Opinião

entrepreneur-1672374_1920 Comportamento

Como não ser político?

O Brasil passa hoje por uma de suas piores crises políticas. A descoberta dos esquemas milionários de financiamento de campanhas eleitorais, trouxe aos olhos de todos quanto está atrasada a relação eleitor e candidato, e como o dinheiro é fundamental em mais de 90% das vitórias. Roberto Casseb* Esse cenário surreal na verdade levou o povo a uma revolta e uma descrença nos “políticos” de uma forma geral. Basta dizer que…

trumpautoriza O Mundo de Trump

Ao bombardear a Síria Trump ameaça a humanidade

Ao bombardear a Síria, os EUA colocam  a Humanidade à beira de uma guerra apocalíptica cujo desfecho poderia ser o fim da humanidade. O ataque com mísseis contra uma base aérea síria na província de Homs foi lançado a partir de navios da US Navy baseados na base naval de Rota, na Espanha. O presidente sírio Bashar Al Assad já tinha negado qualquer responsabilidade no bombardeamento de um hospital com armas…

socialismo-ou-barbarie Caderno C

Socialismo ou barbárie

O padrão na história das ideias é localizar o Iluminismo no século XVIII, na esteira das grandes descobertas científicas anteriores – Copérnico, Galileu, Newton, etc. A razão mostrará então o funcionamento real da natureza, superando o obscurantismo, superstições e crenças religiosas arraigadas há séculos. Não haveria porque não esperar que a razão bem sucedida para desvendar as leis da natureza não operasse na experiência social e política Márcio Sotelo Felippe*…

cropped-cheval-de-troie Manchete

Governo Temer: o plano oculto

Publicada quase em sigilo, a MP-727 privatiza tudo — inclusive Petrobras, BB e serviços públicos — e converte interesses dos compradores em “prioridade nacional”, capaz de atropelar direitos sociais e ambiente Alessandra Cardoso* Enquanto olhávamos atônitos e reagíamos à primeira ação de desmonte do Estado Democrático de Direito materializada pela Medida Provisória (MP) 726, deixamos passar despercebida uma segunda MP, a 727, publicada no mesmo 12/5 em edição extra do…

lenin Biblioteca Diálogos do Sul

Lenin e o imperialismo

A palavra imperialismo – originária do latim- é muito anterior ao aparecimento do moderno imperialismo como realidade politica, social e econômica. Miguel Urbano Rodrigues* Mas foi Lenin quem pela primeira vez chamou a atenção para a ameaça que a nova fase do imperialismo significava para a humanidade, o que exigia uma  estratégia revolucionária. O seu livro – O Imperialismo fase superior do capitalismo – foi publicado em l917, meses antes…

13043778_821634934637041_184265186579568871_n Brasil

PMDB + PSDB = Desastre, loucura e irresponsabilidade

O Brasil perdeu o rumo. Em nome do Combate à Corrupção, estamos trocando um presidente sobre o qual não há qualquer processo, por um vice-presidente envolvido sob diversas maneiras na Operação Lava Jato. Luis Carlos Bresser Pereira Em nome do Direito, estamos trocando um presidente que fez “pedaladas”, por um vice-presidente que também as fez. Em nome da Economia, estamos trocando um ministro da Fazenda competente, Nelson Barbosa, que está…

democracia1 Brasil

Democracia representativa de quem, cara pálida?

