#NósSóQueremosJustiça

#NósSóQueremosJustiça
0

Editorial: Finalmente temos uma greve política

Arre! Até que enfim temos trabalhadores mobilizados numa greve política. Pois são reivindicações políticas tanto a paralisação dos caminhoneiros como a dos petroleiros. E não vamos esquecer dos professores, invisibilizados pela mídia.

#NósSóQueremosJustiça
0

Editorial: Nossos supremos juízes e a (não) renovação nas eleições de outubro

Enquanto nossos supremos juízes estraçalham a Constituição, o país se torna ingovernável. Delfim Neto, professor da USP, foi secretário estadual em São Paulo, serviu a todos os governos militares, seja como embaixador, ministro de Planejamento, da Fazenda, deputado federal de 1987 a 2007… É justo pensar que se trata de alguém com muita experiência e manejo nas esfera de poder. Pois bem. Delfim escreve na revista semanal Carta Capital e tem manifestado preocupação com “o…

#NósSóQueremosJustiça
0

História do Brasil é marcada por laços entre Justiça e donos do dinheiro

Se aprofundássemos mais nossa própria história, a História do Brasil, e citássemos menos os autores estrangeiros, talvez pudéssemos estar mais preparados para as desventuras que nos perseguem através de tribunais e de representantes de um poder judiciário sob controle de centros imperiais. Ceci Juruá* Laços entre juristas e a gente do ouro e da moeda -a banca- são antigos, formam pilares históricos do capitalismo e constituem um elemento que lhe é consubstancial. Quando o Brasil…

#NósSóQueremosJustiça
0

Comparato: “Temos duas Constituições e uma democracia incompleta no Brasil”

Desde 1824, pouco depois que se instaura a independência do Brasil, o país passa a ser regido por duas Constituições e isso atravessa toda a monarquia e os períodos de regime republicano, chegando aos dias de hoje. É o que acredita o jurista Fábio Konder Comparato.

#NósSóQueremosJustiça
0

“A quem se poderia recorrer quando a Corte (STF) falha em suas decisões”, questiona Piñera

O Ministro Edson Facchin observou que, no Brasil, em última instância, acredita-se que cabe à sociedade fazer o escrutínio das decisões do Supremo, ao que Piñera novamente indagou: “Mas pode a sociedade revogar decisões da Corte?”, rindo em seguida. A pergunta ficou no ar, sem resposta.

#NósSóQueremosJustiça
0

Memória, verdade e justiça ou as homenagens indevidas

Enquanto na Europa as cidades revogam leis que prestam “indevidas homenagens” à civis e militares que atentaram contra as liberdades democráticas, no Brasil, justiça gaúcha considera inválida lei aprovada pela Câmara Municipal de Porto Alegre e Avenida da Legalidade e Democracia volta a ser denominada como Avenida Castelo Branco, homenageando um dos Generais que lideraram o Golpe Civil-Militar de 1964, impondo ao país 21 anos de Ditadura.

#NósSóQueremosJustiça
0

USP colaborou com ditadura militar para assassinato e tortura, diz estudo

O período da história da USP que vai de 1964 a 1985 é marcado por graves violações de direitos humanos, que atingiram duramente docentes, funcionários e alunos. Esta é a conclusão do relatório da Comissão da Verdade da USP, entregue no final de março ao reitor Vahan Agopyan. Composto de dez volumes, o material traz relatos e documentos que tentam esclarecer os fatos ocorridos na época.

#NósSóQueremosJustiça
0

Tempos de tormenta: Guatemala enfrenta casos difíceis para sistema de justiça

Depende agora de uma cidadania informada e ativa que exerça a fiscalização indispensável para conseguir a consolidação do sistema de justiça em um marco de ética e transparência, para derrubar os obstáculos opostos ao avanço da democracia e impedir o avanço de forças antagônicas à instauração de um verdadeiro estado de Direito. Ninguém mais poderá consegui-lo. Carolina Vásquez Araya*

#NósSóQueremosJustiça
5

“Lula é hoje um preso de Cármen Lúcia”, afirma Reinaldo Azevedo

Diante do contexto criado pela ilegal decretação da ordem de prisão do ex Presidente Luiz Ignácio Lula da Silva, Reinaldo Azevedo afirmou que agora “o Supremo terá que votar as ADCs ou até quando a Carmem Lucia pretende (adiar esta votação). Vejam bem, a partir de hoje Carmem Lucia passa a ter um presidiário privado. Lula é hoje um preso de Carmem Lucia. Atenção! Repito: Lula é hoje um preso de Carmem Lucia”.

