Europa

Europa em suas próprias guerras

Editorial de La Jornada – México O atentado perpetrado em Londres, ao que parece inspirado pela islamofobia, em que uma pessoa morreu e dez ficaram feridas pelo motorista de um veículo que atropelou intencionalmente a um grupo de pedestres nas imediações de uma mesquita, assim como a tentativa de ataque, durante a tarde, na cidade de Paris, em Pleno Campos Elísios, obrigam a recordar que os promotores de uma guerra…

Jeremy Corbyn revela: outra esquerda é possível

Avanço dos trabalhistas ingleses, e de seu líder rebelde, envia um sinal. Sociedades estão cansadas de partidos acomodados – mas dispõem-se a enfrentar o neoliberalismo e lutar por mudanças estruturais. Antonio Martins* Num tempo sombrio, de retrocessos em todo o mundo, golpes e vitórias da direita (Trump, Temer, Macri, Duterte e muitos outros), surgiu na quinta-feira (8/8)um fato extraordinário, que é preciso examinar com atenção. Jeremy Corbyn, o líder rebelde…

Macron presidente, o mal menor

Emmanuel Macron foi eleito Presidente da França. Segundo o Ministério do Interior francês, apurados mais de 99 % dos votos, Macron obteve  66,06 % e Marine le Pen  33,94 %. A abstenção atingiu 25,4 % e registou-se um recorde de votos brancos e nulos. Tem cabimento concluir que os eleitores se pronunciaram pelo mal menor, porque ambos são políticos reacionários, com programas incompatíveis com as aspirações do povo francês. O…

Grândola, vila morena

“Grândola, Vila Morena” é a canção composta e cantada por Zeca Afonso que foi escolhida pelo Movimento das Forças Armadas (MFA) para ser a segunda senha de sinalização da Revolução dos Cravos. A canção refere-se à fraternidade entre as pessoas de Grândola, no Alentejo, e teria sido banida pelo regime Salazarista como uma música do partido comunista de Moscovo Comunismo. Às zero horas e vinte minutos do dia 25 de…

Chico Buarque fala e canta o 25 de Abril

“Tanto Mar” foi composta por Chico Buarque de Hollanda para homenagear o 25 de Abril de 1974, a Revolução dos Cravos, em Portugal. Enquanto o Brasil completava uma década (das duas que viveu) sob o regime da ditadura, em Portugal, o Estado Novo ditatorial instituído por Salazar (à época comandado por Marcelo Caetano) era derrubado. A versão original foi editada em Portugal, e exalta a vitória dos portugueses. Na segunda…

Macron e Le Pen no segundo turno

Emmanuel Macron (23,7%) e Marine Le Pen (22%) vão enfrentar-se na segunda volta das eleições presidenciais francesas, no dia 7 de Maio. Os resultados não surpreenderam. Em terceiro e quarto lugares, com percentagens levemente inferiores a 20% ficaram François Fillon, ex primeiro-ministro, e Jean-Luc Mélenchon, o líder da coligação de esquerdas, apoiada pelo PCF e por organizações trotskistas. Benoit Hamon, candidato do Partido Socialista, obteve uma votação inexpressiva, próxima dos…

O sofrimento dos migrantes traz a sombra fascista

Longas filas de seres humanos a ponto de se congelarem nos campos europeus deixam claramente evidentes o pasmoso retrocesso no respeito e na preeminência dos direitos humanos no nível mundial, bem como a anulação prática e visível de qualquer tratado internacional firmado com o propósito de colocá-los em primeiro lugar nas prioridades dos Estados. Mulheres, homens e crianças deslocados de seus países de origem por guerras provocadas e financiadas com…

Vicenç Navarro: A despolitização do político

A frivolidade do suposto futuro sem trabalho Vicenç Navarro foi Catedrático de Economia aplicada na Universidade de Barcelona. Atualmente é Catedrático de Ciências Políticas e Sociais, Universidade Pompeu Fabra (Barcelona, Espanha). Este artigo analisa o estado de choque produzido no establishment político e mediático de Estados Unidos pelas políticas neoliberais e como juntamente com o triunfo de Donald Trump isso repercute na Espanha. Uma visão objetiva que explica a perplexidade…

Abandono de migrantes menores de idade na Itália

Adequadas condições de vida e maior proteção para os migrantes menores de idade na Itália são exigidas de maneira constante ao governo pelas associações nacionais defensoras de seus direitos, reforçadas agora pela Corte Europeia de Direitos Humanos. Silvia Martínez* Esse tribunal internacional exigiu ao estado italiano que proporcione informação sobre a natureza do centro de recepção de Cona, em Veneza, ao norte desta capital, antigo quartel militar Silvestri, onde existem…

Mario Soares: Elogios fúnebres não podem reescrever a história

Numa vida política tão prolongada e com um trajeto tão contraditório como a de Mário Soares nem todos os aspectos serão negativos. Mas, se se pretender nesta altura fixar o seu lugar na história, há um fato que para o nosso povo e o nosso país é mais relevante do que qualquer outro. Se o 25 de Abril de 1974 constitui o mais importante acontecimento da nossa história até hoje,…

Jornalista denuncia tortura e detenção ilegal após apoiar refugiados do campo de Calais, na França

