponsabilidade

A União está quebrada em todos os sentidos e, em todos, por irresponsabilidade. A irresponsabilidade na administração pública levou à quebra o Tesouro Nacional, ou seja, as contas a receber e a pagar do governo. Em termos empresariais, isso significa que o Estado faliu e deve mais de R$ 4 trilhões, quase 80% do PIB.

Paulo Cannabrava
3

Os EUA já não são mais aquele… Até quando apoiaremos a maior força bélica da história?

costaOs Estados Unidos mantêm a maior força bélica jamais vista na história da humanidade. Forças terrestres, aéreas, navais, porta-aviões, bases militares, mísseis, foguetes, energia atômica e nuclear espalhadas pelo mundo. Para que serve tudo isso? A melhor pergunta é: quanto custa e como sustentar tudo isso? Paulo Cannabrava Filho* Eles são hoje o país capitalista que abriga o maior número de pobres, que tem o maior déficit orçamentário e a maior dívida externa. Você verá…

Paulo Cannabrava
3

Paulo Cannabrava Filho: Lula preso. E agora???

E agora? É o que todos perguntamos… Reagirá esse povo?
Vi esse povo chorar pelo Chico Viola (em 1952), vi esse povo chorar por Getúlio Vargas (em 1954) e não demorou muito para eu ver esse povo chorar por Tancredo Neves (1985). Agora, de novo, vejo esse povo chorar por Lula (e Lula não está morto) Será essa a sina de nosso povo: chorar por seus ídolos mortos, por presidentes mortos ou depostos?

Paulo Cannabrava
0

A guerra comercial de Trump: a Volta do Cipó de Aroeira

A China hoje não é só a fábrica do mundo. É também o país mais rico do planeta. Esse país de cultura milenar, há séculos cultiva o hábito da poupança. Eles não precisaram de dinheiro externo para se desenvolver. Tem resistido até hoje às investidas do capital financeiro para entrar na economia. Sabem que isso seria danoso, pois tiveram a experiência da ocupação britânica, depois a japonesa. Estão vacinados.

Paulo Cannabrava
2

Os juízes da Corte, a ditadura judicial e as eleições de 2018

Alguns vão dizer que o Toffoli, por ter sido nomeado por Lula, absolverá o réu. Outros dirão que é o plano estratégico da República de Curitiba para tomar o poder e transformar o país na primeira república causídica. Poderosos magistrados governando e legislando em causa própria. Uma ditadura judicial.

Paulo Cannabrava
1

21 fatos que provam a ocupação colonial das escolas brasileiras

Em complementação dos artigos anteriores sobre a recolonização do Brasil através dos grandes monopólios transnacionais, com a transformação da educação em mercadoria, aqui apontamos alguns exemplos de como se dá a ocupação das escolas pelos grandes monopólios e pelo capital estrangeiro

Paulo Cannabrava
2

No Brasil, educação virou balcão de negócios com orientação do Banco Mundial e do BID

Educação deixou de ser direito humano e obrigação do Estado para ser negócio com objetivo de lucro. Esse novo mercado de educação básica, segundo o estudo da revista Época Negócios, “movimenta cerca de R$ 67 bilhões por ano, valor que ultrapassa a renda líquida do ensino superior, de R$ 55 bilhões.

Paulo Cannabrava
11

Brasil supera imperialismo dos EUA e volta a ser colônia – dos EUA

Já não se trata mais de ser contra o imperialismo ianque. Já foi ultrapassada essa fase. Agora, se trata de lutar contra uma ocupação colonial. Se trata, portanto, de desencadear uma luta de Libertação Nacional para conquistar uma verdadeira independência. Paulo Cannabrava Filho* Como ocorreu e, como ocorre, essa ocupação? É mesmo uma colonização? Foi um processo longo e paciente. Começou em 1964 com a captura do Estado pelo capital transnacional, seguido a partir dos…

Paulo Cannabrava
2

Nós, os trabalhadores, e a farsa do rombo da Previdência

Gente…. esse nosso país, país da piada pronta, é mesmo surreal. À margem de toda insegurança jurídica criada por um bando de advogados vende-pátria, está todo mundo calado diante da farsa montada em torno da Previdência Social. Farsa cujo único objetivo é privatizá-la, o que é o mesmo que acabar com a aposentadoria dos pobres. Não acreditam? Visitem o Chile… Paulo Cannabrava Filho* Agora, vejamos. O Senado da República criou uma Comissão Parlamentar de Inquérito…

Paulo Cannabrava
0

Ciberguerra

“São muitos os autores que conformam um quase consenso de que a crise atual, mais que una crise sistêmica, é una crise civilizatória. Chega-se a essa conclusão pelo somatório das interpretações da conjuntura global. A crise é sistêmica e cíclica porque se esgotaram os paradigmas. A crise é moral porque se perdeu o sentido ético nas relações humanas. É assim que eu a entendo, o que nos conduz ao grande desafio deste século: recuperar a…

Paulo Cannabrava
0

Pelo Dia Nacional da Consciência Negra

Alguém dirá que todo dia é também dia de branco, mas, também de branco-negro-índio, ou de índio-negro-branco, ou negro-branco-índio como bem definiu o nosso povo latino-americano o peruano estudioso da cultura negra Nicomedes Santa Cruz. Contudo, o dia é da consciência negra e é sobre isso que devemos refletir.

Paulo Cannabrava
0

A Soberania Nacional violada e ninguém protesta

Defender a soberania é defender em primeiro lugar o povo pois não existe nação sem povo, e sem povo se perde o conceito de nacional. Para recuperar a soberania é preciso devolver às pessoas a capacidade de pensar criticamente, formar os quadros com consciência nacional. Paulo Cannabrava Filho*

Paulo Cannabrava
0

Brasil: Nem a plutocracia aguenta mais

Reflexões sobre a proposta da Frente Parlamentar Mista de Defesa da Soberania Nacional do Brasil. Paulo Cannabrava Filho* O vetusto “Estadão” (O Estado de São Paulo) diário da oligarquia transformado em porta-voz do pensamento único, em editoriais de sábado e de domingo, lasca o pau nos erros cometidos pelo supremo procurador geral Rodrigo Janot. “Açodamento” no acordo com Batista, “ação descuidada atrapalhou a vida de todos os brasileiros intimidando todo e qualquer movimento de recuperação…

Paulo Cannabrava
2

Teremos 1964 de novo?

