politica

#NósSóQueremosJustiça
0

Editorial: Finalmente temos uma greve política

Arre! Até que enfim temos trabalhadores mobilizados numa greve política. Pois são reivindicações políticas tanto a paralisação dos caminhoneiros como a dos petroleiros. E não vamos esquecer dos professores, invisibilizados pela mídia.

Brasil
0

Quarta, 30 de maio, é dia nacional de luta

As Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo lançaram uma nota chamando para atos nesta quarta-feira (30) contra a política de preços da Petrobras, pela demissão do presidente da estatal, Pedro Parente, em defesa da queda do preço dos combustíveis; pela saída do governo ilegítimo de Michel Temer da presidência e a convocação de eleições limpas. Leia a íntegra: Pela redução do preço do gás e do combustível, Frentes convocam dia nacional de luta. O…

Brasil
0

“Em todo o mundo, austeridade é uma máquina de produzir desigualdades”

Compreender as múltiplas dimensões da desigualdade no Brasil requer levar em conta os profundos desajustes nas cargas tributárias, isso porque a política tributária se caracteriza por ser intensamente regressiva. O que isso significa? Que os mais pobres pagam mais impostos, à medida que a taxação nos produtos compromete mais a renda que das populações mais abastadas, cujo rendimento financeiro é, proporcionalmente, menos taxado. Ricardo Machado, no IHU online  “O Brasil já teve uma tributação mais progressiva, entretanto, desde os governos militares as alíquotas máximas de imposto de…

Alfonso Gumucio
0

“Não sei, não lembro”: García Meza, o ditador boliviano que perdeu a memória

As novas gerações sabem pouco sobre o ditador boliviano García Meza (julho 1980 – agosto 1981). Talvez tenham escutado que foi o responsável pelo assassinato do Marcelo Quiroga[1] e dos dirigentes do Movimento da Esquerda Revolucionária (MIR) massacrados em uma casa da Rua Harrington. Ou das negociatas de La Gaiba e o tráfico de cocaína. Alfonso Gumucio* Inclusive para as pessoas do MAS que governam atualmente, García Meza é demasiado remoto. Eles não lutaram contra…

Carlos Russo Junior
0

Sociedades de consumo: Alguns dos dilemas da democracia nos dias de hoje

“O fato é que uma sociedade de consumo não pode absolutamente saber como cuidar de um mundo e das coisas que não pertencem de modo exclusivo ao espaço das aparências mundanas, visto que sua atitude central ante todos os objetos, a atitude do consumo, condena à ruína tudo o que toca.” (H.Arendt). Carlos Russo Jr.* Nas sociedades democráticas contemporâneas a liberdade foi perdida em meio a um sistema que deixou de representar os anseios dos…

#NósSóQueremosJustiça
0

Editorial: Nossos supremos juízes e a (não) renovação nas eleições de outubro

Enquanto nossos supremos juízes estraçalham a Constituição, o país se torna ingovernável. Delfim Neto, professor da USP, foi secretário estadual em São Paulo, serviu a todos os governos militares, seja como embaixador, ministro de Planejamento, da Fazenda, deputado federal de 1987 a 2007… É justo pensar que se trata de alguém com muita experiência e manejo nas esfera de poder. Pois bem. Delfim escreve na revista semanal Carta Capital e tem manifestado preocupação com “o…

Carolina Vásquez Araya
0

Na Guatemala, pobreza de 3 em cada 4 pessoas é decisão dos que monopolizam a riqueza

É preciso repetir, a Guatemala é um país de riqueza inesgotável, mas a maior parte de sua população é pavorosamente pobre. Esse, paradoxalmente, foi o destino que o condenou a se converter no que é hoje: uma terra de miséria e injustiça, de desigualdades e abusos. Carolina Vásquez Araya* É difícil ver como um país tão rico e cheio de possibilidades de desenvolvimento afunda na ignomínia política, administrativa e econômica pelo simples fato de haver…

Argentina
0

8 problemas da Argentina de Macri que te dizem que só acontecem na Venezuela

Na Argentina, durante a campanha eleitoral, o direitista Mauricio Macri repetiu diversas vezes em seus discursos, em referência ao governo de Cristina Kirchner, para amedrontar o povo: “estivemos muito próximos de nos tornar a Venezuela”. Martín Fernández Lorenzo*, em Socialista Morena A ironia é que, apenas três anos depois de Macri chegar ao poder, os argentinos estão mais próximos de “ser a Venezuela” do que os brasileiros imaginam. Confira: 1. Presos políticos Nem bem Mauricio…