“Passei mais de 40 horas de prisão provisória em uma cela de menos de quatro metros quadrados, em condições terríveis, humilhantes e indignas da condição humana: insalubridade extrema (sangue e excrementos que sujam as paredes e o chão), privação de sono (luz acesa 24 horas), proibição de beber água durante várias horas”. O relato é de Mikaël Doulson, jornalista e militante que foi detido em 1º de outubro no acampamento…

Putin rechaça império do caos imposto por Washington

No dia 24 de Outubro de 2014, Vladimir Putin pronunciou em Sochi, no Clube Valdai de Discussão Internacional, um discurso histórico que foi praticamente ignorado pelos grandes meios de comunicação dos Estados Unidos e da União Europeia. Foi uma resposta contundente e oportuna à agressiva estratégia de dominação mundial do imperialismo estadunidense, ampliada pelo presidente Barack Obama. Transcrevemos abaixo na íntegra esse importante Documento, que não perdeu atualidade. Ao…

Inglaterra pretede deixar a União Européia. E nós com isso?

Inglaterra pretende deixar a União Europeia e tem aprovação de boa parte da população em plebiscito. Se sair, deixa de pertencer a um mercado comum europeu que tem garantido sua sobrevivência para ser uma mera colônia dos Estados Unidos. Se não sair, tampouco muda muito essa situação de cada vez maior dependência e submissão a sua ex-colônia. Paulo Cannabrava Filho* A velha Inglaterra, saindo ou permanecendo no Tratado de Maastricht…

Acordo com Turquia converte Europa em um bazar de refugiados

Baher Kamal*   Em outra violação das leis internacionais e de seus próprios valores humanos, 28 países europeus acabam de acordar com a Turquia a abertura de um novo “bazar” de refugiados, desta vez utilizando o velho sistema de troca: iraquianos e afegãos em troca de sírios e algum dinheiro. Os governantes dos 28 Estados membros da UE (União Europeia) se reuniram no dia 07/09, em Bruxelas, com o primeiro-ministro…

O Reino Unido falha com suas crianças

Glenda Arcia* Depois de um ano de demoras e controvérsias, o Reino Unido retoma as investigações sobre o possível encobrimento, pelo governo conservador de Margaret Thatcher, de uma rede de dedofilia nas altas esferas do poder. Uma pesquisa independente, dirigida pela juíza neozelandesa Lowell Goddard, promete revelar a verdade sobre o que poderia transformar-se em um dos maiores escândalos naquele país. A confirmação da culpabilidade de políticos e figuras reconhecidas,…

Grécia: Não à rendição!

A saída está na luta dos trabalhadores e do povo grego Em 15 de Julho o Syriza, que tinha prometido apresentar uma “lei de um só artigo” que aboliria os memorandos e as medidas antipopulares, apresentou e fez passar de urgência no parlamento uma “lei de um só artigo” com os primeiros requisitos das medidas antipopulares do terceiro memorando e o acordo com as organizações imperialistas UE-BCE-FMI. Na mesma altura, o…

Grécia: A resposta de Tsipras à chantagem

Niko Schvarz* O primeiro ministro grego Alexis Tsipras acaba de propor a seu povo, na sexta-feira 26 de junho, a realização de um referendum, que se realizará domingo 5 de julho, para decidir sobre o ultimato e chantagem a que pretendem submeter a seu pais as autoridades da ‘troika” (Fundo Monetário Internacional, União Européia e Banco Central Europeu) depois do fracasso das prolongadas negociações em busca de um  acordo para…

O Syriza sem máscara

A Grécia Revisitada-1 – O Syriza sem máscara Miguel Urbano Rodrigues* Os dirigentes das principais potências da União Europeia e os media controlados pelo capital projetam no mundo uma imagem da Grécia grosseiramente deformada. Na caracterização da crise começam por esconder que os empréstimos concedidos à Grécia se destinaram a financiar o grande capital financeiro no âmbito da estratégia da União Europeia. Contrariamente ao que amplos sectores sociais admitiram, o…

A violência e o silêncio ameaçam as mulheres europeias

Glenda Arcia* Enquanto uma de cada três mulheres europeias, cerca de 62 milhões, sofre agressões físicas ou sexuais, o silencio de vítimas e testemunhas continua sendo um dos maiores obstáculos para a erradicação desse fenômeno. O temor, a insegurança e o desconhecimento ou ausência de alternativas fiáveis para denunciar esses delitos, atentam contra a identificação da cifra exata de casos e dificulta as tentativas de organizações humanitárias de prevenir e…

Syriza: a segunda libertação

Boaventura de Souza Santos* A ortodoxia sabe que o problema da Grécia é o problema da Europa e que a sua solução só poderá ser europeia. A recente vitória do Partido Syriza na Grécia teve o sabor de uma segunda libertação da Europa. A primeira ocorreu há setenta anos, quando os aliados libertaram a Europa do jugo alemão nazi e puseram fim ao horror do holocausto. Um dos países que…

Grécia: Mudanças e fim da austeridade

Syriza se impôs nas eleições com 36,3% dos votos e garantiu 149 cadeiras no Parlamento Grego, enquanto a Nova Democracia alcançou 27,8%, garantindo 76 assentos. Os neo-nazistas do Amanhecer Dourado, com 6,2% dos votos aparecem como a terceira força. A esquerdista Syriza, liderada por Alexis Tsipras, alcançou uma clara vitória nas eleições gerais realizadas na Grécia no domingo, 25 de janeiro, ao obter 36,37% dos votos. Com esta votação, Syriza garantiu 149 assentos, apenas duas cadeiras…