Uma Frente em Defesa da Soberania Nacional e do Estado de Direito, para ser verdadeiramente ampla tem que contar com o apoio e participação ativa dos militares. Se a esquerda e os democratas não forem capaz de se unir para salvar o país, estamos fritos e a culpa será nossa.

Paulo Cannabrava
1

José Dirceu, preso político

“José Dirceu não seria condenado sequer a uma pena alternativa, mas no caso do “mensalão” foi condenado com base num numa incabível e deformada “teoria do domínio do fato”. afirma o jurista José Roberto Batochio.

Paulo Cannabrava
0

Reforma trabalhista na Espanha e no Brasil

A reforma trabalhista que está sendo imposta aos trabalhadores brasileiros pela dupla Temer/Meirelles tem como modelo a reforma elaborada pelos dirigentes da OCDE e que, com aprovação do FMI, foi aplicada na Espanha. Tanto lá como cá, a reforma tem apenas um objetivo fortalecer a ditadura do capital financeiro e ampliar os ganhos dos rentistas. Todo o resto não passa de falácias. Paulo Canabrava Filho*

Paulo Cannabrava
0

Democracia ou Plutocracia?

Plutocracia, segundo o Aurélio 1 – Poder da riqueza e do dinheiro 2 – Dominação dos homens ricos Democracia, no mesmo dicionário 1 – governo em que o povo exerce a soberania, direta ou indiretamente 2 – Partido democrático 3 – O povo (em oposição a aristocracia) Ditadura – 1 – governo de ditador. 2 – Absorção do poder legislativo pelo poder executivo Paulo Cannabrava Filho* Na história do Brasil nunca houve democracia, entendida como…

Paulo Cannabrava
1

América Latina: Militarização continental viola soberania

Argentina está se armando até os dentes. Para que? Para reprimir o povo. Não se trata de intenção de ir à guerra, posto que não tem inimigos externos e está sob a proteção das potências imperiais. Além do mais, o que estão comprando é puro ferro-velho estadunidense e israelense. Materiais descartáveis utilizados nas agressões e conquistas territoriais de Estados Unidos e Israel. Paulo Cannabrava Filho* Ao mesmo tempo que se arma contra a população a…

Paulo Cannabrava
0

Vergonha do jornalismo nacional

Vergonha do jornalismo nacional. Chegar a quase 60 anos de profissão e assistir o massacre da ética no jornalismo é demasiado triste. Paulo Cannabrava Filho Em nome de uma pretensa liberdade de imprensa cometem as mais deslavadas violações da ética profissional, de preceitos constitucionais, de direitos cidadãos. Estão cometendo um verdadeiro linchamento mediático e isso é crime. Pré Julgaram e julgaram a cidadãos violando preceito constitucional da presunção da inocência e isso é crime. Detrataram…

Paulo Cannabrava
0

França: Lá como aqui, c’est tout la même chose

Nas eleições da França ganhou Macron, o menos pior. O povo vai ter que comer o pão que o diabo amassou. Desemprego, empobrecimento da classe média, aumento da marginalização social nas periferias urbanas e, pior, o avanço do pensamento único imposto pelo capital financeiro. O banqueiro chegou agora ao cume do poder. Paulo Cannabrava Filho* O que ocorre na França, já foi dito aqui por mais de um de nossos colaboradores, decorre da traição da…

Paulo Cannabrava
0

Paulo Cannabrava: jornalismo contra o pensamento único

Havana, 02 maio (Prensa Latina) – Os meios alternativos e as redes sociais constituem o único respiro à asfixia midiática imposta pelos grandes meios de comunicação, afirmou o jornalista e analista brasileiro Paulo Cannabrava, em visita a Havana. Jorge Luna* Entrevistado pela Prensa Latina, lembrou que a grande mídia, que abarca rádios, redes de televisão, jornais e revistas, foram transformados em porta-vozes do pensamento único imposto pelo capital financeiro. O diretor do portal Diálogos do Sul, com sede em São Paulo,…

Paulo Cannabrava
0

Insegurança jurídica e a estratégia do caos

Dias sombrios nos esperam. O que esperar de um judiciário que é o mais caro do mundo? O que esperar de um legislativo que é o mais caro do mundo? Paulo Cannabrava Filho* Desde os tempos coloniais, passando pelos tempos em que isto aqui foi reino e império, atravessando a república dos coronéis dos latifúndios até a nova e a novíssima República, advogados e juízes foram formados para defender o status quo e ser parte…

Paulo Cannabrava
6

O 1º de Abril de 1964 e eu

Não te rendas jamais, nunca te entregues, foge das redes, expande teu destino. Eduardo Alves da Costa, poeta rebelde brasileiro Paulo Cannabrava Filho* Num dia 1 de abril, como hoje, há cinquenta e três anos, cheguei para trabalhar, na Última Hora de São Paulo, o jornal estava cercado por tropas. Tropas do II Exército, comandadas pelo general Kruel, compadre do presidente João Goulart que estava sendo deposto. Este jornal nunca mais voltou a circular. Quem depois disso conheceu…

Paulo Cannabrava
1

Golpe no Brasil: juventude está farta de diagnósticos, é chegada a hora dos prognósticos!

Não basta indignar-se, é preciso rebelar-se; não basta rebelar-se, é preciso organizar-se. Paulo Cannabrava Filho* Foto: Glória Flugel “Nós ficamos aqui conversando e eles lá fazendo as leis, fazendo o que bem entendem, como lhes dá na gana, sem que nada aconteça. Se a gente protesta, vem repressão. Aliás, nem precisa protestar, basta divergir, basta sair para a rua para reivindicar alguma coisa que vem cacetada em cima”. É, de fato, essa situação desacorçoa, desanima,…

Paulo Cannabrava
1

Quem tem medo de Donald Trump?

