Portugal

vlcsnap-2015-11-26-16h53m20s238-750x422 Portugal

Grândola, vila morena

“Grândola, Vila Morena” é a canção composta e cantada por Zeca Afonso que foi escolhida pelo Movimento das Forças Armadas (MFA) para ser a segunda senha de sinalização da Revolução dos Cravos. A canção refere-se à fraternidade entre as pessoas de Grândola, no Alentejo, e teria sido banida pelo regime Salazarista como uma música do partido comunista de Moscovo Comunismo. Às zero horas e vinte minutos do dia 25 de abril de 1974, a canção…

25 de abril chico Portugal

Chico Buarque fala e canta o 25 de Abril

“Tanto Mar” foi composta por Chico Buarque de Hollanda para homenagear o 25 de Abril de 1974, a Revolução dos Cravos, em Portugal. Enquanto o Brasil completava uma década (das duas que viveu) sob o regime da ditadura, em Portugal, o Estado Novo ditatorial instituído por Salazar (à época comandado por Marcelo Caetano) era derrubado. A versão original foi editada em Portugal, e exalta a vitória dos portugueses. Na segunda (vídeo), Chico considerou a mudança…

mariosoares (1) Portugal

Mario Soares: Elogios fúnebres não podem reescrever a história

Numa vida política tão prolongada e com um trajeto tão contraditório como a de Mário Soares nem todos os aspectos serão negativos. Mas, se se pretender nesta altura fixar o seu lugar na história, há um fato que para o nosso povo e o nosso país é mais relevante do que qualquer outro. Se o 25 de Abril de 1974 constitui o mais importante acontecimento da nossa história até hoje, Mário Soares deve ser recordado…

tempos de penúria, especialmente para a classe média. Portugal

A classe média portuguesa em risco de extinção

Mario Queiroz* A pobreza em Portugal aumentou até ganhar uma dimensão que poucos podiam prever há um ano, embora as drásticas medidas impostas pela troika de credores para o resgate financeiro do país permitissem prognosticar tempos de penúria, especialmente para a classe média. Milhares de famílias, desesperadas por não terem dinheiro para pagar sua alimentação e suas despesas fixas, tiveram que recorrer a instituições de caridade. Muitas vezes o fazem escondidas, diante do fenômeno cada…

P Portugal

Portugal parou pela quarta vez em 40 anos de democracia

Mario Dujisin* Metrô e trens de longa distância parados nas estações, plataformas desertas, hospitais atendendo apenas urgências, escolas e escritórios públicos fechados e pouquíssimos ônibus foram algumas mostras da adesão à greve geral convocada pelas duas grandes centrais sindicais de Portugal.  Desde que a direita assumiu o governo há dois anos, a economia entrou em recessão, o país empobreceu, o desemprego aumentou a níveis sem precedentes, os empresários deixaram de investir, os horários de trabalho…

bandeira-de-portugal Portugal

Criatividade pinta protestos em massa em Portugal

Maria Queiroz* A indignação da população pelo crescimento galopante do desemprego e pela redução de salários, aposentadorias e indenizações por demissão, mais uma carga fiscal em aumento, lançou formas inovadoras de protesto de grande convocação em Portugal. O denominador comum é não optar pela violência. Uma mistura de criatividade, humor e nostalgia de um passado melhor constituem a receita encontrada por diversos setores da sociedade para mostrar sua indignação diante da bancarrota econômica e social.…

25 de abril Portugal

Em Lisboa: Associação 25 de Abril recusa ir ao Parlamento

A Associação 25 de Abril ( A25A) recusou o convite para estar presente nas cerimónias oficiais do 39. º aniversário da Revolução dos Cravos, na Assembleia da República, revelou seu presidente, coronel Vasco Lourenço. Esta é a segunda vez – e consecutiva – em que a A25A não participa nesse evento. Para a associação, numa mensagem alusiva às celebrações, “assistimos e sofremos na pele ao destroçar de muito do que de bom se conseguiu, ao…