Charlie Hebdo: Um olhar profundo sobre o atentado

Nem islamofobia, nem esquerdistas permissivos Um olhar profundo sobre o atentado Slavoj Žižek* O filósofo esloveno Slavoj Žižek realizou uma leitura crítica sobre o atentado, mas também sobre as reações posteriores. Tanto daqueles que escolhem justificar as ações terroristas, como dos próprios fundamentalistas. Agora, quando estamos em um estado de choque depois da matança na redação do Charlie Hebdo, é o momento adequado de tomar coragem para pensar. Devemos, sem…

Os assassinatos de Paris: uma armadilha mortal

Roberto Savio* É triste ver como um continente que foi berço de uma civilização marcha cegamente para uma armadilha: a de uma guerra santa contra o Islã. Para isso bastaram três terroristas muçulmanos e um ataque assassino ao semanário parisiense Charlie Hebdo. É preciso sair da compreensível onda do “todos somos Charlie Hebdo” para examinar os fatos e entender que estamos em mãos de uns poucos extremistas, nos colocando em…

Porque eu não sou Charlie

Plínio Zúnica* “O que as caricaturas de Mohammad fazem é respaldar ódio e ignorância sobre o islã, as comunidades muçulmanas francesas e os povos árabes”, diz Plínio Zúnica, estudante de língua e literatura árabe da universidade de São Paulo; “a mobilização massiva criada em torno do slogan “Je suis Charlie”, se for ausente de uma crítica séria sobre a situação dos muçulmanos na Europa e as razões da islamofobia na…

Os fundamentalistas na Europa

Antonio Caubi Ribeiro Tupinambá*  Os enclaves espanhóis, Ceuta e Melilla, localizados na África Setentrional, têm sido ponto de partida de uma “Jihad espanhola” materializada em território sírio e iraquiano. Trata-se de um reforço para bandos que se utilizam de ataques e ações  terroristas, a exemplo dos que ora perpetram os temidos extremistas do nomeado ISIS ou Grupo Estado Islâmico. Da Espanha têm sido exportados “soldados” para essa nova “guerra santa”.…

Na falta de De Gaulle, a França busca um Putin

FC Leite Filho* O governo caiu, depois de menos de cinco meses de existência. Não, não estamos falando da IV República (1947-1958), quando a queda de 25 gabinetes provocou o golpe branco do general Charles De Gaulle. Herói da guerra e refratário ao domínio da Inglaterra e Estados Unidos, De Gaulle restaurou a dignidade, a soberania e a grandeur da França. Estamos falando dos últimos governos, de esquerda ou de…

Europa muda radicalmente com relação a Síria e Iraque

Peter Custers* Seria esta uma dessas escassas ocasiões em que os responsáveis políticos da Europa fazem autocrítica para corrigir um erro gigantesco? Ou é uma fria volta radical guiada por puro interesse? Em 15 de agosto, os ministros de Relações Exteriores da União Europeia (UE) decidiram, em Bruxelas, que seus países terão liberdade para fornecer armas aos rebeldes curdos que combatem os extremistas sunitas do Estado Islâmico (EI) no norte…

Crianças sem brinquedos na rica Europa

Glenda Arcia* Cerca de 27 milhões de crianças europeias correm risco de pobreza; muitas delas veem-se obrigadas a trabalhar para sobreviver, fenômeno que revela uma imagem lamentável e alarmante do chamado Velho Continente. Os últimos relatórios da Organização das Nações Unidas (ONU) indicam que os índices de trabalho infantil variam de cinco até 29% da população com menos de 15 anos em vários países dessa região. Tal situação provocou fortes…

Artistas e intelectuais franceses sob o domínio nazista

0

Carlos Russo Jr* Ao contrário do que se possa pensar, para a maioria dos burgueses parisienses, a ocupação nazista que durou quatro anos (1940 /1944) não foi tão má quanto poderia parecer, afirma Gerassi, o biógrafo mais importante de Sartre. O metrô funcionava bem, os teatros faziam sucesso, os bares e os restaurantes viviam cheios. É bem verdade que o café não era mais o mesmo, que tinha uma qualidade…

Os franceses sob o domínio nazista

0

Carlos Russo Jr* Em 1939, quando a URSS invadiu a Finlândia, anexando dez por cento do território que lhe era fronteiriço, a apenas dezessete quilômetros de distância de Leningrado, os deputados burgueses franceses sentiram-se autorizados a cassarem seus colegas comunistas legitimamente eleitos, o que para muitos desses significou o encarceramento. Em março de 1940, tropas alemãs atravessaram a Dinamarca e derrotaram as unidades anglo-franco-norueguesas que defendiam a Noruega. Maio de 1940,…

Rússia lança novas propostas para normalizar situação na Ucrânia

Natalia Kovalenko* A Rússia apresentou ao Conselho de Segurança da ONU, na segunda-feira, 16 de junho, um novo projeto de resolução para normalização na Ucrânia, com uma particular ênfase para a crise humanitária no Sudeste do país. Para que o documento possa contar com um largo apoio internacional, a delegação russa atualizou o projeto, tomando em conta as sugestões de outros membros do Conselho de Segurança. No entanto, o Ocidente…