Sobre democracia: que democracia queremos? Paulo Cannabrava Filho* Nos tempos que correm há muita gente questionando o que temos como democracia, a chamada de democracia representativa. À direita e à esquerda parece haver consenso de que o presidencialismo de coalizão, não funciona, ou não está funcionando devido ao excessivo fisiologismo dos integrantes desse Congresso. Mas também não funcionou no passado. A verdade é que evoluiu para um presidencialismo de colisão.…

interesses em comum Brasil

Brasil: Desvariando sobre um surto psicótico

Paulo Cannabrava Filho* Alguém, sabiamente, conhecedor da psicologia e da psiquiatria, reconheceu que o Brasil está enfermo. Na realidade, mais além do que a professora Elza Pádua, da Unisinos, define como esquizofrenia social, a nação está em surto psicótico múltiplo e profundo. Todos os sintomas estão aflorados, percebíveis: paranóia, esquizofrenia, ansiedade, síndrome do medo, ódio, ira, depressão profunda. Isto está manifesto no indivíduo que já não suporta o semelhante, na invisibilidade…

globo mente Amauri Chamorro

Equador: O Globo e as meias verdades que viram mentiras completas

Quem consome produtos como Época, G1, O Globo, Globo News, CBN e o Jornal da Globo, é contaminado por mentiras que beiram a irresponsabilidade. Amauri Chamorro* No dia 30 de agosto O Globo publicou uma reportagem de página inteira com a manchete “Resistência Sufocada. Com reeleição sem limites de Correa em jogo, Equador reforça repressão a manifestantes”. A matéria é, na verdade, uma soma de mentiras, desinformação e demonstra a…

crise- Brasil

Que o capital pague por sua crise

Editorial do Brasil de Fato* Depois do grande acordo a portas fechadas entre o grande capital, banqueiros, representantes do Governo, do Instituto Lula, do Partido dos Trabalhadores, etc., um silêncio surdo parece haver coberto o País. Negociados os “dossiês” mais urgentes – de modo que figuras de proa não tivessem (pelo menos, de imediato) suas imagens maculadas, nem fossem obrigadas a fazer faxina nos corredores de penitenciárias, casas de detenção…

a pergunta que nao quer calar destaque Manchete

Refugiados: A pergunta que querem calar

Paulo Cannabrava Filho* Por que essa onda de refugiados? Mais que onda, parece um tsunami.Sim: fogem de guerras e conflitos armados. Qual a verdadeira causa de tais conflitos? Desse desespero sem fim, envolvendo milhões de famílias com suas crianças? Os refugiados, segundo a ACNUR (Alto Comissariado da ONU para Refugiados) só até o final de 2014 já somavam 60 milhões; mais que o dobro da população de toda a Argentina!…

interrogacao Manchete

Será que criaram juízo?

Paulo Cannabrava Filho* Será que criaram juízo? A pergunta é pertinente e motivada por recentes pronunciamentos de porta-vozes da mídia cavernaria e de líderes da nossa direita retrógrada e sem rumo. Como é difícil aceitar que essa gente faça uso da razão, alguma coisa muito forte deve ter motivado essa surpreendente mudança de posição. O que seria? Seria dinheiro de Washington? Um pito dos credores, ou seja, dos bancos? É…

Dilma-e-Obama-Mucho-Macho1 Paulo Cannabrava

Pra que servem os acordos Dilma/Obama? II

Paulo Cannabrava Filho* Para bem compreender o que ocorre com os tratados entre Estados Unidos e Brasil vale recorrer à história. Temos sempre presente que sem conhecer o passado não se pode compreender o presente. O que Estados Unidos persegue, desde o século XIX quando aprovou a Doutrina Monroe, é expansão ilimitada e submissão dos povos abaixo do Rio Bravo. Brasil é vítima histórica junto com os demais países da…

dilma obama1 Paulo Cannabrava

Pra que servem os acordos Dilma / Obama?