Reflexões sobre a vitória de Donald Trump e sua repercussão aqui e no mundo. Paulo Cannabrava Filho* Um dia desses, conversando com nossa equipe de jornalismo, riamos ao constatar que as notícias dominantes na mídia sobre Estados Unidos mais pareciam vir de uma república bananeira: as “Banana’s Republic”, Estados sem condições de estabilidade econômica e política devido à ingerência externa. Primeiro sintoma: a unanimidade da mídia em torno de um candidato. Depois disso, questionaram a…

Paulo Cannabrava
0

Fidel Castro: Se fue el compañero

Creio que o maior legado de Fidel Castro é ter ensinado ao mundo o que é ser companheiro. Paulo Cannabrava Filho* Mal interpretado por muitos, talvez o único que realmente bem interpretou Fidel Castro foi ele mesmo. E deixou isso muito bem explícito em sua obra. Em discurso em Santa Clara, por exemplo, em comemoração à batalha decisiva travada pelos guerrilheiros contra o exército de Batista, Fidel fez um longo retrospecto da história de Cuba…

Paulo Cannabrava
3

Não será fácil para Trump nem para os EUA

Eu acreditava que Hillary Clinton ganharia as eleições e escrevi isso assim que confirmaram sua candidatura sem medo de errar. Observando e estudando esse país por décadas, constatei que é um país muito previsível, posto que a população é exageradamente ingênua e manipulada pelos meios de comunicação e o centro do poder dominado por uma oligarquia que há séculos sabe o que quer e o que fazer. Paulo Cannabrava Filho* Desde a primeira constituição as…

Paulo Cannabrava
0

Quem ganhou e quem perdeu as eleições em São Paulo

Quem de fato ganhou as eleições em São Paulo foi um esquema montado por grupos em que dominam empresários e financistas, gente de muito, muito dinheiro. A maior derrota não foi de nenhum partido. Foi da democracia, foi de um projeto nacional que não foi apresentado por nenhum candidato, como se verá. Paulo Cannabrava Filho* Houve eleições no Brasil inteiro, contudo, danos nos ater mais a São Paulo por uma razão muito simples: é aqui…

Paulo Cannabrava
0

Eleições 2016: Concluída uma nova farsa eleitoral

Já está em andamento uma nova campanha em disputa das eleições municipais que transcorrerão em todo o país em outubro. Vamos comprar um produto ou vamos votar num candidato? Há candidatos? Ou só há produtos de marketing? Sim, há candidatos… mas é preciso identifica-los, distinguir daqueles que são produto do marketing e do poder do dinheiro. É preciso discutir a cidade, em profundidade, não prometer obras inviáveis. A campanha evidencia a necessidade urgente de uma…

Paulo Cannabrava
0

Eleições 2016: Iniciada uma nova farsa eleitoral

Já está em andamento uma nova campanha das eleições municipais, que transcorrerão em todo o país em outubro. Vamos comprar um produto ou vamos votar num candidato? Há candidatos? Ou só há produtos de marketing? Sim, há candidatos… mas é preciso identificá-los. A campanha evidencia a necessidade urgente de uma reforma política, partidária eleitoral. Paulo Cannabrava Filho* Eleição municipal é muito importante. Por quê? Porque é ali no município, no bairro, na rua de casa…

Paulo Cannabrava
2

Fim da farsa do impeachment

A farsa do impeachment chegou à meta demarcada. A presidenta Dilma Rousseff foi deposta. Uma morte anunciada, pois é um jogo de cartas marcadas. Que juízes são esses? As sentenças já foram pronunciadas, em alta voz e promovidas pela mídia, bem antes de iniciado o julgamento. Paulo Cannabrava Filho* Todos os personagens cumpriram a perfeição o rito. O rito e os prazos de um processo de impeachment previsto na Constituição. Se encheram de razoes para…

Paulo Cannabrava
0

Sem segurança jurídica não há democracia

“Não se combate crime cometendo crime” Essa afirmação do óbvio proferida por um juiz do Supremo está hoje em todos os jornais. Será que precisou que as delações e filtrações chegassem aos supremos juízes para que isso acontecesse? Será que a Justiça agora vai agir de acordo com a Lei, igual para todos? Ou será que se trata de manifestação corporativa em defesa própria? Paulo Cannabrava Filho* Será que ganharão aqueles que apostaram que uma…

Paulo Cannabrava
1

Inglaterra pretede deixar a União Européia. E nós com isso?

Inglaterra pretende deixar a União Europeia e tem aprovação de boa parte da população em plebiscito. Se sair, deixa de pertencer a um mercado comum europeu que tem garantido sua sobrevivência para ser uma mera colônia dos Estados Unidos. Se não sair, tampouco muda muito essa situação de cada vez maior dependência e submissão a sua ex-colônia. Paulo Cannabrava Filho* A velha Inglaterra, saindo ou permanecendo no Tratado de Maastricht de 1992 será, daqui para…

Paulo Cannabrava
2

Governo interino ou o quê?

Paulo Cannabrava Filho*  De acordo com as regras do jogo, a presidenta Dilma Rousseff foi afastada do governo por um prazo máximo de 180 dias para que o Senado decida sobre seu afastamento ou permanência no poder. Nesse ínterim assume o vice-presidente, Michel Temer, em caráter interino, ou seja, provisório. Se negado o impedimento, ele volta a ser vice e Dilma volta a ser presidenta. Se é interino, provisório, a presidência interina, pela lógica, não…

Paulo Cannabrava
0

Portugal à esquerda

A esquerda está no poder em Portugal – pelo menos o que consideram ser esquerda aqui na Europa – após conseguir maioria para reconquistar a condução do Estado perdido nos anos de domínio da Troika. Paulo Cannabrava Filho* Troika é a denominação dada à articulação entre o Banco Central Europeu, a Comissão Europeia e o FMI, que desde a expansão da globalização tem dirigido as economias dos países da CE (Comunidade Europeia) e que após…