Economia
0

Vaticano: “Que a política não esteja a serviço das finanças”

Que a política não esteja a serviço das finanças. É a advertência do Vaticano contida no documento Oeconomicae et pecuniariae quaestiones, que critica duramente a especulação financeira. Francesco Antonio Grana* O texto, aprovado pelo Papa Francisco, oferece algumas “considerações para um discernimento ético sobre alguns aspectos do atual sistema econômico-financeiro”, como diz o subtítulo, e foi elaborado pela Congregação para a Doutrina da Fé e pelo Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral. O…

Argentina
0

Governo Macri: A Argentina e o efeito orlof

Na Argentina, o governo Macri procurou o FMI ameaçado por uma corrida ao dólar, em um país traumatizado, como o Brasil, pela superinflação. A desvalorização foi, contudo, somente o gatilho. Nesse contexto precisamos compreender que o FMI já voltou à Argentina e tem um plano. A desvalorização acentuada do peso argentino levou o governo a procurar um empréstimo de US$ 30 bilhões. Valerio Arcary* O dinheiro é um meio e não um fim. A fortuna…

Brasil
0

José Dirceu: Subestimamos a direita e politizamos pouco a sociedade

Apesar da convicção de que seria preso em breve, José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil no governo Lula e um dos principais formuladores políticos do Partido dos Trabalhadores (PT), se mantinha calmo quando recebeu o Brasil de Fato, na segunda-feira (14), para a última entrevista formal que daria antes de ter sua prisão determinada pela segunda vez

#NósSóQueremosJustiça
0

História do Brasil é marcada por laços entre Justiça e donos do dinheiro

Se aprofundássemos mais nossa própria história, a História do Brasil, e citássemos menos os autores estrangeiros, talvez pudéssemos estar mais preparados para as desventuras que nos perseguem através de tribunais e de representantes de um poder judiciário sob controle de centros imperiais. Ceci Juruá* Laços entre juristas e a gente do ouro e da moeda -a banca- são antigos, formam pilares históricos do capitalismo e constituem um elemento que lhe é consubstancial. Quando o Brasil…

Destaque 1
0

Bicentenário de Karl Marx: em memória de um dirigente revolucionário do proletariado

Era, assim, o homem de ciência. Mas isto não era sequer metade do homem. A ciência era para Marx uma força historicamente motora, uma força revolucionária. Por mais pura alegria que ele pudesse ter com uma nova descoberta, em qualquer ciência teórica, cuja aplicação prática talvez ainda não se pudesse encarar — sentia uma alegria totalmente diferente quando se tratava de uma descoberta que de pronto intervinha revolucionariamente na indústria, no desenvolvimento histórico em geral.…

Brasil
0

Ano eleitoral: vamos debater a corrupção e os maus costumes

Ano eleitoral. Moralidade, a corrupção, é tema principal, dizem pesquisas. E repetem candidatos a presidente, governos, legislativos. E juízes, procuradores… Bob Fernandes* Muitos recebem auxílio-moradia mesmo morando na cidade onde trabalham… Enquanto punem a imoralidade alheia. O que é certo ou errado, correto ou não? O que deve ou não ser respeitado em nome do bem comum? Esse debate deve mirar autoridades, obviamente. Mas não só. E não só, no topo dos maus costumes, a…

Agenda
0

50 anos depois, “1968 operário” é lembrado em Sábado Resistente

O evento que faz parte dos eventos programados na cidade de Osasco denominados “Osasco 1968+50” será às 14h00, e tratará sobre os acontecimentos que marcaram o ano de 1968 para a classe operária, especialmente as primeiras greves nas cidades de Contagem (MG) e de Osasco (SP). Divulgação* No dia 12 de maio, o Memorial da Resistência, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, realizará mais uma edição do Sábado Resistente, projeto realizado em parceria com o…

América Latina
3

Projeto de região criado pela Unasul não deve ser abandonado, diz ex-presidente do bloco

A Unasul (União das Nações Sul-americanas) atravessa uma profunda crise após a Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru decidirem não participar mais das reuniões do organismo, o que consiste num desmonte. Este é um dos principais órgãos de integração latino-americana e, para Ernesto Samper, ex-secretário-geral do organismo, trata-se do pior momento para retroagir neste sentido. Por Augusto Taglioni, em Resumen del Sur* Em entrevista, Samper, que é ex-presidente da Colômbia e foi o último…