Juan Carlos I: Os delitos do monarca abdicante

Coronel Amadeo Martínez Inglés (*) Presumíveis delitos de tentativa de golpe de Estado, Grupos Antiterroristas de Libertação, enriquecimento ilícito, corrupção continuada e generalizada, desvio de fundos reservados do Estado, alta traição à nação… Pois sim, sim amigos, nosso amado ex-rei Juan Carlos I o Caçador (parece ser o que foi, e muito, segundo nossos corruptos políticos que viveram do conto durante todo o seu reinado), poderia passar, uma vez consumada…

Enormes desafios 70 anos depois do voto feminino na França

Carmen Esquivel * Em abril a França celebrou com pompas o 70º aniversário do direito ao voto feminino, mas a luta por alcançar a plena igualdade de oportunidades na vida política e econômica do país continua sendo um grande desafio. No dia 21 de abril de 1944, o governo provisório do general Charles de Gaulle decretou que as mulheres tinham as mesmas prerrogativas que os homens para votar e ser…

O que é que acontece na Ucrânia?

Chris Kanthan*  É a nação das mudanças. Aviões de guerra combatem no ar, tanques arruínam as ruas, destroieres navegam por mares perigosos, sanções diplomáticas e econômicas, líderes ao redor do mundo altercam acaloradas discussões. O que está a ocorrer na Ucrânia? As discussões entre os meios de comunicação ocidentais carecem de perspectiva. Com perguntas e respostas o autor procura auxiliar a compreensão dos fatos pois, coloca as coisas em seu…

A batalha de Stalingrado e o do fim do nazismo

2

Carlos Russo Jr* O fim do nazismo iniciou quando Hitler cometeu seu maior erro estratégico ao decidir invadir a União Soviética, em junho de 1941, dando início à “Operação Barbarossa”. As tropas nazistas já haviam feito as principais conquistas na Frente Ocidental, incluindo a ocupação de Paris, o que deixava com que o Reino Unido enfrentasse a Alemanha praticamente sozinha. Hitler, ao invés de iniciar uma segunda “Batalha da Grã-Bretanha”,…

Ucrânia: Ex candidato democrata à presidência acusa EUA de provocar a crise

O autor destas revelações é Dennis Kucinich, um célebre político do estado de Ohio e ex candidato do Partido Democrata à Presidência dos EUA, que foi derrotadas nas primárias primeiro por John Kerry (2004) e posteriormente por Barack Obama (2008). Em entrevista no canal Fox News, Kucinich afirmou que se ele estivesse na direção da política estadunidense, nunca enviaria os agentes da Usaid ou da Fundação Nacional para a Democracia,…

Europa, o drama de uma juventude sem sonhos

Luisa Maria González *  Depois de um 2013 marcado por altos níveis de desemprego para os jovens, o novo ano chegou na Europa sem oferecer esperanças de melhora: a Organização Internacional do Trabalho anunciou que os menos experimentados voltarão a ser os mais atingidos pelo desemprego. Nem sequer a Europa de riquezas centenárias salvar-se-á do caos, acrescentou a entidade, pois as condições do mercado de trabalho não mostram sinal algum…

União Europeia não pode fazer milagres na Ucrânia

Pavol Stracancsky^  Após o levante do final de semana na Ucrânia, que culminou com derrubada do governo de Viktor Yanukovych, governantes europeus comprometeram seu apoio ao país da Europa oriental, enquanto uma administração interina dá sinais de estreitar vínculos com a UE. Embora isto satisfaça muitos dos que participaram dos protestos dos últimos três meses – além de indignar muitos pró-russos no leste e sul do país – ninguém deve…

União Europeia, os partidos socialistas exigem uma virada política

Massimo D’Alema* “Uma das contradições fundamentais é que, enquanto a premissa da vida econômica é o internacionalismo, ou melhor ainda, o cosmopolitismo, a vida estatal sempre foi orientada pelo nacionalismo e pelo bastar-se a si mesma”. A frase é de Antonio Gramsci (Cuaderno 17, 1933) e o cenário que se apresentava ao autor era o das grandes transformações que se seguiram à crise de 1929-1930. Hoje em dia vivemos a…

O Condor sobrevoou o Senado francês

Colóquio sobre o plano de extermínio conjunto das ditaduras sul americanas. Os palestrantes ressaltaram a importância que teve o Plano Condor, seu caráter multinacional e criminoso, as vítimas que provocou e como reativou o conceito de justiça universal. O Coletivo Argentino pela Memória, com o apoio ativo da embaixada argentina na França e do senador Jean Desessard, organizaram em Paris um colóquio internacional sobre o Plano Condor. Três décadas depois…

Ucrânia: Klitschko, o opositor treinado por Merkel

Ralf Neukirch – Nicolaus Blome – Matthias Gebauer*  Desde o início das manifestações pró União Europeia, o ex boxeador Vitali Klitschko se impôs como um dos principais opositores ao presidente Viktor Yanukóvich. Formado pelos democrata-cristãos da chanceler alemã, poderia ser logo igualmente apoiado por outros dirigentes europeus. Naquela quinta-feira de 5 de dezembro, ficou claro que qualquer tipo de amizade entre a chanceler alemã, Angela Merkel e o presidente da…

Que recuperação econômica é essa?