Paulo Cannabrava
4

Dilma e o tsunami da direita

Paulo Cannabrava Filho* Dia 7 de Abril, Dia do Jornalista, jornalistas lotaram o auditório de sindicato, em São Paulo, num ato político de muita força para juntar-se ao clamor nacional de que não vai haver golpe, vai haver luta. Nesse sentido aprovaram um manifesto que foi enviado à presidenta Dilma Rousseff. Houve consenso em torno de que o país está mergulhado em profunda crise política, que os conglomerados de comunicação estão atuando como partidos políticos…

Paulo Cannabrava
1

Candidata da esquerda à presidência do Peru é alvo de guerra suja dos meios de comunicação, diz deputado

Redação Após a exclusão de dois candidatos da disputa eleitoral para a presidência do Peru, o país viveu momentos de incerteza devido ao fato de que Keiko Fujimori, que lidera as pesquisas de intenção de voto, também poderia estar fora da corrida por supostas irregularidades na distribuição de dinheiro e “presentes” aos eleitores em período eleitoral. Na última semana, no entanto, a Justiça eleitoral do país decidiu que a filha do ex-ditador Alberto Fujimori não…

Paulo Cannabrava
2

Duas mulheres disputam as eleições no Peru

Paulo Cannabrava Filho* Duas mulheres decidem as eleições e o destino do Peru. Uma poderá levá-lo literalmente ao inferno; outra poderá abrir caminhos de construção. As eleições do dia 10 de abril estão sendo disputadas por muitos candidatos de vários partidos, mas somente duas mulheres têm chance de ir para o segundo turno: Verónika Mendoza e Keyko Fujimori, uma antípoda da outra. Verónika Mendoza representa hoje para os peruanos a esperança. Cusquenha, tem o quéchua…

Paulo Cannabrava
0

Cansado de tanta estultice

Paulo Cannabrava Filho* O velho Carlos Marx, velho por sábio posto que atravessou os tempos, dizia que não se pode falar em abstrato do que deve ser feito depois da tomada do poder. Se isso é certo, mais certo ainda é dizer que não se pode tomar o poder sem um projeto para ser executado. Projeto discutido e com ampla base de apoio. Quando a Dilma tomou posse, advertimos que ela ganhou a eleição mas…

Paulo Cannabrava
0

O Grande curral da Paulista

Paulo Cannabrava Filho* Nosso colaborador, jornalista Amaro Dornelles, esteve na Avenida Paulista na tarde deste domingo 13 de março e mandou-nos suas observações. Para ele, gaúcho que é, parecia “um curral de gente”. “Um mar de gente, tal qual formigas a caminho do lar, se espremem tentando avançar alguns passos. Senhoras de idade e principalmente obesos sofrem para se locomover, expressões de pânico de todo lado e são apenas 15h. Os gritos, assim como choro…

Paulo Cannabrava
0

Eleição ou farsa nos Estados Unidos?

Paulo Cannabrava Filho* O povo, nos Estados Unidos, é bastante ingênuo, fruto de muitos anos de alienação e manipulação de sua consciência. De um lado, assumem um fundamentalismo ético religioso, apoiam “guerras santas” contra os demônios da vez, e de outro lado se deixam enganar por uma elite e ajudam a perpetuar o sistema de dominação gerador de crises e de guerras. Agora mesmo, é impressionante, para não dizer trágico, como se deixam enganar pelo processo…

Paulo Cannabrava
0

Democracia representativa de quem, cara pálida?

Sobre democracia: que democracia queremos? Paulo Cannabrava Filho* Nos tempos que correm há muita gente questionando o que temos como democracia, a chamada de democracia representativa. À direita e à esquerda parece haver consenso de que o presidencialismo de coalizão, não funciona, ou não está funcionando devido ao excessivo fisiologismo dos integrantes desse Congresso. Mas também não funcionou no passado. A verdade é que evoluiu para um presidencialismo de colisão. O parlamentarismo foi rechaçado pelo…

Paulo Cannabrava
0

Jornalismo investigativo ou puro denuncismo

Paulo Cannabrava Filho* Jornalismo investigativo é redundância. Toda reportagem bem feita é resultado de muita pesquisa, intensa busca em arquivos, entrevistas, apuração minuciosa dos fatos, principalmente denúncias, busca de novas fontes, o cuidado com as fontes, a busca incessante dos porquês. Tudo permeado pelo estrito respeito à verdade e também aos direitos das pessoas. O cuidado com a forma é imposto pelo respeito que o leitor merece. Gabriel García Márquez soía dizer que a mais…

Paulo Cannabrava
0

Brasil: De volta à ciranda financeira

Paulo Cannabrava Filho* Entra governo, sai governo, muda ministros e nada de novo ou criativo acontece no Brasil. Testemunha-se que, na realidade, simplesmente não há governo. Estamos sob a ditadura do capital financeiro e do pensamento único. Em outras palavras, o poder não está no governo. Onde está? Nos dias de hoje vive-se realmente uma transição na economia, não por disposição ou vontade dos governantes mas pelo início de um novo ciclo no país dominado…

Paulo Cannabrava
1

O que esperar de uma República que começou com um golpe?

126 anos de República: nada a comemorar Paulo Cannabrava Filho* Domingo, 15 de novembro de 2015, 126 anos do Primeiro Golpe Militar Republicano. Triste República essa nossa que nasce de um golpe de Estado. Mais que um golpe contra a institucionalidade praticado pela necessidade de barrar a revolução liberal. Nada parecido com o liberalismo econômico dos dias de hoje. Os liberais lutavam contra o absolutismo e por um estado democrático, participativo. Isso ameaçava a hegemonia…

Paulo Cannabrava
1

Brasil: Desvariando sobre um surto psicótico

Paulo Cannabrava Filho* Alguém, sabiamente, conhecedor da psicologia e da psiquiatria, reconheceu que o Brasil está enfermo. Na realidade, mais além do que a professora Elza Pádua, da Unisinos, define como esquizofrenia social, a nação está em surto psicótico múltiplo e profundo. Todos os sintomas estão aflorados, percebíveis: paranóia, esquizofrenia, ansiedade, síndrome do medo, ódio, ira, depressão profunda. Isto está manifesto no indivíduo que já não suporta o semelhante, na invisibilidade dos excluídos, na incapacidade de…