Paulo Cannabrava Filho* Dilma e Obama firmaram nada menos que uns quinze acordos nas mais diversas áreas, como clima, imigração, ordem tributária, comércio, educação, cooperação econômica e militar entre outros. Nada mal para ambos os países que se queixavam de falta de um maior acercamento e colaboração. Conseguiram inclusive desemperrar acordos na área de segurança que estavam engavetados desde 1978 e outros desde 2007. Todos muito bons do ponto de…

levy1 Ladislau Dowbor

As MPs do Levy desestimulam o consumo

Para Ladislau Dowbor as medidas econômicas através de Medidas Provisórias propostas pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que circula entre empresários e banqueiros, vão desestimular o consumo. Para analisar as medidas econômicas impostas pelo governo o portal informativo da Central única de Trabalhadores (CUT) entrevistou a Ladislau Dowbor, que é formado pela Universidade de Lausanne, Suíça, doutor em Ciência Econômica, professor na Universidade Católica de São Paulo e colaborador de Diálogos…

gladiadores_do_altar Chicotadas

A marcha do fundamentalismo brasileiro

#Chicotadas Jean Wyllys* A foto é chocante (ao menos para mim). O fundamentalismo religioso no Brasil – articulado profundamente à lógica de mercado e promovido por estratégias publicitárias que interpelam as pessoas a partir de preconceitos históricos e do senso comum que o sistema de educação formal de má qualidade não tem conseguido desconstruir – esse fundamentalismo religioso tem sido negligenciado pela intelectualidade brasileira de prestígio e por políticos democratas…

Vaca-azul-750x350 Manchete

Terá a vaca (Brasil) ido pro brejo?

Paulo Cannabrava Filho* Voltando das ferias, tive a impressão de ter desembarcado em outro tempo para não dizer em outro país. Ou, talvez, em dois países: o da mídia e o real. Difícil definir qual o pior. A distancia ajudou na reflexão. Talvez haja um terceiro país, o do governo, que parece tão distante da realidade como o da mídia. A realidade, confesso, assusta. Nos supermercados as coisas básicas quase…

Defender-a-Petrobrás-é-Defender-o-Brasil-sul Petrobrás

CPI Popular em Defesa da Petrobras

Defender a Petrobras é Defender o Brasil A TV Cidade Livre de Brasília, canal 12 da NET (DF), deflagrou um debate nacional, denominado CPI Popular em Defesa da Petrobrás (CPDP), com o propósito  de alertar a opinião pública para a operação de desmonte da Petrobrás, através da campanha de desmoralização da empresa símbolo do Brasil. Tal campanha, que já leva mais de um ano, consiste na divulgação avassaladora de notícias manipuladas para, sob…

lollo_06_07-640x350 Ladislau Dowbor

Economia: Ladislau Dowbor

Ladislau Dowbor* Sistema financeiro atual trava desenvolvimento econômico brasileiro “Não havia como escapar a essa dura realidade: o sistema econômico só funcionava de forma regular quando a remuneração do capital atingia determinados níveis. Essa constatação nos permite entender outro ponto intrigante da dinâmica da economia brasileira: suas extravagantes taxas de juros.” Celso Furtado “Os bancos deveriam voltar a fazer o que faziam quando foram criados: oferecer um local seguro para…

democratizar_comunicacoes Comunicação

Comunicação: Mais liberdade de expressão, mais democracia

Laurindo Lalo Leal Filho* O Brasil cresce, enfrenta e supera graves crises internacionais, tira milhões de pessoas da pobreza, reduz ao mínimo o desemprego, passa a ser mais respeitado internacionalmente e, no entanto, não consegue se livrar de uma de suas principais deficiências: a ausência de regras na área da comunicação. O país que se orgulha de estar entre as dez maiores economias do mundo é uma das raras democracias…

hipocrisia Manchete

Marcha da hipocrisia

Paulo Cannabrava Filho* França vai à guerra? Depois da marcha da hipocrisia, protagonizada por mais de cinquenta chefes de estado, François Hollande decidiu enviar uma poderosa frota em direção ao oriente do Mediterrâneo. Ao mesmo tempo informou que foram mobilizados em toda a França 100 mil homens. Dez mil tropas especiais já estavam ocupando Paris. O que é isso? França vai à guerra? Ou será que a França está em…

Islamofobia dest Leonardo Boff

Para se entender o terrorismo contra o Charlie

Para se entender o terrorismo contra o Charlie Hebbo de Paris Leonardo Boff* Uma coisa é se indignar, com toda razão, contra o ato terrorisa que dizimou os melhores chargistas franceses. Trata-se de ato abominável e criminoso, impossível de ser apoiado por quem quer que seja. Outra coisa é procurar analiticamente entender porque tais eventos terroristas acontecem. Eles não caem do céu azul. Atrás deles há um céu escuro, feito…

midia_regulacao Comunicação

Regulação da mídia, será que agora vai?

