Etiópia

Onda de emigrantes etíopes reflete uma grande desigualdade

Os 30 emigrantes cristãos da Etiópia assassinados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI) no dia 19 de abril na Líbia planejavam cruzar o mar Mediterrâneo para buscar trabalho na Europa. Eles representam a trágica expressão dos desafios que enfrenta o crescente setor da população que busca um futuro melhor fora de seu país. Dias depois, o porta-voz do governo etíope, RedwanHusein, em entrevista na televisão pediu às pessoas que estivessem…