Vicenç Navarro*  Existe hoje um ambiente de euforia nos círculos econômicos e financeiros e, portanto, também nos círculos políticos de maior peso no establishment espanhol, com base na percepção de que a Eurozona – como coletividade econômica e monetária – está se recuperando e, como parte dessa recuperação econômica, a economia espanhola também está saindo do buraco. As vozes otimistas na Eurozona são abundantes entre aquelas autoridades que mais pressionaram…

Trabalhadores sempre disponíveis e baratos

Maaike Bos*   A exploração dos trabalhadores da Europa Central e Oriental não ocorre apenas nos campos de tulipas: no setor de serviços também encontramos checos ou poloneses que recebem um salário baixo, aos quais se oferece um alojamento deficiente e que trabalham até 20 horas por dia, com contratos pouco confiáveis. E as agências de trabalho temporário que os empregam afirmam que agem de boa fé. Um micro-ônibus branco da…

Populistas fecham aliança para eleição européia e querem minar a própria UE

Muitos europeus observaram com espanto a recente paralisação de grande parte dos EUA. Mas a União Europeia poderá passar por situação semelhante se partidos eurocéticos continuarem a crescer na eleição européia para o Parlamento da UE. O que quase ninguém imaginava ser possível se tornou realidade. Um grupo dissidente de políticos reacionários, o movimento ultraconservador Tea Party, mergulhou os Estados Unidos numa crise devido a disputas orçamentárias. Foi somente com…

Lampedusa, uma tragédia europeia

Muitos recordam agora, quando os mortos são 115, entre eles duas grávidas e três crianças, as palavras da prefeita de Lampedusa, Giusi Nicolini, em fevereiro passado, quando em carta à União Europeia expressava: “quanto grande tem que ser o cemitério de minha ilha?” Agora, a mesma Nicolini que chamou o primeiro ministro Enrico Letta a contar junto com ela os corpos sem via dos náufragos, afirma que não tem espaço…

Sementes de conflito germinam nos Bálcãs

Vesna Peric Zimonjic* Este ano o verão nos Bálcãs foi agradável, deixando abundância e alimentos suficientes nas mesas. Mas a população se queixa que os tomates “não têm o mesmo sabor de antes”, as melancias estão muito aguadas, as couves são difíceis de cortar e as cebolas já não fazem ninguém chorar. É um rumor indignado, que ressoa nos fóruns populares e nas redes sociais da internet na Sérvia. Os…

Quando o capitalismo sofre tem que sacrificar a democracia

Alberto Rabilotta* “O que nos diz (Standard & Poor’s S&P) é claro: para os investidores, a zona euro e Europa têm necessidade de um marco político rigoroso, estruturado, eficaz, capaz de a médio e longo prazo respeitar seus compromissos. De certa maneira, é uma exortação a uma governança política e econômica mais sólida, e nossa resposta não tem ambiguidade: é o acordo franco-alemão elaborado em 5 de dezembro por Nicolás…

Santa Catarina contra a invasão da Síria pelos Estados Unidos

Pela Paz, contra a agressão à Síria A Síria, o último país do Oriente Médio com plena liberdade religiosa, com mais de dez mil anos de civilização, berço do alfabeto mais antigo, que tem como capital uma das cidades mais antigas do mundo, Damasco, esta prestes a ser atacada militarmente pela potência bélica mais poderosa, letal e sem escrúpulos que a humanidade já conheceu: os Estados Unidos Há mais de…

São Paulo contra a agressão à Síria

Chamamos o governo brasileiro a condenar com firmeza qualquer agressão O Comitê de Solidariedade com o Povo Sírio, integrado por dezenas de entidades da sociedade civil brasileira, vem a público condenar o horrendo massacre premeditado acontecido no subúrbio de Damasco na Síria no dia 21 de agosto. O Comitê alerta sobre a campanha midiática orquestrada pela Arábia Saudita para incriminar o governo sírio na clara intenção de induzir a opinião…

A classe média portuguesa em risco de extinção

Mario Queiroz* A pobreza em Portugal aumentou até ganhar uma dimensão que poucos podiam prever há um ano, embora as drásticas medidas impostas pela troika de credores para o resgate financeiro do país permitissem prognosticar tempos de penúria, especialmente para a classe média. Milhares de famílias, desesperadas por não terem dinheiro para pagar sua alimentação e suas despesas fixas, tiveram que recorrer a instituições de caridade. Muitas vezes o fazem…

Salva-vidas afunda ainda mais a Grécia

Apostolis Fotiadis * A Grécia continua desmantelando seu setor público em uma desesperada tentativa de convencer a Troika, formada por Banco Central europeu, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Comissão Europeia, a lhe dar um novo resgate em outubro. A Troika quer que o governo grego demita quatro mil funcionários públicos e suspenda outros 12.500 até o final de setembro. Mais 12.500 postos de trabalho serão eliminados até o final deste…

A crise na Itália é ideológica e ética

Gabriela Motta* A corrupção na Itália é consequência de uma crise ideológica e de valores éticos. Não há confiança das pessoas nos políticos por que se sabe que quando assumem o poder começam a roubar fundos do Estado, contribuições da cidadania. Um cidadão dizia: faz parte do DNA desses ladrões chamados políticos, seja de direita, de esquerda e de centro direito. Queremos ver com clareza que é o que fazem…

Dívida espanhola com indígenas americanos está longe de ser paga

Tito Drago* A dívida espanhola com indígenas americanos está longe de ser paga. Isto porque a cooperação espanhola com as comunidades originárias da América ainda é muito fraca, apesar de alguns esforços pontuais e da ação da sociedade civil, advertiu a economista Laura Barba. “Há pouca sensibilidade para considerar os indígenas como sujeitos com direitos e não como personagens exóticos”, embora a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid)…

Qual será o destino da geração perdida?

