Não escolhemos a Pátria, ela nos escolhe. Não é uma camisa, uma canção, um time ou uma escola de samba: ainda que queiramos fugir, não nos livramos dela.”…..”O homem sem pátria é sempre o estrangeiro – o último a ser aceito, o primeiro a ser excluído….” (In LAGE, Nilson, Facebook.).

Profa. Guilhermina Coimbra*

DESMONTEO Pré sal é considerada uma das mais inteligentes estratégias em favor dos interesses da população do Brasil – nacionais e estrangeiros residentes no Brasil. A abertura do capital da PETROBRAS para acionistas estrangeiros – permitindo que 50% das ações das ações fossem para as mãos de estrangeiros-não-residentes no Brasil – significou que metade da fabulosa riqueza do Pré sal passasse a ser propriedade de não-residentes no Brasil. Em estratégia admirável essa riqueza não foi parar nas mãos da PETROBRAS – mas, sim , em uma empresa especialmente criada para geri-lo: a Pré sal. Graças a essa estratégia de outorga à empresa Pré sal, os brasileiros podem afirmar que a Pré sal é totalmente do Brasil.

Será considerada ação de lesa-pátria motivadora de investigações exatamente como as da Operação Lava Jato – sem esquecer das aberturas judiciais de contas bancárias no Brasil e no exterior de todos os envolvidos – a tentativa de mudança do sistema de exploração do petróleo do Pré sal.

O novo modelo – que os interessados em ganhar muito por fora de seus altos proventos de senador pagos pelos contribuintes brasileiros – significa menos dinheiro para a Saúde, menos dinheiro para a Educação, menos dinheiro para a infra estrutura do Brasil.

O Senado aprovou, por 33 votos a 31 a tramitação em regime de urgência do PLS 131, do Senador José Serra, que retira o percentual mínimo de 30% da Petrobras na exploração das jazidas de petróleo do Pré sal.

Não precisa ter Doutorado, não precisa ter Mestrado, não precisa ter Especializações, não precisa ser nacionalista. Basta ter mínima inteligência para entender.

Somente os entreguistas – aqueles que querem entregar para os residentes fora do Brasil a direção dos negócios públicos do Brasil juntamente com o próprio Governo do Brasil – em troca do recebimento de benesses, comissões, etc. – se fazem de desentendidos sobre:

-não pode haver urgência em vender jazidas de petróleo num momento em que o barril está custando 30 dólares e nenhuma empresa petroleira está pondo um centavo em novas explorações;

  • o Pré sal é – entre todas as frentes exploratórias da PETROBRAS – a que une maior volume como maior produtividade e menores custos: US$ 8 dólares por barril, excetuados impostos e taxas;

A produção é ascendente, porque a segunda maior jazida – o Pós Sal da Bacia de Campos – é antiga e está em declínio.

O Pré sal é tão atraente e promissor, dia 10.06.2016, três dias atrás, a AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA da ONU será uma das únicas áreas que aumentará (e em 800 mil barris/dia) a produção até 2021. E sem novas frentes de investimento, apenas cumprindo – e em ritmo mais lento – os compromissos já assumidos.

ALERTA RESIDENTES NO BRASIL! ATENÇÃO RESIDENTES NO BRASIL! SENTIDO, NACIONAIS E ESTRANGEIROS RESIDENTES NOBRASIL! CUIDADO RESIDENTES NO BRASIL: ESTÁ TUDO PROGRAMADO PARA APUNHALAREM OS INTERESSES DOS NACIONAIS E ESTRANGEIROS RESIDENTES NO BRASIL!.

O cinismo do Senador entreguista – aquele que irá embolsar as comissões pela defesa de entrega do Pré sal – chama a PETROBRAS de “coitada”justificando o “coitada”como desejo de “aliviar” a PETROBRAS do “esforço” de tirar petróleo de jazidas que se encontram em território brasileiro, no qual, os interessados em se apossar das referidas jazidas sabem que existem aos montes.

Subestimam a inteligência e a perspicácia da população brasileira.

Ignorantemente, têm a pretensão de enganar a população brasileira. Ignorantemente, sim, pois, trata-se de segredo de Polichinelo, porque, até o mais obtuso “analista de mercado” sabe que não é hora de se apressar a qualquer preço, para tirar o petróleo brasileiro de onde se encontra.

A população brasileira observa os comportamentos atentamente e ridiculariza todas as tentativas de enganá-la distraindo-lhe a atenção, como por exemplo, para os “feitos”mal-feitos de juiz do Sul do Brasil, aliado à covardia de parte do Governo, na tentativa de preparar terreno de modo a tornar qualquer reação difícil. Difícil sim, mas jamais impossível.

A diferença, hoje, mostra que não será tão fácil fazer maioria amanhã. Ainda haverá a Câmara. Há que se vetar, sim, porque, se não vetar um crime destes o governo brasileiro assinará sua sentença de morte: de governo independente – com autonomia assegurada pela ONU – passará a ser feitor, servil aos Impérios que ora acenam com as “benesssezinhas”, os “por forazinhos”e outros que tais.

Há seis anos, Senador brasileiro entreguista da vez prometeu à representante de empresa multinacional de petróleo no Brasil, que devolveria às multinacionais o maior tesouro mineral brasileiro: o Pré sal.

Toda a atenção é mais do que preciso porque, está a um passo de cumprir o que prometeu: – aberturas judiciais das contas bancárias dele, já! Importante ver a Conta Bancária antes e depois, se conseguir cumprir a promessa. E, se o conseguir, será para sempre um criminoso lesa-pátria: lesa Educação, lesa Saúde, lesa Infra estrutura do Brasil, entre os mais lesados.

O Brasil merece respeito.

*Colabora com Diálogos do Sul – Curriculum Lattes, Pesquisadora CNPq/FAPERJ/FGV/1974-2016.