Brasil
0

Os impactos iniciais dos primeiros seis meses da reforma trabalhista

Em mais um 1º de Maio, o trabalhador tem pouco ou quase nada a comemorar – e muito ou por quase tudo a lutar. Seja pelo persistente flagelo do desemprego, que voltou a crescer em plena “recuperação”(sic) econômica, como anunciou o IBGE no dia 27/04/2018[i]– e com ele a dura realidade da miséria, que só aumenta e se consolida[ii]. Seja, para aqueles que possuem a estranha sorte de estar na máquina de moer do capital,…

Brasil
0

Marcia Tiburi: Delírio nacional, uma reflexão sobre a irracionalidade e a loucura

Discursos irracionais por todo lado. Ideias estapafúrdias provenientes dos mais diversos personagens na cena pública. Mentiras deslavadas nos meios de comunicação de massa. Fundamentalistas religiosos a dominar o poder político e econômico com posturas e falas cínicas. Tribunais em gambiarras teóricas a rasgar pomposamente a Constituição. Marcia Tiburi* Falas sem sentido, jargões e clichês de cidadãos comuns que seguem a opinião dos personagens políticos e midiáticos e se expressam pateticamente no cenário das redes sociais,…

Brasil
0

Atitude da senadora Ana Amélia foi racista e islamofóbica, diz instituto árabe

O Instituto de Cultura Árabe soltou nota de repúdio às declarações da senadora Ana Amélia (PP – RS), que na tentativa de mais um passo em direção à criminalização do PT e da presidente do partido e senadora Gleisi Hoffmann (PT – PR), acabou por demonstrar um posicionamento errôneo e eivado de desrespeito. O ataque feriu um povo, uma cultura.

África do Sul
0

África do Sul: Milhares fazem greve contra salário mínimo abaixo da linha da pobreza

Milhares de trabalhadores e trabalhadoras aderiram nesta quarta-feira (25) a uma paralisação na África do Sul chamada pela Federação Sul-Africana de Sindicatos (South African Federation of Trade Unions – SAFTU) e movimentos sociais contra a proposta do governo de alterar as leis trabalhistas do país.

América Latina
0

Ex-guerrilheiro e prefeito de Bogotá, Gustavo Petro quer ser presidente da Colômbia

A Colômbia é hoje, juntamente com México, um dos países latino-americanos no qual um líder progressista pode ascender ao governo em 2018, continuando os processos de mudança que se iniciaram em 1999 e que sofrem atualmente um declive político, resultante de erros próprios e da pressão de seus inimigos.

Educação
2

Deputado Aldo Demarchi (DEM) quer impor “Escola Sem Partido” a toda educação de SP

Precursor e quiçá inspirador do movimento ideológico denominado “Escola Sem Partido”, o Projeto de Lei 655 de autoria do Deputado Estadual Aldo Demarchi tramita na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo desde 2015 e visa proibir “a prática do proselitismo político no Sistema Educacional do Estado de São Paulo”.

#Releituras
0

Contra ofensiva: A guerra é de pensamento

Ter melhores governos progressistas não é o fim desta história, mas uma oportunidade de completar condições que falta para empreender a próxima. Entre elas, rejuvenescer e fortalecer nossas capacidades para derrotar a contra ofensiva no campo da cultura política, o confronto ideológico e a comunicação persuasiva porque, como assinalou Martí: “é de pensamento a guerra maior que travamos, vamos ganha-la no pensamento”.

Destaque 1
1

Boaventura: passos para a unidade das esquerdas

No contexto atual de asfixiante doutrinação neoliberal, a construção e implementação de alternativas, por mais limitadas, têm, quando realizadas com êxito, além do impacto concreto e benéfico na vida dos cidadãos, um efeito simbólico decisivo que consiste em desfazer o mito que os partidos de esquerda só servem para protestar e não sabem negociar e muito menos assumir as complexas responsabilidades da governação.

América Latina
1

Estaremos diante de novas ditaduras na América Latina?

As atuais ditaduras da América Latina têm todas as características para apresentar uma imagem civil com aparência de respeito pelos preceitos constitucionais, mantendo um calendário eleitoral com pluralidade de partidos e os demais traços de um regime democrático de acordo com as regras ocidentais.

Afrodescendentes
0

Mulheres pretas, como Marielle, são menos de 1% nas Câmaras de Vereadores do Brasil

O gargalo para a participação delas na política já pode ser percebido na entrada para a disputa, quando se observa o números de candidatas. Nas eleições municipais de 2016, quando Marielle se saiu vitoriosa, como a quinta mais votada, apenas 14,5% do total de candidatos para inscritos para os cargos de vereador, prefeito ou vice-prefeito eram mulheres eram negras. Dessas, menos de 3% eram pretas.