Henk Hofland*  Crise, desemprego, desesperança chega aos Países Baixos, já não mais modelos da sociedade de bem estar social Na atualidade, nos Países Baixos**, os desempregados representam 8,9% da população ativa, ou seja, umas 675 mil pessoas em idade ativa. Não somos os únicos. Em toda a Europa Ocidental, em torno de oito milhões de jovens não têm trabalho nem formação. Há poucos meses, The Economist calculou que, desde o…

A austeridade nos está suicidando?

Juan Gelman * Sócrates, Platão, Plotino e muitos outros filósofos analisaram o tema do suicídio ao longo dos séculos. A maioria o condena, como o judaísmo e o cristianismo. Para Santo Agostinho “quem mata a si mesmo é um homicida”. Os epicuristas opinaram que a falta de sofrimento é o bem supremo e justificaram o ato quando a existência, em vez de alegrar, converte-se em uma coisa de aflição. Os estóicos…

Escândalo no Brasil põe em dúvida esforços anticorrupção da Siemens

Há alguns anos, megaescândalo de propina levou a Siemens a trocar quase toda a diretoria e pagar multas bilionárias. Empresa prometeu mudar, mas escândalo de formação de cartel no Brasil lança dúvida sobre a promessa. Não faz muito tempo, a Siemens esteve no centro de um dos maiores escândalos de corrupção da história empresarial da Alemanha. Em novembro de 2006, um grande esquema de pagamento de propinas veio à tona,…

União Europeia, a hipoteca do futuro

Antonio Rondón* A União Europeia (UE) parece por a prova sua capacidade de hipotecar seu futuro com a persistência do aumento do desemprego juvenil e a situação sem saída para mais de 13 milhões de cidadãos jovens. O problema da desocupação entre os jovens, que provoca prejuízos da ordem de uns 150 bilhões de euros para a economia europeia, se aprofundou com a eclosão da crise de 2008 e o…

Fantasias de economistas, pesadelos do planeta

Hazel Henderson* – Há pouco participei de um debate sobre a negociação de alta frequência e ouvi os mesmos e conhecidos argumentos de que contribui para a liquidez e a determinação de preços nos mercados. Estas afirmações sobre liquidez são difíceis de justificar depois do flash crash de 6 de maio de 2010, quando a falsa liquidez das negociações de alta frequência desapareceu, num momento em que eram necessárias, e as…

Tortura importada atormenta a Polônia

Robert Stefanicki* O único sinal vital do “aeroporto internacional” de Szymany são os mosquitos que se lançam sobre o raro visitante. O portão está fechado com um cadeado e uma corrente enferrujada. A evidência indica que os últimos viajantes que passaram por aqui foram agentes da Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos e seus prisioneiros. Isso foi em 2003. Pouco depois, este aeroporto, que fica 180 quilômetros ao…

Evo explica a verdadeira dívida externa

Exposição do Presidente Evo Morales ante a reunião de Chefes de Estado da Comunidade Europeia Com linguagem simples, que era transmitida em tradução simultânea a mais de uma centena de Chefes de Estado e dignitários da Comunidade Européia, o Presidente Evo Morales conseguiu inquietar sua audiência quando disse: Aqui eu, Evo Morales, vim encontrar aqueles que participam da reunião. Aqui eu, descendente dos que povoaram a América há quarenta mil…

Grandes perigos se escondem por trás do escândalo de Berlusconi

Silvia Giannelli* A jovem menor de idade que Silvio Berlusconi ajudou a prostituir quando era primeiro-ministro da Itália não é um caso isolado. Estima-se que cerca de dez mil adolescentes são vítimas de exploração sexual apenas neste país. A maioria delas não se “vê”. A prostituição de rua, de fato, diminui. Mas isso se deve apenas ao fato de estes “serviços” estarem cada vez mais disponíveis na internet. “Fico preocupada quando ouço…

Maduro, Ortega e Moralez oferecem asilo à Edward Snowdem

Refugiado desde o dia 23 de junho, no aeroporto de Sheremetievo, em Moscou, o norte americano e ex-agente da CIA e da NSA, Edward Snowdem poderá escolher entre a Venezuela, Nicarágua e a Bolívia como destino final de sua saga de luta contra o imperialismo norte americano. Segundo o portal Wikileaks, Snowden teve negado pedidos de asilo por outros 21 países, entre os quais a Espanha, a Itália, a França e Portugal…

Nota da Presidente Dilma Rousseff sobre caso Evo Morales

Presidente Dilma Rousseff divulga nota oficial sobre o constrangimento imposto ao Presidente Evo Morales por alguns países europeus. O Governo brasileiro expressa sua indignação e repúdio ao constrangimento imposto ao Presidente Evo Morales por alguns países europeus, que impediram o sobrevoo do avião presidencial boliviano por seu espaço aéreo, depois de haver autorizado seu trânsito. O noticiado pretexto dessa atitude inaceitável – a suposta presença de Edward Snowden no avião…