#NósSóQueremosJustiça
0

Moro: O tiro pela culatra

Em seu despacho, Moro que a princípio tece considerações e parece benevolente, ao dar ao réu a opção de apresentar-se por sua própria vontade até as 17 hs, em Curitiba, não é o que parece. Outrossim diz ter preparado uma cela do “Estado Maior” (literalmente verborragia da caserna) e, vejam só, veta terminantemente o uso de algemas, tem de ter um motivo. Benevolente, né?

#NósSóQueremosJustiça
0

“Ninguém aprendeu nada com o desastre de Mariana”

A história do projeto Minas-Rio começa com o sonho grande de Eike Batista e sua MMX, a mineradora do Grupo X que deu o pontapé inicial na operação, em 2006. As minas seriam conectadas ao porto de Açu, no Rio Janeiro, por um mineroduto que corta 33 municípios mineiros e fluminenses, um total de 529 quilômetros.

#NósSóQueremosJustiça
0

“Memórias Resistentes, Memórias Residentes”

No dia 16 de dezembro o Memorial da Resistência, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, realizará mais uma edição do Sábado Resistente, projeto realizado em parceria com o Núcleo de Preservação da Memória Política. O evento será às 14h00 e lançará o livro “Memórias resistentes, memórias residentes.

#NósSóQueremosJustiça
0

Projeto Pontes: A “justiça” brasileira a serviço de interesses alienígenas

O Wikileaks revelou o informe enviado ao Departamento de Estado dos Estados Unidos sobre o seminário Projeto Pontes, realizado em outubro de 2009, com a presença de membros seletos da PF, Judiciário, Ministério Público, brasileiros e autoridades dos EUA, no Rio de Janeiro. O seminário se chamava “Projeto Pontes: construindo pontes para a aplicação da lei no Brasil”, em que se tratava de consolidar treinamento bilateral de aplicação das leis e habilidades práticas de contra terrorismo.…

#NósSóQueremosJustiça
0

Ruas da Vergonha

QUEM MATOU OU TORTUROU NÃO PODE VIRAR NOME DE RUA. A ditadura militar foi um período de brutalidade e intolerância. Centenas de pessoas foram executadas, torturadas e algumas até desapareceram. É um absurdo existirem praças, avenidas e nomes de ruas que homenageiem quem violou direitos humanos. Está na hora de tirar as marcas da violência que ainda estão nas nossas ruas. Assine a petição para apoiar a campanha em: www.ruasdavergonha.org No site você também pode conhecer mais sobre alguns dos assassinos e torturadores…

#NósSóQueremosJustiça
0

Janaína de Almeida Teles: Esqueço não

Neste mês de abril, o golpe militar de 1964 completa 53 anos. Muito tempo passado, mas também muitas perguntas sem respostas Fernanda Pompeu* Janaína de Almeida Teles, nascida em 1967, tem pedigree político. É filha de Amelinha e César Teles – dois ativistas pelos direitos humanos de longa viagem. Sobrinha da Criméia de Almeida, sobrevivente da Guerrilha do Araguaia. Irmã de Edson Teles, estudioso do período militar. Prima de João Carlos Grabois, o Joca, nascido…

#NósSóQueremosJustiça
0

Roberto Requião: “O abuso de autoridade tem que ser contido”

“Existe uma tendência histórica no judiciário, entre promotores, juízes e até mesmo entre policiais, delegados federais e estaduais, de desobedecer a lei. Neste contexto, o abuso de autoridade tem que ser contido, especialmente se acabar o foro privilegiado”, afirma o senador Roberto Requião (MDB/PR). Roberto Requião* A Constituição de 88 é uma Constituição Republicana. Res publica significa “coisa pública”, do povo, um Estado que é de todos os cidadãos. Nossa Constituição Republicana previu para algumas categorias…