Brasil
4

Na América Latina, floresce uma primavera de milhões de Lulas 

Lula se encontra nos braços queimados dos que cortam cana de sol a sol, no lombo partido dos que carregam sacos nos mercados, nas mãos gretadas dos pedreiros, nas palavras dos diaristas. Nas mãos criadoras dos artistas de rua.

#NósSóQueremosJustiça
5

“Lula é hoje um preso de Cármen Lúcia”, afirma Reinaldo Azevedo

Diante do contexto criado pela ilegal decretação da ordem de prisão do ex Presidente Luiz Ignácio Lula da Silva, Reinaldo Azevedo afirmou que agora “o Supremo terá que votar as ADCs ou até quando a Carmem Lucia pretende (adiar esta votação). Vejam bem, a partir de hoje Carmem Lucia passa a ter um presidiário privado. Lula é hoje um preso de Carmem Lucia. Atenção! Repito: Lula é hoje um preso de Carmem Lucia”.

Destaque 2
0

Dilma diz que prisão de Lula pode ser prenúncio de adiamento das eleições

A presidenta Dilma concedeu esta entrevista numa sala do 2º andar do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, ao lado de onde estava o ex-presidente Lula. Dilma disse que ontem havia chorado. E que isso nunca acontecia com ela mesmo nos períodos duros da ditadura militar. Apesar disso, estava tranquila e confiante na força de Lula para resistir. Conversamos por mais de 1h. E 36 minutos com o gravador ligado e que resultaram nesta entrevista que você…

Brasil
0

Diálogo para deter a violência política

A escalada de violência política, deflagrada desde as jornadas pela deposição da presidenta Dilma Rousseff, tem se intensificado progressivamente no país e chegou ao seu ápice nas últimas semanas, com as execuções da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, em plena vigência da intervenção militar no Rio de Janeiro.

Destaque 2
0

Além do ódio: Um lamento por quem não chorou a Marielle

A grande maioria que chorou a morte de Marielle não a conhecia. Então por que choramos? Infelizmente, nem de longe posso dizer que conheci Marielle. Estive com ela uma vez e conheci mais de perto pessoas que trabalhavam com ela em outras ocasiões. Quando falo no que algumas pessoas deixaram de conhecer, faço referência ao tipo de conhecimento que ela representava e à política que ela colocava em prática.

América Latina
0

“Elites da América Latina não querem democracia”, diz Lula em entrevista a Correa

Na nova edição do programa de entrevista “Conversando com Correa”, no canal RT en Español, o ex-presidente do Equador dialoga com Lula da Silva, o ex-presidente progressista do Brasil e principal líder do Partido dos Trabalhadores. A conversa entre ambos aborda as dificuldades históricas e políticas que afetaram a América Latina — especialmente em sua relação com os Estados Unidos — e sua necessidade de seguir lutando para manter a dignidade social diante de qualquer tentativa de submissão.

América Latina
9

Após eleições de março, Cuba é o 2º país do mundo com mais mulheres no Parlamento

Numa altura em que os grandes meios de comunicação do capitalismo fingem promover os direitos da mulher, a presença de mulheres no seio dos órgãos legislativos de numerosos países diminui. Enquanto isso, o Parlamento de Cuba, com 53,22% de mulheres, ocupa o segundo lugar mundial no que diz respeito à participação feminina.

América Latina
0

“Não há guerra entre cartéis, é o Exército que está matando no México”, denuncia jornalista

Conversa com Federico Mastrogiovanni, jornalista italiano radicado no México. Leiam com atenção, pois o México de hoje nos mostra o que será o Brasil amanhã, a continuar a militarização, a entrega das riquezas naturais, destruição do sistema público de educação, a violência resultante de tudo isso. É a militarização que causa a violência, não o contrário como diz a mídia, diagnostica o sociólogo e jornalista ítalo-mexicano e arremata: o jornalismo tem que ser crítico!

Catalunha
0

Catalunha, onde bandeiras representam a rebeldia e o desejo de independência

O sentimento em favor da independência da Catalunha é amplo, a julgar pelas bandeiras que estão penduradas nos bairros da cidade. São inconfundíveis as listas amarelas e vermelhas da senyera catalã, mas também da bandeira estrelada com o triângulo azul e uma estrela branca.

América Latina
2

Do México ao Brasil, ofensiva neoliberal faz América Latina retroceder cem anos

As ingerências existirão sempre, e não serão apenas dos EUA e seus embaixadores, nem dos infiltrados de outros países; aqui a responsabilidade absoluta é dos traidores que vendem seu povo à melhor oferta. E é aos traidores que se deve julgar; e que apodreçam nas masmorras e sejam arrancados da memória coletiva.