Estreia de governo e primeiro ministro na República Checa

O presidente checo, Milos Zeman, tornou oficial um governo tecnocrata com o economista Jirí Rusnok como primeiro ministro, equipe que chega ao poder com a missão de resgatar a estabilidade política num país sacudido por um escândalo de corrupção. Recentemente a polícia contra o crime organizado irrompeu numa madrugada a sede do governo e prendeu a sete altos funcionários acusados de corrupção e abuso do poder, entre os quais colaboradores…

Portugal parou pela quarta vez em 40 anos de democracia

Mario Dujisin* Metrô e trens de longa distância parados nas estações, plataformas desertas, hospitais atendendo apenas urgências, escolas e escritórios públicos fechados e pouquíssimos ônibus foram algumas mostras da adesão à greve geral convocada pelas duas grandes centrais sindicais de Portugal.  Desde que a direita assumiu o governo há dois anos, a economia entrou em recessão, o país empobreceu, o desemprego aumentou a níveis sem precedentes, os empresários deixaram de…

Cúpula europeia: velhas receitas para novos problemas

Carmem Esquivel* O incremento constante do desemprego juvenil centralizou a atenção da cúpula da União Europeia (UE), mas as decisões adotadas diante desse flagelo são pouco ambiciosas e nada indica uma mudança de rumo nas políticas até agora adotadas. Na atualidade quase seis milhões de menores de 25 anos estão sem trabalho e, somando-se todas as categorias de idade, o número se eleva a 27 milhões, algo assim como a…

União Europeia, um salto pra frente

Pier Virgillio Dastoli* Desde o início do movimento europeísta surgiram três diferentes modelos de unificação regional. Um, a liga de estados que ainda conservam a soberania nacional, se comprometem a executar políticas definidas de comum acordo. No modelo funcionalista, os estados nacional delegam a uma autoridade supranacional a administração em comum de interesses comuns. O modelo federalista propõe conservar e respeitar a soberania dos estados nacionais no âmbito das competência…

As mulheres são as mais afetadas pelas medidas de austeridade

Thalif Deen* A propagada crise financeira na Europa e seu negativo impacto no Sul em desenvolvimento deram lugar a uma onda de severas medidas de austeridade.As principais vítimas? As mulheres. “A crise e as medidas de austeridade tiveram um impacto negativo na mão de obra feminina”, afirmou John Hendra.  Pelo menos nove países europeus – Bélgica, Eslováquia, Espanha, Grécia, Holanda, Irlanda, Itália, Portugal e Romênia – estão reduzindo ou eliminando subsídios.…

Lorca, indignado e comprometido

Antoni Aguiló* Acaba de fazer 115 anos que nasceu Federico García Lorca. Longe de perder-se no tempo, a lembrança do poeta e dramaturgo voltou a vibrar recentemente nas ruas de Madri. Durante a celebração de uma ágora popular na praça de Santa Ana, os indignados do 15M colocaram no monumento a Lorca que preside a praça um cartaz exortando à indignação e ao compromisso sociopolítico, aludindo às obras de Hessel,…

A União Europeia está em perigo

Mário Soares* A crise econômica mundial começou nos Estados Unidos com a quebra do banco Lehman Brothers, durante o governo de George W. Bush, como uma clara consequência da globalização desregulada da ideologia neoliberal que, sem normas éticas, subordina o poder dos Estados aos mercados usurários, às empresas off-shore e ao lucro pelo lucro. Ignora as pessoas, que não são consideradas, apesar de estarem morrendo de fome. Entre 2007 e…

Matrimônio Gay contradiz as aparências

Mario Queiroz* O matrimônio entre pessoas do mesmo sexo tem contrariado a crença generalizada de uma França berço do conceito republicano moderno e promotor dos direitos cidadãos igualitários desde a Revolução de 1789, enquanto o pacato Portugal se está revelando muito mais aberto e transigente. A violência da reação de vastos setores da sociedade francesa diante da aprovação pelo parlamento dia 23 de abril e a promulgação em 18 de…

Milionários e política

Por Esteban Valenti (*) Assistimos nestes dias e à distância a um exemplo terrível de como a política feita por e para milionários pode ser destrutiva para a democracia e para um país. Silvio Berlusconi não apenas está mergulhado até o pescoço em processos e escândalos de todo tipo – acho que perdi a conta – como está confirmado que utilizou seus milhões para comprar senadores. Assim caiu o governo de…

A Rainha está nua

Paulo Cannabrava Filho* A rainha está nua. Parodiando a fábula do dinamarquês Hans Christian Andersen, a Europa está à espera de uma corajosa criança que denuncie e revele a nudez (ou insensatez) da premier alemã, Ângela Merkel, e acabe com a farsa de que a volta à pompa e ao bem-estar social está no cumprimento de políticas em que ninguém mais acredita. Como na fábula, há os que espreitam a…

Criatividade pinta protestos em massa em Portugal

Maria Queiroz* A indignação da população pelo crescimento galopante do desemprego e pela redução de salários, aposentadorias e indenizações por demissão, mais uma carga fiscal em aumento, lançou formas inovadoras de protesto de grande convocação em Portugal. O denominador comum é não optar pela violência. Uma mistura de criatividade, humor e nostalgia de um passado melhor constituem a receita encontrada por diversos setores da sociedade para mostrar sua indignação diante…