Paulo Cannabrava
0

Os meios esqueceram da ética

Chicotada É incrível a desonestidade, ou melhor, extrema violação da ética, por parte dos meios de comunicação brasileiros. Tomaram como um magno escândalo o rebaixamento na classificação de risco anunciado pela S&P, uma agência que serve aos interesses dos investidores (leia-se especuladores). No dia 10 de setembro, quando se soube da notícia, a Globo News, por exemplo, não falava de outra coisa, dia e noite. Seus comentaristas babavam de prazer por ter algo mais com…

Paulo Cannabrava
1

Refugiados: A pergunta que querem calar

Paulo Cannabrava Filho* Por que essa onda de refugiados? Mais que onda, parece um tsunami.Sim: fogem de guerras e conflitos armados. Qual a verdadeira causa de tais conflitos? Desse desespero sem fim, envolvendo milhões de famílias com suas crianças? Os refugiados, segundo a ACNUR (Alto Comissariado da ONU para Refugiados) só até o final de 2014 já somavam 60 milhões; mais que o dobro da população de toda a Argentina! No que vai deste ano,…

Paulo Cannabrava
0

Será que criaram juízo?

Paulo Cannabrava Filho* Será que criaram juízo? A pergunta é pertinente e motivada por recentes pronunciamentos de porta-vozes da mídia cavernaria e de líderes da nossa direita retrógrada e sem rumo. Como é difícil aceitar que essa gente faça uso da razão, alguma coisa muito forte deve ter motivado essa surpreendente mudança de posição. O que seria? Seria dinheiro de Washington? Um pito dos credores, ou seja, dos bancos? É bem provável que seja tudo…

Paulo Cannabrava
3

Pra que servem os acordos Dilma/Obama? II

Paulo Cannabrava Filho* Para bem compreender o que ocorre com os tratados entre Estados Unidos e Brasil vale recorrer à história. Temos sempre presente que sem conhecer o passado não se pode compreender o presente. O que Estados Unidos persegue, desde o século XIX quando aprovou a Doutrina Monroe, é expansão ilimitada e submissão dos povos abaixo do Rio Bravo. Brasil é vítima histórica junto com os demais países da América Latina e Caribe. Histórico…

Paulo Cannabrava
4

Pra que servem os acordos Dilma / Obama?

Paulo Cannabrava Filho* Dilma e Obama firmaram nada menos que uns quinze acordos nas mais diversas áreas, como clima, imigração, ordem tributária, comércio, educação, cooperação econômica e militar entre outros. Nada mal para ambos os países que se queixavam de falta de um maior acercamento e colaboração. Conseguiram inclusive desemperrar acordos na área de segurança que estavam engavetados desde 1978 e outros desde 2007. Todos muito bons do ponto de vista dos Estados Unidos. Temas…

Paulo Cannabrava
0

Por uma ordem no jornalismo

Paulo Cannabrava Filho* A profissão de jornalista foi regulamentada em 1946, por Getúlio Vargas. Regulamentada há mais tempo que muitas outras profissões, é a única entre as regulamentadas a não possuir Conselho Profissional. Psicólogos, Enfermeiros, regulamentados recentemente, têm seus conselhos. Ao mesmo tempo em que regulamentou a profissão de jornalista Getúlio Vargas deu condições para que os profissionais se organizassem e tivessem sua sede, o majestoso edificio da Associação Brasileira de Imprensa, a ABI, no centro…

Paulo Cannabrava
0

Terá a vaca (Brasil) ido pro brejo?

Paulo Cannabrava Filho* Voltando das ferias, tive a impressão de ter desembarcado em outro tempo para não dizer em outro país. Ou, talvez, em dois países: o da mídia e o real. Difícil definir qual o pior. A distancia ajudou na reflexão. Talvez haja um terceiro país, o do governo, que parece tão distante da realidade como o da mídia. A realidade, confesso, assusta. Nos supermercados as coisas básicas quase que dobraram de preço. A…

Paulo Cannabrava
0

Marcha da hipocrisia

Paulo Cannabrava Filho* França vai à guerra? Depois da marcha da hipocrisia, protagonizada por mais de cinquenta chefes de estado, François Hollande decidiu enviar uma poderosa frota em direção ao oriente do Mediterrâneo. Ao mesmo tempo informou que foram mobilizados em toda a França 100 mil homens. Dez mil tropas especiais já estavam ocupando Paris. O que é isso? França vai à guerra? Ou será que a França está em guerra. Contra quem, cara pálida? Vai…

Paulo Cannabrava
1

Somos todos Charlie !

Paulo Cannabrava Filho* Chicotada na mídia! Impressiona ver as fotos de Paris e outras cidades francesas ocupadas por tropas de choque. Para quem se recorda de Paris ocupada pelas tropas da SS de Hitler, essas cenas devem ser mais que traumáticas, avivar recordações que queriam ver sepultadas. Para as novas gerações, acostumadas com certa ilusão de liberdade, a sensação de frustração e medo. A Torre Eiffel se manteve apagada em respeito ao luto da população…

Paulo Cannabrava
0

NIEAAS – O mundo visto do Sul

Nesta quinta-feira (13/11), acontece o lançamento do sítio NIEAAS: O Mundo Visto do Sul. O evento contará com a participação do Editor Chefe da Revista Diálogos do Sul, Paulo Cannabrava Filho. Desenvolvido pelo NIEAAS – Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre África, Ásia e das Relações Sul-Sul da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro o novo sítio visa divulgar as produções acadêmicas, democratizando o acesso à informação de qualidade. O tema do evento será: “Política…

Paulo Cannabrava
1

Quem ganhou essa eleição?