Argentina
1

Organizações e intelectuais argentinos se solidarizam com ex-presidente Lula

Por entender que eleições sem a presença de Lula como candidato será um inaceitável atentado à democracia, dirigentes sindicais e de organizações sociais, parlamentares de vários partidos, criaram em Buenos Aires um Comitê de Solidariedade ao ex presidente, Lula. A representante de Diálogos do Sul em Buenos Aires, Stella Calloni, também integra o comitê.

Brasil
0

Leonardo Boff: a crise capitalista e o golpe

Há uma crise sistêmica em todo o mundo. A crise brasileira tem um componente geopolítico. Nós somos a sétima economia do mundo, um país populoso e líder da América Latina. É óbvio que houve interesses do capital e do governo estadunidense no golpe perpetrado.

Destaque 2
0

Com mudanças na Lei de Zoneamento de São Paulo, Prefeitura vai deixar de arrecadar R$ 150 mi por ano

As alterações na Lei de Zoneamento da cidade de São Paulo farão com que a Prefeitura deixe de arrecadar, aproximadamente, cerca de R$ 150 milhões por ano. De acordo com as mais de cem organizações que assinam a carta aberta endereçada ao prefeito João Doria, a medida vai favorecer o setor imobiliário.

Brasil
3

Denúncia: O mega esquema “criminoso” do Nióbio

Segundo o Dr. Antonio José Ribas Paiva, 98% das reservas conhecidas no mundo estão no Brasil e nosso país é responsável atualmente por mais de 90% do volume comercializado no planeta ou seja, se o Brasil parasse de produzir ou vender nióbio hoje, isso geraria certamente um caos.

Brasil
0

Brasil: Traumas e Desconfiança

Após assistir a tantos escândalos, ter sido assaltado por uma quadrilha de dez bandidos que me chamavam de vagabundo, olhar para o Brasil e ver governos mentirosos que, a cada momento aumentam os tributos em plena crise. Confiarei desconfiando, acreditarei desacreditando e com olhares maliciosos, assim me comportarei.

#PlanetaÁgua
0

Em Davos, Temer tenta entregar a água do Brasil

Estranhamente, o segundo evento oficial em que Temer participaria – um debate público com a participação do Prefeito de São Paulo João Dória, do Presidente do Bradesco, do CEO do Itaú-Unibanco e do CEO da Nestlé Paul Bulcke – desapareceu da agenda do Fórum.

#PlanetaÁgua
1

Água como fator de desestabilização política

Do total de água que existe no mundo, só 3% é água doce e dela apenas 1% é de superfície e de fácil acesso. O resto são glaciais. Lamentavelmente as poucas fontes de água do planeta, uma vez utilizadas, são convertidas em depósitos de dejetos orgânicos.

#NósSóQueremosJustiça
0

“Ninguém aprendeu nada com o desastre de Mariana”

A história do projeto Minas-Rio começa com o sonho grande de Eike Batista e sua MMX, a mineradora do Grupo X que deu o pontapé inicial na operação, em 2006. As minas seriam conectadas ao porto de Açu, no Rio Janeiro, por um mineroduto que corta 33 municípios mineiros e fluminenses, um total de 529 quilômetros.

América Latina
0

Na Guatemala, governo combate a feroz ameaça que é ter um povo educado

O desenvolvimento de um país é impossível sem um povo educado e consciente da importância de sua participação na vida pública. Para que isso se torne possível, todo o esforço do Estado deve se concentrar em proporcionar as condições ideais para dar acesso às escolas a toda população infantil

América Latina
1

Mesmo preso, Fujimori tenta reestruturar poder no Peru

Mais qualificada que as mobilizações de 2011 em torno do Programa Nacionalista proposto originalmente por Ollanta Humala, do qual se distanciou depois. E mais forte que a Marcha anti Keiko de 29 de maio de 2016 que travou a marcha da máfia ao poder.

Espiritualidade
0

Migrantes e refugiados em busca da paz

Mensagem do Papa para a 51a Jornada Mundial da Paz celebrada no dia 1o de janeiro de 2018, sobre o tema “Migrantes e refugiados: homens e mulheres que procuram a paz”. O Papa recorda aos mais de 250 milhões de migrantes no mundo, dos quais 22 milhões e meio são refugiados.