#NósSóQueremosJustiça
0

#CineDiálogos / Relatório sobre a tortura

Brazil: A Report on Torture (Brasil: Relatório Sobre a Tortura) é um documentário produzido em 1971 pelo cineasta norte-americano Haskell Wexler que conta com depoimentos de brasileiros torturados e recém-exilados no Chile. Captando entrevistas de alguns dos 70 brasileiros levados àquele país em janeiro daquele ano em troca do embaixador suíço Giovanni Bucher, sequestrado no final de 1970 no Rio de Janeiro pelo guerrilha armada da VPR, mostra, entre depoimentos pessoais de sevícias sofridas pelos presos…

#NósSóQueremosJustiça
0

#CineDiálogos / Araguaya, A Conspiração do Silêncio

Araguaya – A Conspiração do Silêncio é um filme brasileiro de 2004 escrito e dirigido por Ronaldo Duque. O filme procura entrelaçar a determinação de homens e mulheres ao se desprenderem de suas vidas na cidade para ingressarem num universo desconhecido, num ambiente hostil, para lutar contra a ditadura. No meio da floresta, o apoio e a solidariedade vêm do povo da região. E ao mostrar a abnegação militante e o pragmatismo que acompanha decisões…

#NósSóQueremosJustiça
0

#CineDiálogos / Leucemia, o filme da Anistia

LEUCEMIA (1978), direção Noilton Nunes. Premiado curta-metragem (8 minutos) que revive o episódio da separação entre mãe e filho, no aeroporto de Lisboa, em 1978. Maria das Graças Sena foi demitida do Instituto Brasileiro de Estudos Sociais, em virtude de haver participado de ações contra a ditadura no final dos anos 1970. Foi torturada e, por ser portadora de leucemia, obrigada a abdicar da criação do filho de apenas três meses, que foi entregue à cientista…

#NósSóQueremosJustiça
0

Operação Condor: Sentença de Tribunal italiano é decepcionante

“Deixar que a dor flua… são milhares de projetos de vida arrebatados, destruídos… vítimas, familiares, organizações e também autoridades anunciaram que apelarão de uma sentença plena de contradições” (Martín Almada). Segue a crônica da jornalista Nadia Angelucci, italiana especialista em América Latina: Nadia Angelucci* Uma raiva contida, uma indignação feroz, uma incredulidade dolorida, o silêncio acompanhou a leitura da sentença dada pela presidenta da Terceira Corte de Asís de Roma, Evelina Canale, é o que se…

#NósSóQueremosJustiça
0

A lista de Furnas

Vídeo documentário produzido pela Tv DGM sobre os documentos, depoimentos e outras informações sobre a ação predatória e criminosa de políticos mineiros na estatal de Furnas, uma das maiores e mais importantes empresas do setor elétrico brasileiro. O vídeo documentário foi financiado coletivamente por leitores e apoiadores do sítio Diário do Centro do Mundo.

Única sobrevivente da Casa da Morte morre em Niterói

Inês Etienne Romeu tinha 72 anos e faleceu em casa, na manhã desta segunda-feira Juliana Dal Piva* A ex-líder da Vanguarda Revolucionária Palmares (VPR) e única sobrevivente da Casa da Morte de Petrópolis, Inês Etienne Romeu, de 72 anos, morreu no início da manhã desta segunda-feira, em Niterói, na Região Metropolitana. Segundo informações, ela estava em casa e faleceu enquanto dormia. Inês foi presa pelo delegado Sérgio Paranhos Fleury em São Paulo, no dia 5…

#NósSóQueremosJustiça
0

A atualidade brutal de Hannah Arendt

Ladislau Dowbor* O filme causa impacto. Trata-se, tema central do pensamento de Hannah Arendt, de refletir sobre a natureza do mal. O pano de fundo é o nazismo, e o julgamento de um dos grandes malfeitores da época, Adolf Eichmann. Hannah acompanhou o julgamento para o jornal New Yorker, esperando ver o monstro, a besta assassina. O que viu, e só ela viu, foi a banalidade do mal. Viu um burocrata preocupado em cumprir as ordens, para…