Paulo Cannabrava Filho* Uma boa pergunta que instiga à reflexão. Podia ser também o que se ganhou e o que se perdeu nessa eleição. De bate pronto, de maneira geral, quem mais perdeu foi o povo brasileiro. Repito o que disse quando do início da publicidade eleitoral: é triste, para não dizer trágico, depois de mais de 50 anos de jornalismo e de lutar por um Brasil melhor, chegar a um espetáculo eleitoral como esse.…

Paulo Cannabrava
0

Por que voto em Luciana Genro

Respondendo a pergunta de vários curiosos, vou votar em Luciana Genro pra presidenta. Por muitas razões das quais passo a esclarecer apenas algumas que considero mais importantes. Primeiro: Luciana Genro fez uma campanha como penso que deveriam ser as campanhas de todos os candidatos. Explico. Sem dinheiro das empreiteiras e dos bancos. Sem marqueteiro vendendo candidato como se vende sabonete, criando um clima de fantasia para impressionar e enganar as pessoas. Luciana Genro fez…

Paulo Cannabrava
0

Estações de Ferro, a vida de Raphael Martinelli

Raphael Martinelli lutou pela anistia, pelas eleições diretas, e hoje dirige o Fórum de Ex Presos e Perseguidos Políticos de São Paulo onde comanda a luta pela punição dos torturadores e a justa reparação aos que lutaram pela democracia, direitos humanos e a liberdades democráticas. Paulo Cannabrava.*

Paulo Cannabrava
0

Chile: anatomia de um golpe II

Paulo Cannabrava Filho* O governo da Unidade Popular, presidido por Salvador Allende, conseguiu em pouco tempo, tais transformações que colocaram em cheque a sobrevivência da sociedade de consumo com base na total dependência das economias hegemónicas. Allende teve tempo para desmontar o aparato golpista que estava montado desde 1964, quando disputou com Frei a eleição, e que depois tentou por todos os meios impedir sua posse na eleição vitoriosa de 1970. Não o fez porque…

Paulo Cannabrava
0

Chile: Anatomia de um golpe I

Paulo Cannabrava Filho* O golpe de estado no Chile, a 11 de setembro de 1973, contra o governo constitucional de Salvador Allende Gossen, inaugurou uma das ditaduras mais sangrentas de nosso continente. Durou quase 20 anos (1973-1990) e teve a participação descarada de empresas privadas e de organismos estatais estadunidenses e brasileiros.  Deixou um saldo de 2.095 mortos, 1.102 desaparecidos, em torno de 60 mil presos e torturados, inclusive em campos de concentração e, centenas…

Paulo Cannabrava
0

O triste quadro eleitoral

Paulo Cannabrava Filho* É triste, para não dizer trágico, depois de mais de 50 anos de jornalismo e de luta por um país mais justo, chegar a atual conjuntura eleitoral. Não há propostas que visem sair ou nem mesmo amenizar a ditadura do capital financeiro. Cada um busca estar mais a direita que outro, com exceção, claro, da Luciana Genro. A única que se apresentou como gente e botou caca no ventilador. As propostas de…

Paulo Cannabrava
0

O pensamento do sul

Paulo Cannabrava Filho*  Diz a antropóloga argentina Rita Laura Segato, que “no século das disciplinas sociais são apenas quatro as teorias originadas em solo latino-americano que cruzaram em sentido contrário a Grande Fronteira, isto é, a fronteira que divide o mundo entre Norte e Sul geopolíticos, e alcançaram impacto e permanência no pensamento mundial. Em outras palavras, são escassamente quatro os vocabulários capazes de re-configurar a história ante nossos olhos que conseguiram a proeza de…

Paulo Cannabrava
0

Gaza, outra vez Gaza!

Acordei esta manhã ouvindo um comentarista de uma radio xingando os palestinos do Hamas de terroristas e delinquentes. Como é possível tal disparate? Será mesmo brasileiro o tal comentarista? É impressionante o apoio da grande mídia a Israel. Culpam os palestinos pelo conflito em Gaza sem considerar que eles foram expulsos de seus lares. Paulo Cannabrava Filho* Em 2008 Israel invadiu a Faixa de Gaza e matou 1.100 pessoas e teve 13 soldados armados mortos.…

Paulo Cannabrava
0

A lógica do mercado é o povo transformado em mero consumidor

Paulo Cannabrava Filho* A chamada abertura econômica está permitindo a entrada de grandes monopólios também na área editorial. Isso é muito perigoso posto que invade a cultura, prejudicando a esfera de conteúdo em favor do lucro. Imposição do pensamento único no lugar do pluralismo cultural e do espírito crítico, a lógica do mercado contra a dialética da vida, do processo cultura, do desenvolvimento. Mondatori, Hachette, Vivendi, Planeta, Betersman e outros mega-conglomerados controladores de grandes editoras…

Paulo Cannabrava
0

Para os que querem a volta dos militares

Paulo Cannabrava Filho* Como diz o jornalista Juremir Machado da Silva, do Correio do Povo, “os lacerdinhas[i] da Veja”, encontrando eco nos ressentidos das redes sociais, clamam pelo retorno dos militares para acabar com a corrupção alegando que naquele tempo todo mundo era puro, não se cometiam ilícitos na administração pública e nos livramos dos comunistas. Vale a pena fazer um recorte para ver qual a verdade sobre a ditadura. Esquecem as cassandras[ii]  mal amadas…

Paulo Cannabrava
0

Prensa Latina no Brasil, história de 55 anos

Paulo Cannabrava Filho* Em finais da década de 1950, no Brasil e demais países latino-americanos, os grandes meios de comunicação estavam em mãos de oligarquias tradicionais. De uma maneira geral, todos os meios olhavam o mundo através dos olhos de umas poucas agências de notícias que se desenvolveram em função dos interesses dos países coloniais, ou do emergente império estadunidense. No primeiro caso, as agências Reuters, com sede no Reino Unido, e France Press, com sua…

Paulo Cannabrava
0

Quem organizou e a quem interessa a greve nos transportes?