Portugal
0

Salário mínimo é de 2.300 reais…em Portugal

Para vergonha da maioria dos Congressistas Brasileiros que no final de 2017 aprovaram um Salário Mínimo que não chega sequer a míseros 1.000 reais, em Portugal, a partir desta segunda feira (1/1/2018) o salário mínimo nacional subiu de 557 para 580 euros, o que equivale a cerca de 2.300 reais.

América Latina
0

Quando é que a esquerda latino-americana vai se unir?

A esquerda latino-americana deve reagir, deixar de lado esse machismo rançoso, deixar esse egocentrismo podre e buscar a unidade, ou ficar completamente de lado e não estorvar e deixar que aqueles que têm a capacidade, a coragem e o amor à terra ocupem seu lugar. Porque já não se trata de protagonismos, se trata de resistência, de salvar as juventudes do decaimento e de recuperar a soberania de uma região que está sendo devorada pelas aves de rapina.

Peru
0

Cambalache no Peru

O segundo significado de “cambalache” é a que melhor se adequa ao que ocorreu no Peru em vésperas das festas natalinas. De fato, se trata de um “intercâmbio de coisas materiais ou imateriais, feito com malícia ou com afã de lucro”. A verdade é que não há precedente porque nunca houve casos parecidos. Gustavo Espinoza M.*

Brasil
0

Stédile: “Os dez piores acontecimentos de 2017 que afetaram a vida do povo brasileiro”

A cada final de ano sempre se costuma fazer o balanço de avanços e atrasos na vida do povo. Mas neste 2017, cheio de acontecimentos memoráveis, está muito difícil selecionar. Sendo assim, sugiro que você também faça sua lista! Veja a minha lista, a ordem não importa muito. João Pedro Stédile.

Peru
0

Batalha para muito fôlego no Peru

Os documentos entregues à imprensa pela Comissão Lava Jato incrementaram a confusão em um amplo setor da cidadania que ainda tinha dúvidas sobre a honradez de seus governantes e que hoje olha com desencanto para o presidente do Peru. O regime neoliberal se fez crise, do mesmo modo que o aprismo de Alan e a máfia fujimorista.

Venezuela
0

Venezuela onde o voto é prá valer

Ao contrário do que alardeiam os grandes meios de comunicação, que fazem oposição sistemática ao processo vigente na Venezuela desde a ascensão de Hugo Chávez, a oposição não se ausentou do processo eleitoral. Alguns partidos declararam, de fato, que não participariam, convocando a população ao boicote.

Brasil
0

PSDB: Antes que o muro despenque…

…pasmos com a volta das arcaicas expressões sobre se “caiu a ficha, ou não”; os cabeças brancas do psdb, tão obsoletas qto um orelhão depredado, fingem falsos debates no partido sobre o “fica-não-fica” na continuidade do golpe temerário… tt Catalão* …uns optam pelo pé na cova do Aécio por absoluta falta de opção, outros julgam q ainda há o q se oferecer como “alternativa segura”, mediana, de centro esclarecido, de nível blblablablavla…ao Sistema; este, já…

Brasil
0

Elites brasileiras e o personagem Lula da Silva

Ditaduras não gostam de conviver com elites independentes, homens e mulheres dedicados à procura da verdade no sentido filosófico do termo, elites não subordinadas ao deus mercado, não conduzidas pela idiotice do custo-benefício à moda de Chicago. Ceci Juruá*

Brasil
0

O Fundo Cívico e o IBAD e o IPES

Este Fundo Cívico proposto por Luciano Huck, para apoiar candidatos, com a intenção de eleger de 70 a 100 deputados federais na próxima eleição, é, na verdade, a reedição do Instituto Brasileiro de Ação Democrática (IBAD), criado em 1959, com o apoio de empresários e banqueiros nacionais e da Agência Central de Inteligência (CIA) americana,

Palestina
0

Países muçulmanos reconhecem Jerusalém Oriental como capital Palestina

OCI também apelou a todos os países que reconheçam “o Estado da Palestina e Jerusalém Oriental como sua capital ocupada”, diz o documento citado pelo jornal turco Hurriyet; um apelo semelhante foi expresso pelo presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

Brasil
0

A liberdade em tempos sombrios

Em um artigo publicado em 1944, A república do silêncio, Sartre escreveu que os franceses nunca foram tão livres quanto no tempo da ocupação alemã. Um chocante e brilhante paradoxo que só a grande Filosofia, como exercício de pensar fora do senso comum, é capaz de produzir.

Destaque 1
0

10 Mulheres Revolucionárias

Frequentemente a história tende a passar por alto as contribuições das Mulheres Revolucionárias que sacrificaram seu tempo e seus esforços para trabalhar em prol de um mundo melhor. E há muitas mulheres que participaram nas revoluções na história e que desempenharam um papel crucial.