Renata Mielli* Depois de 12 anos de um governo de conciliação com a mídia, parece que finalmente ficou claro que não é saudável para a democracia continuar convivendo com uma comunicação monopolizada e partidarizada como temos no Brasil. O objetivo da edição 2397 da revista Veja era garantir a derrota da candidata Dilma Rousseff. A divulgação antecipada de sua capa foi tratada como a bala de prata da elite brasileira…

quem sao os donos da mídia Comunicação

A concentração da mídia e a fragilidade da nossa democracia

Josué Franco Lopes* A prevalência de um sistema midiático privado sobre o público e a concentração de empresas de comunicação nas mãos de poucos é uma discussão urgente para governo e sociedade A predominância do sistema privado comercial na comunicação eletrônica brasileira, fortalecido pelo sistema de concessão sem regulação e concentrado na mão de uma meia dúzia de famílias, privatiza o direito de liberdade de expressão, tornando homogênico o processo…

Je Suis Charlie Diálogos Do Sul Chicotadas

Somos todos Charlie !

Paulo Cannabrava Filho* Chicotada na mídia! Impressiona ver as fotos de Paris e outras cidades francesas ocupadas por tropas de choque. Para quem se recorda de Paris ocupada pelas tropas da SS de Hitler, essas cenas devem ser mais que traumáticas, avivar recordações que queriam ver sepultadas. Para as novas gerações, acostumadas com certa ilusão de liberdade, a sensação de frustração e medo. A Torre Eiffel se manteve apagada em…

venicio-de-lima Comunicação

Marco regulatório: a gota d’água

Venício A. de Lima* Conhecidos os resultados eleitorais, espera-se que, no seu segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff enfrente a questão inadiável de um marco regulatório democrático para o setor de comunicações ou “da regulação econômica do setor” como ela mesma tem dito. O grand finale do processo de construção de uma “linguagem do ódio” (ver, neste Observatório, “O que será feito do ódio e de sua linguagem?“) e da…

Anatomia de Um Golpe Paulo Chile

Chile: anatomia de um golpe II

Paulo Cannabrava Filho* O governo da Unidade Popular, presidido por Salvador Allende, conseguiu em pouco tempo, tais transformações que colocaram em cheque a sobrevivência da sociedade de consumo com base na total dependência das economias hegemónicas. Allende teve tempo para desmontar o aparato golpista que estava montado desde 1964, quando disputou com Frei a eleição, e que depois tentou por todos os meios impedir sua posse na eleição vitoriosa de…

830197 Relações Internacionais

A volta da União Soviética e outras surpresas geopolíticas

Theotônio dos Santos*  Num artigo sobre “The Future of geopolitical alignments” publicado pela Ritsumeikal Kokusai Kenkyu (The Ritsumeikal Journal of Internacional Studies) de março de 1992 chamei atenção para o fato de que não se podia tratar a União Soviética como um “cachorro morto” e que um equivalente da União Soviética deveria voltar a organizar-se sob um forte comando da Rússia. O texto era o seguinte: “vivemos um momento no…

Veja Brasil
0

Contra a partidarização do judiciário

Ladislau Dowbor* O que fica claro para mim é que o que a direita não conseguiu ganhar no voto tenta ganhar nesta aliança de uma mídia comercial desqualificada com um segmento do poder judiciário. Quando gritam “pega ladrão”, eu começo dando uma boa olhada em quem está gritando. É o que pensa Ladislau Dowbor sobre o julgamento a um grupo de dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) que transcorre no…