Paulo Cannabrava filho* Nas manchetes de hoje (29/5) os jornais assinalam que 2.5 milhões de pessoas ficaram sem ônibus em quatro capitais estaduais. Há pouco mais de uma semana, terça-feira 20 de maio, mais de dois milhões de pessoas ficaram sem transporte coletivo apenas na cidade de São Paulo. Numa reflexão, bastante racional, sobre essa paralização dos transportes públicos, Oliveiros S. Ferreira, na página editorial do diário O Estado de São Paulo de 28 de…

Paulo Cannabrava
0

“Precisamos recuperar o pensamento crítico”

Revista Diálogos do Sul Herdeira do Cadernos do Terceiro Mundo, a Revista Diálogos do Sul vem combativamente promovendo o pensamento crítico por meio de artigos e análises que trazem a visão do Sul. Um olhar, segundo o jornalista Paulo Cannabrava Filho, à frente da revista, “profundamente anti-imperialista”. Em exclusiva ao Blog do Zé, ele conta como nasceu a ideia da revista e convida a todos a prestigiarem um outro tipo de jornalismo, aquele “que se…

Paulo Cannabrava
0

Para recuperar o conceito de Nação e Soberania

A presidenta Dilma Roussef assinou decreto autorizando as forças armadas a atuarem como polícia no Rio de Janeiro, para controlar a rebelião no complexo urbano da Favela da Maré (15 favelas). E tem gente aplaudindo. Aliás, até tem gente pedindo a volta do regime militar. São bobos. Não percebem a realidade do país. Paulo Cannabrava Filho* As forças armadas foram criadas para defender a soberania nacional. Façamos uma reflexão sobre os significados dessas palavras. Nacional…

Paulo Cannabrava
0

O Golpe de 1º de Abril, Direitos Humanos e Anistia

Paulo Cannabrava Filho* Vem de longe a luta do povo brasileiro para que haja pleno respeito aos direitos humanos. Um dia, a bandeira dessa luta foi do Direito ao Voto para as mulheres; outro dia, foi contra a Carestia; depois, pela Anistia,  pela Constituinte e pelas Diretas Já. Agora, é a luta pelos direitos dos sem terra e dos sem teto; a luta pela integração na vida econômica, cultural e política de todos os excluídos;…

Paulo Cannabrava
0

Anistia e Direitos Humanos

Paulo Cannabrava Filho* A expressão, latino-americano, na convocação deste seminário sobre Direitos Humanos é por si mesma um convite à reflexão. A presença de representantes do Paraguai, Bolívia e Venezuela nos evoca a lembrança de quanto sofreram os povos dos países desta Nossa América sob a férula do colonialismo, das oligarquias escravistas, das ditaduras civis e militares ou cívico-militares submissas a interesses estrangeiros. Paraguai está aqui para não nos deixar esquecer o que foi o…

Paulo Cannabrava
0

Obama agitou as águas políticas na Ucrânia

Paulo Cannabrava Filho* Não se cutuca uma onça com vara curta, diz a sabedoria dos povos da floresta. Obama está pensando que pode provocar o urso siberiano impunemente. E o está encurralando. Um pouco de conhecimento da história e do que é a Rússia hoje basta para compreender a importância estratégica do porto e base naval que esse país mantém na Criméia. Por outro lado, a importância estratégica para a União Européia dos ductos que…

Paulo Cannabrava
0

Será que voltamos à bipolaridade da guerra fria?

Paulo Cannabrava Filho* É fácil imaginar a irritação da presidenta Dilma ao saber estar sendo monitorada em sua intimidade. Toda a esquerda brasileira que lutou de uma forma ou outra contra a ditadura nos anos 1960-70-80 e até início dos 1990 sofreu essa violação da privacidade. Na década de 1980, para dar um exemplo, telefonemas e a correspondência entre eu e Neiva Moreira foram gravados e/ou copiados pelo SNI. E não estávamos em guerra. No…

Paulo Cannabrava
0

Debate sobre a suspensão da ajuda militar ao Egito

Paulo Cannabrava Filho* Os Estados Unidos têm mantido ao longo dos últimos dez anos, uma ajuda militar ao Egito de 1.5 bilhão de dólares anuais e outros 500 milhões de ajuda aos programas de segurança. Com a matança massiva de manifestantes depois do golpe contra o governo de Mohamed Morsi, em julho, surgiu quem questionasse essa ajuda por razões éticas, mas não são essas razões as que se impõem e já ultrapassam de mil os…

Paulo Cannabrava
5

A quem interessam as manifestações no Brasil

A manifestação que tem tomado as ruas brasileiras é legitima, revela uma sociedade indignada e que está raivosa por série de razões, palpáveis todas elas: a má e insuficiente escola; a precariedade da atenção a saúde; a ostentação da riqueza dos 10% agredindo os 90%; os gastos supérfluos em obras suntuárias; os salários baixos e os preços em alta, principalmente dos gêneros de primeira necessidade. Paulo Cannabrava Filho* A questão do transporte urbano é emblemática.…

Paulo Cannabrava
1

Lei da Anistia: Mobilizemo-nos para que as leis sejam ser respeitadas

Dalmo Dallari, da Comissão da Verdade da USP, foi quem com maior clareza interpretou a questão da Lei da Anistia. A Lei de 1979 não precisa ser mudada, asseverou o jurista. As leis precisam ser respeitadas, é o que vimos apregoando sempre. Paulo Cannabrava Filho* Com relação à Lei da Anistia, ela tem o reforço dos tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário. Tratados firmados pelo Executivo e referendados pelo Legislativo têm força de…

Paulo Cannabrava
0

A Rainha está nua

Paulo Cannabrava Filho* A rainha está nua. Parodiando a fábula do dinamarquês Hans Christian Andersen, a Europa está à espera de uma corajosa criança que denuncie e revele a nudez (ou insensatez) da premier alemã, Ângela Merkel, e acabe com a farsa de que a volta à pompa e ao bem-estar social está no cumprimento de políticas em que ninguém mais acredita. Como na fábula, há os que espreitam a passagem do rei com um…

Fundamentalismo é o avesso da democracia

O caso Feliciano e seus desdobramentos políticos tem suscitado comentários, alguns não livres de paixão ou de pré concepção e muito pouca reflexão. O caso transcende a esfera da mera disputa política e precisa ser visto e meditado no contexto da crise civilizatória em que está mergulhada a humanidade para que se possa traçar caminhos de superação. Paulo Cannabrava Filho* A decisão -majoritária- dos Deputados Federais que, por indicação das lideranças partidárias, compõem a importante…

