pesquisatráficoA Repórter Brasil, ONG que é referência nacional na defesa dos direitos humanos, lança na próxima sexta-feira (11) duas publicações sobre tráfico de pessoas desenvolvidas com apoio do Ministério da Justiça e do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC).

A pesquisa “Tráfico de pessoas na imprensa brasileira”, que será divulgada no evento, mostra a cobertura da imprensa com relação ao tema. Já o “Guia para jornalistas com referências e informações sobre enfrentamento ao tráfico de pessoas”, que também será apresentado na ocasião, tem o objetivo de ajudar jornalistas na cobertura do tema. Os trabalhos de pesquisa foram encabeçados pelas jornalistas Raiana Ribeiro e Fernanda Sucupira, com edição de Leonardo Sakamoto, Daniel Santini e Igor Ojeda. A diagramação é de Gustavo Monteiro.

Na solenidade de lançamento haverá também um debate aberto e gratuito que contará com onze especialistas sobre o assunto:

. Carlos Bezerra Jr (deputado estadual, criador da Lei Paulista de Combate ao Trabalho Escravo);

. Eloísa Arruda (secretária da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo);

. Fernanda dos Anjos (diretora de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça);

. José Guerra (secretário executivo da Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo);

. Leonardo Sakamoto (coordenador da Repórter Brasil);

. Luiz Fabre (membro da coordenação nacional de erradicação do trabalho escravo do Ministério Público do Trabalho – MPT);

. Luiz Machado (coordenador do projeto de combate ao trabalho escravo da Organização Internacional do Trabalho- OIT);

. Nívio Nascimento (oficial de campanhas da UNODC);

. Renato Bignami (membro do programa de erradicação do trabalho escravo da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em São Paulo);

. Rogério Sotilli (secretário de Direitos Humanos do Município de São Paulo);

. Roque Pattussi (coordenador do Centro de Apoio ao Migrante – CAMI).

Após o lançamento, as publicações serão disponibilizadas para download gratuito no site da Repórter Brasil. Clique aqui para baixá-las.