CBC - Congresso Brasileiro de Cinema Audiovisual

Expressão Nacional discute o audiovisual brasileiro

João Baptista Pimentel Neto* Nas discussões do novo acordo de livre comércio entre Estados Unidos e Europa, o principal entrave é a proteção do mercado audiovisual europeu — reivindicação do governo francês, que não abre mão do espaço de seus filmes nos cinemas e na televisão.  Este é o tema do Programa Expressão Nacional que será exibido nesta terça-feira, às 21h30, pela Tv Câmara. Aqui no Brasil, o mercado audiovisual…

Quem vocês pensam que ainda são, cara pálidas 1 Dialogando

Quem vocês pensam que “ainda” são, cara pálidas?

João Baptista Pimentel Neto* Ontem, passei o dia refletindo e ruminando. Tentativa de digerir uma notícia que, confesso, inicialmente nem acreditei, já que, de tão surreal pareceu-me inacreditável. Depois, confirmadas as informações, fui dormir, acordei e continuo indignado com o lamentável episódio que vitimou o presidente da Bolívia, Evo Morales. E me perguntei: Quem vocês pensam que “ainda” são, cara pálidas? Neste contexto e após muito refletir, acredito que o episódio merece,…

Fundo Social do PréSal e Cultura Cultura

Fundo Social do Pré-Sal, Plano Nacional de Cultura e Mobilização

João Baptista Pimentel Neto* Enquanto a educação e a saúde comemoram, sem a regulamentação do Fundo Social do Pré-Sal, a cultura, o meio ambiente e a ciência e tecnologia, permanecem “esquecidos”. A decisão da Câmara dos Deputados que, provavelmente será referendada pelo Senado Federal, em aprovar com alterações a proposta apresentada pela Presidenta Dilma Roussef que destina 100% dos recursos dos royalties gerados pela exploração do Pré-Sal para as áreas…

Nelson Mandela África do Sul
0

Viva Mandela!

Beatriz Bissio* Viva Mandela, herói do povo sul-africano e do mundo!!! Viva a África do Sul livre, o maior legado de Nelson Mandela! Em 26 de junho de 1955 mais de três mil delegados, em representação de todas as correntes políticas sul-africanas que lutavam pelo fim do apartheid, sob a liderança do Congresso Nacional Africano (CNA) e de Nelson Mandela, adotavam uma espécie de Constituição – a Carta da Liberdade (Freedom…

Em defesa da cultura e da PEC150 Cultura

Em defesa da cultura e da PEC150

João Baptista Pimentel Neto* Cultura – Mesmo que a passos de tartaruga e, numa ordem de votação completamente invertida, a aprovação dos projetos que estabelecem “marcos legais” e criam às condições necessárias ao pleno desenvolvimento do setor cultural tem avançado no Congresso Nacional. Resta porém a aprovação da PEC 150 que estabelece a aplicação de percentuais mínimos dos recursos orçamentários da união, dos estados e dos municípios em atividades relacionadas à…

manifestações Beatriz Bissio
3

Um clamor pela refundação do Estado

Beatriz Bissio* Ontem acompanhei a manifestação na Avenida Presidente Vargas. Já desde a viagem de Metro era possível sentir que o ato de protesto seria multitudinário. Um clamor pela refundação do Estado. Em cada estação, grupos de jovens – e alguns nem tão jovens – preparavam-se para participar, com predominância de camisetas brancas, muitas também verdes e amarelas, bandeiras do Brasil, cartazes caseiros com frases espirituosas, mas de claro conteúdo reivindicatório…