Paulo Cannabrava
0

Eleições e Democracia

Paulo Cannabrava Filho* Atualmente e não tão recentemente tem havido eleições em várias partes do mundo e chama a atenção como os meios de comunicação tratam a cobertura desses eventos, seja no aspecto mídia-espetáculo, seja no aspecto conceitual, o que é muito mais importante. O que mais salta à vista é o diversionismo ideológico explícito no enfoque desses diferentes processos eleitorais. Palavras como democracia, ditadura, popular, populismo, liberdade, opressão, liberdade de imprensa, censura, perdem totalmente…

Paulo Cannabrava
0

Venezuela sem Chávez, porém chavista e boliviariana

Paulo Cannabrava Filho* Foi-se Chávez na mais previsível das mortes anunciadas. Ninguém duvida de que lutou tão bravamente pela vida como, com a fé dos justos, lutou pela libertação de seu país e pela integração latino-americana. Conheci a Venezuela quando até um ovo ou uma alface comprada numa quitanda ou supermercado tinha o selo “made in USA”. Conheci a Venezuela do requinte dos hotéis e dos bairros de luxo, com o sol refletindo nos…

Paulo Cannabrava
1

A festa do Zarattini

Escrevo isto, na noite de 6 de fevereiro, Ricardo Zarattini seguramente estará exultante na grande festa que lhe ofereceram em comemoração aos 60 anos de militância e 78 de idade. Paulo Cannabrava Filho* Conheço o Zara ha 60 anos, desde a gestão do Tabajara na UEE de São Paulo. Nesses da década de 1950 ele já era um líder com grande capacidade de persuasão. Ricardo Zarattini e seu irmão Carlos, o grande artista de teatro,…

Paulo Cannabrava
1

Brasil: Cinco passos para frente, oito para trás – parte II

O furacão neoliberal privatista varreu a soberania brasileira sobre os recursos naturais, os serviços básicos de eletricidade e telefonia e quase consegue desmantelar o setor bancário e a Petrobrás, sendo que esta passou a ser e se comportar como uma transnacional qualquer.

Paulo Cannabrava
0

Cinco passos para frente, oito para trás – parte I

Paulo CannabravaFilho* Final de um ano e início de outro sempre impõem a moda de fazer balanços e projeções. Abundam os profetas, tanto da boa-venturança como do apocalipse. Mao disse certa vez que era necessário saber dar três passos para frente e um para trás para ter êxito na luta. Esse pensamento serve para certificar que os processos evoluem por caminhos tortuosos, de muitas idas e voltas, êxitos e fracassos. Entretanto, ocorre que o que…

Paulo Cannabrava
0

Governo argentino enfrenta monopólio do Grupo Clarín

Paulo Cannabrava Filho* O Grupo Clarín arma campanha da oligarquia contra iniciativa proposta pelo governo da presidenta Cristina Kirchner – e aprovada pelo Congresso, que lhe adicionou mais de cem emendas – para democratizar a comunicação e por fim ao monopólio de mídia na Argentina. Dia sete de dezembro de 2012, começa a ser aplicada na Argentina a “Ley de Medios” que está deixando em polvorosa as oligarquias e monopólios proprietários de meios em todo…

Paulo Cannabrava
1

SIP – Sociedade da Informação Privada

Paulo Cannabrava Filho* A Sociedade Interamericana de Imprensa, SIP (ou Sociedad Interamericana de Prensa, em espanhol), é uma entidade internacional de proprietários e editores de jornais e revistas. Foi idealizada em 1926 durante o Congresso Panamericano de Imprensa, formada majoritariamente por proprietários de jornais, alguns jornalistas. Consolidou-se em Havana, ainda na Cuba de Batista, em 1943. A partir de 1945 os proprietários estadunidenses assumiram o controle e impuseram, em 1950, o voto por jornal em…

Paulo Cannabrava
0

A humanidade disse basta a 50 anos de bloqueio a Cuba

Paulo Cannabrava Filho* Em obediência à resolução 66/6 da Assembleia Geral da ONU, o secretario geral Ban Ki-moon, solicitou a todos os estados membros e organismos do sistema da ONU que lhe encaminhassem um parecer sobre a “Necessidade de por fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA contra Cuba. Repete-se um fato histórico: Os Estados Unidos estão sós contra a humanidade que quer viver em paz. De A a Z, começando com…

Paulo Cannabrava
0

Morre Neiva Moreira

Paulo Cannabrava Filho* Morreu no dia 10 de maio, aos 94 anos, o jornalista e militante político José Guimarães Neiva Moreira, um dos idealizadores e, por muitos anos, editor da revista Cadernos do Terceiro Mundo. Neiva estava internado desde 31 de março por conta de uma infecção respiratória. Nascido em 1917, o ex-presidente do PDT foi um dos expoentes da luta dos brasileiros durante o regime militar. Em sua carreira política nacional, destacam-se a fundação…

Paulo Cannabrava
0

Rio+20 ou: A Revolução Cultural Necessária

O mundo ou, mais precisamente, a Humanidade está em perigo. Lê-se e se ouve isso por todas as partes. E que é preciso que os governos busquem alternativas para um desenvolvimento ético, ou seja, menos poluidoras e menos destrutivas. A Rio+20 vem ai e se pretende mobilizar a opinião pública, os intelectuais e os políticos ante os riscos do aquecimento global e da necessidade de novos modelos de desenvolvimento. Fala-se até numa “economia verde”, salvadora,…

Paulo Cannabrava
0

Cúpula das Américas: Fracasso do Império, vitória dos povos

Como não houve consenso, não houve Declaração Conjunta e por isso a mídia conservadora marcou o feito como um fracasso. Contudo, a realidade é que o dissenso foi de uma única voz, dos Estados Unidos, que se fez acompanhar pelo Canadá numa das questões polêmicas.