#NósSóQueremosJustiça
0

Estações de Ferro, a vida de Raphael Martinelli

Raphael Martinelli lutou pela anistia, pelas eleições diretas, e hoje dirige o Fórum de Ex Presos e Perseguidos Políticos de São Paulo onde comanda a luta pela punição dos torturadores e a justa reparação aos que lutaram pela democracia, direitos humanos e a liberdades democráticas. Paulo Cannabrava.*

#NósSóQueremosJustiça
0

Lei da Anistia, história intensa e memória curta

No dia 28 de agosto de 1979, o general João Baptista Figueiredo, último “presidente” da ditadura civil-militar divulgou no DOU / Diário Oficial da União, a Lei nº 6.683, que trata de anistia, fruto de uma longa luta dos mais diversos setores da sociedade brasileira contra o golpe civil-militar de 1964. Dino Magnoni.*

#NósSóQueremosJustiça
0

Palestina: Misión sin ‘mi’ es Sión

De judeus errantes a judeus guerreantes, os sionistas são hoje donos de 90% do solo da Palestina. Jorge Mansilla Torres* Missão cumprida terá dito Moisés depois de ler as Tábuas da Lei no Sinai, embora o profeta, no fim, comentasse estremecido: “Misión sin ‘mi’ es Sión”. Em 1897, o jornalista austríaco Teodoro Herzi  noticiou que o sionismo ia invadir a Palestina no século XX para criar um Estado. A lenda marcava os judeus como gente errabunda e…

Cidadania, Justiça e Liberdade, onde?

Junta-se texto e fotos. Um+um. E o que temos são fatos mais que preocupantes! Vive-se um clima de guerra civil no Rio de Janeiro! É isso, e ponto. Temos que encarar a realidade para resolve-la. Cidadania, Justiça e Liberdade, onde? Leonardo Soares dos Santos* #ReleiturasDiálogosDoSul

#NósSóQueremosJustiça
0

Operação Condor, 21 anos do descobrimento dos arquivos do terror

“A vida continua, porém o vazio é enorme e o luto é permanente!” Martín Almada* Era uma vez uma sociedade sul-americana plural e respeitosa das diferenças ideológicas que lastimosamente confiou demasiado em sua Força Pública, Exército e Polícia que não obedeceram à Constituição nem se subordinaram aos poderes do Estado, mas, sim obedeceram às ordens de Washington. Essas forças armadas foram formadas na Escola das Américas, na Zona do Canal do Panamá. Ali se incubou…

#NósSóQueremosJustiça
0

A verdade ainda que tardia – II

A Comissão da Verdade visa mapear arquivos, localizar documentos, sistematizar informações e esclarecer o período do regime militar no Brasil. Espera-se que a Comissão além de elucidar novos casos deste período represente, de fato, um avanço na luta pelos direitos humanos.

#NósSóQueremosJustiça
0

Thales Fleury de Godoy, herói latino-americano, brasileiro-cubano

O goiano Thales Fleury de Godoy que comandou a Marinha Mercante da Cuba de Fidel Castro. Vilaboense resgatou reféns do transatlântico português Santa Maria e salvou cargueiro cubano de aprisionamento no Chile de Augusto Pinochet. Reportagem do Jornal Opção, Goiânia, 29/6/2013 Frederico Vitor* Goiás sempre produziu personagens que tiveram vidas instigantes e repletas de aventuras. Uma dessas personalidades é o capitão-de-fragata da Marinha do Brasil Thales Fleury de Godoy, que durante os seus 81 anos de vida…

#NósSóQueremosJustiça
0

Repressão, tortura e morte na ditadura Stroessner

O Museu das Memórias recorda as repressões e violações dos direitos humanos durante a ditadura de Alfredo Stroessner. Funciona no que foi o escritório da Direção Nacional de Assuntos Técnicos onde os episódios de torturas e mortes de opositores eram comuns. Javier Yubi* A casa, no centro de Assunção, foi alugada pelo governo do general Alfredo Stroessner e em 1956 ali se instalou a Direção Nacional de Assuntos Técnicos, um organismo destinado à violência política e…