Crédito: Laura Cantal Brasil

A quem interessa as manifestações no Brasil

Paulo Cannabrava Filho* A manifestação que tem tomado as ruas brasileiras é legitima, revela uma sociedade indignada e que está raivosa por série de razões, palpáveis todas elas: a má e insuficiente escola; a precariedade da atenção a saúde; a ostentação da riqueza dos 10% agredindo os 90%; os gastos supérfluos em obras suntuárias; os salários baixos e os preços em alta, principalmente dos gêneros de primeira necessidade. A questão…

crimes na ditadura Direitos Humanos

Lei da Anistia: Mobilizemo-nos para que as leis sejam ser respeitadas

Dalmo Dallari, da Comissão da Verdade da USP, foi quem com maior clareza interpretou a questão da Lei da Anistia. A Lei de 1979 não precisa ser mudada, asseverou o jurista. As leis precisam ser respeitadas, é o que vimos apregoando sempre. Paulo Cannabrava Filho* Com relação à Lei da Anistia, ela tem o reforço dos tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário. Tratados firmados pelo Executivo e referendados…

merkel Alemanha

A Rainha está nua

Paulo Cannabrava Filho* A rainha está nua. Parodiando a fábula do dinamarquês Hans Christian Andersen, a Europa está à espera de uma corajosa criança que denuncie e revele a nudez (ou insensatez) da premier alemã, Ângela Merkel, e acabe com a farsa de que a volta à pompa e ao bem-estar social está no cumprimento de políticas em que ninguém mais acredita. Como na fábula, há os que espreitam a…

Fundamentalismo é o avesso da democracia

Paulo Cannabrava Filho*  O caso Feliciano e seus desdobramentos políticos tem suscitado comentários, alguns não livres de paixão ou de preconcepção e muito pouca reflexão. O caso transcende a esfera da mera disputa política e precisa ser visto e meditado no contexto da crise civilizacional em que está mergulhada a humanidade para que se possa traçar caminhos de superação. O deputado Marco Feliciano, pastor evangélico, ao ser escolhido por seus…

Foto: O Globo Dialogando

Eleições e Democracia

Paulo Cannabrava Filho* Atualmente e não tão recentemente tem havido eleições em várias partes do mundo e chama a atenção como os meios de comunicação tratam a cobertura desses eventos, seja no aspecto mídia-espetáculo, seja no aspecto conceitual, o que é muito mais importante. O que mais salta à vista é o diversionismo ideológico explícito no enfoque desses diferentes processos eleitorais. Palavras como democracia, ditadura, popular, populismo, liberdade, opressão, liberdade…

“Chávez: herói venezuelano, amigo do povo brasileiro” (Dilma Rousseff) Dialogando

Venezuela sem Chávez, porém chavista e boliviariana

Paulo Cannabrava Filho* Foi-se Chávez na mais previsível das mortes anunciadas. Ninguém duvida de que lutou tão bravamente pela vida como, com a fé dos justos, lutou pela libertação de seu país e pela integração latino-americana. Conheci a Venezuela quando até um ovo ou uma alface comprada numa quitanda ou supermercado tinha o selo “made in USA”. Conheci a Venezuela do requinte dos hotéis e dos bairros de luxo,…

Retrocessos econômicos Brasil

Cinco passos para frente, oito para trás – parte II

Paulo Cannabrava Filho* Em pleno século XXI o Brasil insiste em fórmulas que já foram requentadas inúmeras vezes ao longo da história do país e constituem a causa do atraso cultural e do subdesenvolvimento. O que se pretende mostrar neste artigo é que, de tantos passos para trás voltamos ao tempo de D. João VI, que fugindo de Portugal implantou o reino do Brasil. As commodities são os produtos primários,…

Mao Zedong (Tse-tung) Brasil

Cinco passos para frente, oito para trás – parte I

Paulo CannabravaFilho* Final de um ano e início de outro sempre impõem a moda de fazer balanços e projeções. Abundam os profetas, tanto da boa-venturança como do apocalipse. Mao disse certa vez que era necessário saber dar três passos para frente e um para trás para ter êxito na luta. Esse pensamento serve para certificar que os processos evoluem por caminhos tortuosos, de muitas idas e voltas, êxitos e fracassos.…