Destaque 2
0

‘Israel não pode manipular a história e negar os direitos dos palestinos”

A história passada e recente de Jerusalém e a relevância da cidade para judeus, muçulmanos e cristãos estão no centro das atenções após a declaração de Donald Trump voltada a realizar apenas as aspirações de Israel. Sobre essas questões, entrevistamos o professor Salim Tamari, sociólogo e historiador de Jerusalém.

Cuba
0

Cuba: A segunda vitória de Girón

Pela primeira vez na história, há 55 anos Estados Unidos pagou a Cuba uma indenização de guerra pelos danos materiais causados, fato que ressaltou a genialidade do líder da Revolução, Fidel Castro. Os pormenores do que ocorreu está num livro lançado recentemente: “Batalha pela indenização. A segunda vitória de Girón”.

Brasil
0

O que Leonel Brizola faria?

Não por acaso, a Globo tudo fez para derrubar Brizola. Mesmo com sua força, nunca conseguiu pegá-lo num escândalo de corrupção, nem impedi-lo de se eleger duas vezes ao governo fluminense. Brizola diria hoje, como em 1992: “Se é bom para eles, não deve ser para nós. Nunca foi diferente, por que seria agora?”

Entrevistas
0

Horacio Sívori: Quem é o inimigo?

O fantasma conservador que percorre o mundo não é o que parece, nem que o que se vê a um simples olhar. O antropólogo Horacio Sívori reflete sobre quem são, como operam e como enfrentar esta neo direita que combina ultraliberalismo econômico, moral conservadora e um uso criativo das redes sociais.

Argentina
0

Ara San Juan 8: O povo quer saber

“O trágico desaparecimento do submarino ARA San Juan coloca dois aspectos chaves: um, a busca contra o tempo quando existe a mínima possibilidade de uma “sobrevivência extrema” da tripulação e saber o que é que aconteceu de verdade. Também deverão responder se estavam sendo realizadas as manobras Cormorán”. Stella Calloni*

Argentina
0

Argentina Secreta: “os 562 conspiradores”

“São 562 o número de pessoas que estimamos estão operando nesse momento para que eu não possa terminar meu mandato. Esses grupos estão conformados por juízes, empresários, jornalistas e, como não podia deixar de ser, por políticos. Todos eles estão trabalhando na sombra, ativamente, para desestabilizar este governo eleito e consagrado democraticamente”.

Manchete
0

Por que os jovens não entendem o fascismo?

Não existe escola italiana que não ensine o fascismo. O problema é fazer com que se perceba isso como algo terrível, real e atual. Atual não porque já estamos, de fato, cercados por um novo fascismo, mas porque o fascismo é uma possibilidade real das sociedades avançadas, um atalho da política e também da mente e está novamente levantando a cabeça, e deixamos com que ele faça isso. Mariapia Veladiano*

Honduras
0

Honduras sacrificada pelo Triângulo Norte

O que está ocorrendo em Honduras é uma lição para as gerações da desmemória. Os golpes suaves, golpes de Estado e golpes preventivos só servem para manter o sistema intacto e dar continuidade ao saqueio e à opressão. Por isso a imprensa internacional continua sabotando com sua linguagem dúbia e manipulada, a ditadura que está no país.

Petrobrás
0

Por que Temer prestigiou a Shell no pré-sal?

Beneficiada pelo lobby britânico que resultou em uma série de vantagens fiscais e concessões feitas pelo governo Temer, a Shell já é velha conhecida na indústria de petróleo por modus operandi que passam ao largo da lei. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) divulgou nota sobre o histórico de atuação da empresa.

Honduras
0

Golpe contra Nasralla em Honduras

Há anos Honduras se enchia de indignados manifestando com tochas. A longa noite hondurenha se enchia de luz, de resistência, de povo desperto, de utopias e vontade. O povo hondurenho tem a força, a dignidade, a honradez e o amor para resistir e não permitir que os abutres da exploração, da manipulação e do extermínio governem.

Manchete
0

Argentina: Resistência contra a reforma trabalhista

A “Resistência” surgiu como contrapeso ao “acordo” que alguns peões da central operária anunciaram que fecharam com o ministro Jorge Triaca com o texto definitivo da lei que modificará as regras do emprego na Argentina pelas próximas décadas. Há, inclusive, cegetistas “negociadores” que ao mesmo tempo agitam o rechaço.

