Islândia

A Islândia volta ao passado

Ernesto Carmona* Com 38 dos 63 lugares (60%) do parlamento unicameral, a direita islandesa derrotou em 28 de abril o governo progressista que estava tirando o país do crash em que o submergiu em 2008 a direção dos mesmos neoconservadores que ganharam sábado e que governarão por 4 anos: o Partido da Independência (PI), 19 lugares e 26,7% dos votos (3 pontos mais do que nas eleições anteriores) e o Partido…