Mas Democracia Argentina

Governo argentino enfrenta monopólio do Grupo Clarín

Paulo Cannabrava Filho* O Grupo Clarín arma campanha da oligarquia contra iniciativa proposta pelo governo da presidenta Cristina Kirchner – e aprovada pelo Congresso, que lhe adicionou mais de cem emendas – para democratizar a comunicação e por fim ao monopólio de mídia na Argentina. Dia sete de dezembro de 2012, começa a ser aplicada na Argentina a “Ley de Medios” que está deixando em polvorosa as oligarquias e monopólios…

imagem_mensalao Comunicação

SIP – Sociedade da Informação Privada

Paulo Cannabrava Filho* A Sociedade Interamericana de Imprensa, SIP (ou Sociedad Interamericana de Prensa, em espanhol), é uma entidade internacional de proprietários e editores de jornais e revistas. Foi idealizada em 1926 durante o Congresso Panamericano de Imprensa, formada majoritariamente por proprietários de jornais, alguns jornalistas. Consolidou-se em Havana, ainda na Cuba de Batista, em 1943. A partir de 1945 os proprietários estadunidenses assumiram o controle e impuseram, em 1950,…

Foto: Flickr/flippinyank Cuba

A humanidade disse basta a 50 anos de bloqueio a Cuba

Paulo Cannabrava Filho* Em obediência à resolução 66/6 da Assembleia Geral da ONU, o secretario geral Ban Ki-moon, solicitou a todos os estados membros e organismos do sistema da ONU que lhe encaminhassem um parecer sobre a “Necessidade de por fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA contra Cuba. Repete-se um fato histórico: Os Estados Unidos estão sós contra a humanidade que quer viver em paz. De…

1049880_73189252 Ecologia

Rio+20 ou: A Revolução Cultural Necessária

O mundo ou, mais precisamente, a Humanidade está em perigo. Lê-se e se ouve isso por todas as partes. E que é preciso que os governos busquem alternativas para um desenvolvimento ético, ou seja, menos poluidoras e menos destrutivas. A Rio+20 vem ai e se pretende mobilizar a opinião pública, os intelectuais e os políticos ante os riscos do aquecimento global e da necessidade de novos modelos de desenvolvimento. Fala-se…

Cúpula das Américas Cúpula das Américas

Cúpula das Américas: Fracasso do Império, vitória dos povos

Da esquerda para direita:  A presidente do Brasil Dilma Rousseff, o presidente da Colômbia Juan Manuel Santos  e Barack Obama, presidente dos Estados Unidos. (Fonte: Blog do Planalto) Por Paulo Cannabrava* Longe de ser o fracasso anunciado pela mídia, a Cúpula das Américas de Cartagena de Índias, Colômbia, representou uma derrota para os Estados Unidos e uma vitória para os povos de Nossa América e do Caribe. Como não houve consenso, não…

occupy-wall-street Dialogando

Movimento “Ocuppy” e Geração 68

Brecht dizia que a gente deveria aprender a ver ao invés de olhar bobamente.Paulo Cannabrava Filho* Nos Estados Unidos, neste final de ano estão a ocorrer fatos que merecem uma reflexão que vem sendo eludida pela mídia dos poderosos. Os 99% estão saindo da toca e contestando o modelo, exigindo alternativas. Nestes tempos de TIC, além de aprender a ver, não basta aprender e saber falar. Há que aprender a…

Police_extermination_policy_by_Latuff2 Dialogando

A direita é global

Se não nos deixam sonhar Não os deixaremos dormir (anônimo) Paulo Cannabrava Filho* As TIC, maravilhas e desafios deste novo século, paralelamente à volatilização do capital financeiro favoreceu a globalização da direita. Direita entendida como protagonista e/ou favorecida ou levada pela corrente. Ideológica ou alienada, oportunista ou utilizada, não importa, tem organização, direção e rumo, seja nos âmbitos locais, nacionais, regionais ou global. A alternativa a essa realidade poderia ser…