A fome cresce na Grã-Bretanha

Matt Carr* Os drásticos cortes na assistência social implantados pelo governo de coalizão têm um impacto cada vez mais claro na Grã-Bretanha, onde as medidas de austeridade para enfrentar a crise financeira fazem estragos nos setores mais vulneráveis. Um levantamento publicado no site Netmums mostra que, regularmente, uma em cada cinco mães britânicas não tem o que dar de comer para seus filhos. Atualmente, milhares dependem de organizações beneficentes e…

A Islândia volta ao passado

Ernesto Carmona* Com 38 dos 63 lugares (60%) do parlamento unicameral, a direita islandesa derrotou em 28 de abril o governo progressista que estava tirando o país do crash em que o submergiu em 2008 a direção dos mesmos neoconservadores que ganharam sábado e que governarão por 4 anos: o Partido da Independência (PI), 19 lugares e 26,7% dos votos (3 pontos mais do que nas eleições anteriores) e o Partido…

O eterno retorno de Berlusconi. E quem torna isso possível?

Rossana Rossanda* O ataque a Bersani para que não se apresentasse às Câmaras, o plano B com Berlusconi, que volta a ser protagonista, seguindo o roteiro do Quirinal. Entre uma esquerda subalterna e a carência histórica na Itália de uma direita ao menos formalmente democrática, nos deslizamos por um desvio mortal para nossa frágil democracia. Nem Hollande nem Bersani são revolucionários, nenhum, porém não me lembro de ter assistido a…

Em Lisboa: Associação 25 de Abril recusa ir ao Parlamento

A Associação 25 de Abril ( A25A) recusou o convite para estar presente nas cerimónias oficiais do 39. º aniversário da Revolução dos Cravos, na Assembleia da República, revelou seu presidente, coronel Vasco Lourenço. Esta é a segunda vez – e consecutiva – em que a A25A não participa nesse evento. Para a associação, numa mensagem alusiva às celebrações, “assistimos e sofremos na pele ao destroçar de muito do que…

Tatcher ou o indivíduo acima da coletividade

David Bollero* A Dama de Ferro foi a primeira mulher a liderar um governo europeu e dividir a um país de maneira visceral. Seus onze anos em Downing Street se traduziram em opulência privada e pobreza pública. Como se de uma macabra ironia se tratasse, um derrame cerebral apagou no dia 8 de abril a vida da que sem dúvida passou já para a história como o primeiro ministro britânico…

WikiLeaks: O rei Juan Carlos foi o melhor informante dos Estados Unidos antes de subir ao trono

O rei Juan Carlos foi, nos últimos anos do franquismo e durante a transição, “o melhor informante dos EEUU.” em busca do apoio de Washington, segundo revela o diário espanhol Público.es baseando-se em telegramas diplomáticos cedidos por WikiLeaks. O então príncipe da Espanha informou a Washington com luxo de detalhes a crise cardíaca sofrida pelo ditador Francisco Franco no dia 16 de outubro de 1975 que o levou à beira…

Milionários e política

Esteban Valenti* Assistimos nestes dias e à distância a um exemplo terrível de como a política feita por e para milionários pode ser destrutiva para a democracia e para um país. Silvio Berlusconi não apenas está mergulhado até o pescoço em processos e escândalos de todo tipo – acho que perdi a conta – como está confirmado que utilizou seus milhões para comprar senadores. Assim caiu o governo de Romano…

Malvinas e a hipocrisia

Miguel Mazzeo* A “questão Malvinas” é uma ferida aberta na memória da sociedade argentina. E é um problema com várias arestas não resolvidas, tanto para a esquerda como para o campo popular em seu conjunto. Os paradoxos proliferam e tencionam os valores mais representativos das tradições políticas emancipatórias. Mostram alguns de seus pontos cegos, suas vacilações, seus mutismos. Por exemplo, os soldados conscritos mortos durante e depois da guerra de…

Os cárceres secretos encurralam a Polônia

Claudia Ciobanu* Uma investigação oficial realizada na Polônia sobre a existência de cárceres secretos, operados pela Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) em seu território, está sendo freada, segundo fontes próximas ao caso, enquanto aumenta a pressão sobre este país para que esclareça a verdade. Várias fontes públicas, como o informa de Dick Marty de 2007 para o Conselho da Europa ou o mais atual estudo “Globalizing…

América Latina se fortalece diante da Europa

Marianela Jarroud* Os países da América Latina e do Caribe conseguiram se fortalecer diante da Europa, por chegarem a convênios  que protegem seus recursos naturais dos investimentos estrangeiros e condenar o bloqueio comercial de Estados Unidos na cúpula conjunta realizada na capital chilena. Os 33 governantes e altos representantes da Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos (Celac) conseguiram modificar a seu favor os artigos chave que estabelecem o marco jurídico…

Una ola de indignados barrió a España

Los manifestantes protestaron contra los nuevos recortes a los subsidios por desempleo y el aumento del IVA, convocados por las principales centrales sindicales, el Movimiento 15M y otras organizaciones sociales. España se vio sacudida por una marea humana que manifestó su rechazo hacia los recortes impuestos por el gobernante Partido Popular. Cientos de miles de personas tomaron las principales arterias de 80 ciudades españolas, en la primera gran manifestación nacional…