Ciberguerra Cultura Digital

Ciberguerra

Paulo Cannabrava Filho São muitos os autores que conformam um quase consenso de que a crise atual, mais que una crise sistêmica, é una crise civilizatória. Chega-se a essa conclusão pelo somatório das interpretações da conjuntura global. A crise é sistêmica e cíclica porque se esgotaram os paradigmas. A crise é moral porque se perdeu o sentido ético nas relações humanas. É assim que eu a entendo, o que nos…

inclusc3a3odigital Cultura Digital

Inclusão digital

Paulo Cannabrava Filho* O tema da inclusão digital, tão em moda entre governos e sociedade civil, não apenas em nossa América, mas em grande parte do planeta, por trazer riscos e oportunidades, talvez mais riscos que oportunidades, merece uma reflexão. O primeiro ponto a ser considerado é a profunda diferença entre ter acesso aos meios e a utilização que se faça deles. No Brasil, por exemplo, a mídia – definida…

eleições judiciais na Bolívia Bolívia

Sobre as eleições judiciais na Bolívia

Paulo Cannabrava Filho* Em 16 de outubro ocorreram na Bolívia as primeiras eleições na América Latina para juízes dos Tribunais Superiores. O que a nossa mídia vê como maneira de controlar o Judiciário, além do Executivo e Legislativo, é na realidade uma tentativa de reparar uma injustiça que vem sendo cometida há séculos: o índio julgado por um branco que não respeita seu idioma e sua cultura. Julgado e condenado…

A vitória de José Mujica 1 Beatriz Bissio
0

A vitória de José Mujica

Beatriz Bissio* Com uma participação massiva de jovens, a campanha eleitoral de José Mujica foi alegre e descontraída e utilizou de todos os recursos que oferecem as novas tecnologias, das redes sociais da Internet às mensagens via celular O conhecido e prestigioso escritor uruguaio Eduardo Galeano, ao comentar os resultados do segundo turno das eleições no seu país, realizadas dia 29 de novembro afirmou que os uruguaios são questionadores; ninguém…

Evo Morales1 América Latina

América Latina de Evo Morales, Cháves, Fidel, Lula, Kirschner, Tábaré Vasquez e Bachelet

Paulo Cannabrava Filho* A chegada de Evo Morales ao poder não é casual mas sim conseqüência de um longo processo vivenciado pelos povos da América Latina. Pode ser o início da redenção do povo boliviano como pode ser uma frustração a mais como as que já ocorreram uma centena de vezes neste país. No ano passado (2005) quando a população de El Alto e de Cochabamba se insurgiu e com o…

Augusto Boal Paulo Cannabrava

Augusto Boal: o subversivo maravilhoso

Paulo Cannabrava Filho* Augusto Boal queria transformar o mundo. Queria um mundo em que as pessoas pudessem se realizar em todo seu potencial. Quando voltou dos Estados Unidos, em 1956, veio com uma das mais poderosas armas para o desenvolvimento humano. Veio com o teatro incorporado a seu ser, acreditando que Stanislawisk o ajudaria a levar a cabo a revolução cultural necessária. E reinventou o teatro. Naquela época o Brasil se…

Barak Obama Estados Unidos
0

Quem tem medo de Barak Obama

Paulo Cannabrava Filho* É impressionante o comportamento da mídia brasileira com relação às eleições nos Estados Unidos. Em nenhum outro país, nem nos Estados Unidos, deu-se tanto espaço para o evento. Além do exagero da cobertura tratam o tema como espetáculo e criam um clima de expectativa tal como se aguardássemos a chegada de um novo Messias. Barack Obama é o candidato favorito também na Europa acolhido pela mídia espetáculo…