Argentina
0

A luta para os povos é de libertação Nacional

O documento de convocação para esse movimento expõem claramente os estragos causados pelo projeto de dominação neoliberal, faz a necessária crítica aos movimentos populares que fizeram o jogo do capital financeiro e traça caminhos para a libertação. É um pouco longo mas vale a pena ler. Um bom exemplo para as esquerdas latino-americanas.

Guatemala
0

Guatemala: Oasis da incoerência e do oportunismo

Na Guatemala os absurdos em matéria de Direitos Humanos se contam até o infinito, já é costume que populações inteiras de indígenas sejam despojadas de suas terras, tenham suas casas queimadas, e sejam assassinadas pelos braços armados dos bandos de criminosos que pululam no governo. Ilka Corado*

Caderno C
0

É primavera, Madá!

Isso me fez lembrar um personagem de Jô Soares, Sebastien, “o último exilado” em Paris. Em um programa de televisão, já nos estertores da ditadura, ele ligava para sua mulher no Brasil, Madá querendo saber como estava o país.

Guatemala
0

Os excessos do poder

Uma das consequências do monopólio do poder em um círculo de corrupção e privilégios, somado à ausência de qualidade da gestão pública, é a marginalização da infância e da juventude como uma estratégia de dominação. A táctica de privar esse sector de acesso à educação. Carolina Vásquez Araya.*

Palestina
0

Grã Bretanha deve desculpas aos palestinos

A diretoria da Federação Árabe Palestina do Brasil protocolou na Embaixada da Grã Bretanha, em Brasília, uma carta para lembrar os 100 anos da Declaração Balfour, que deu sinal verde para a criação do Estado de Israel. Brasileiros querem reconhecimento de estado independente e pedido de desculpas da Grã Bretanha.

Manchete
0

Morre na Alemanha Moniz Bandeira

O historiador, cientista político e colaborador da Diálogos do Sul, Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira era especialista em política exterior e relações internacionais. Foi autor de várias obras, publicadas no Brasil e em outros países, inclusive na China, onde suas obras têm tido expressivas edições nos últimos anos.

Brasil
0

Pátria Livre lança filho de João Goulart como candidato a presidente

João Vicente Goulart, 60 anos, foi lançado pré-candidato pelo Partido Pátria Livre (PPL), à sucessão de Michel Temer em 2018. João Vicente é filho do ex-presidente João Goulart, deposto pelo golpe civil-militar de 1 de abril de 1964. Ato inicial da instauração de uma Ditadura Militar que “governou” o Brasil durante 21 anos.

Manchete
0

Um dia como hoje na Rússia, há cem anos

A revolução russa de novembro de 1917 ficou como uma efeméride da história, uma esperança frustrada para os trabalhadores russos mas serviu como um catalisador para as mudanças em favor dos trabalhadores nos países europeus,

Manchete
0

“Lava Jato: Vender o país não é corrupção? Trair a Pátria não é crime?”

Nunca na história do Brasil de um presidente ser denunciado por corrupção durante o exercício do mandato. Não apenas ele. Todo o entorno foi indigitado e denunciado. Mas nunca um presidente da República desbaratou o patrimônio nacional de forma tão açodada, irresponsável e suspeita, mas, para os lavajatinos, isso não vem ao caso.

Argentina
0

Reforma trabalhista argentina é contra o trabalho

O sentido e a ideologia do projeto está imbuído do neoliberalismo próprio da gestão de Macri, particularmente no sentido de desregular ou reduzir normas de caráter imperativo estabelecidas em proteção do trabalhador e promover a liberação das forças da produção e trabalho, de todos os mecanismos regulatórios.

Brasil
1

É hora de virar o disco!

O fora este, fora aquele, só nos empurra cada vez mais para baixo. O amargor já cansou. O rancor já cansou. E, como consequência última do clima infernal engendrado por tanta negatividade, a impotência e a abulia que também já cansaram. É hora de virarmos o disco! Celso Lungaretti.*

Chile
0

Neruda continua lutando

Foi o que sentimos na tarde em que encerraram o encontro de cientistas internacionais. Neruda continua combatendo. Neruda vive. Está na frente e por cima do crime dos fascistas de 73, boa parte dos quais continua também na ativa. Eduardo Contreras*

Brasil
0

Não há déficit da Previdência Social, conclui CPI

Instalada em abril, em seis meses, a CPI realizou 26 audiências públicas e ouviu mais de 140 pessoas entre representantes de órgãos governamentais, sindicatos, associações, empresas, além de membros do Ministério Público e da Justiça do Trabalho, deputados, auditores, especialistas e professores. Karine Melo*

Brasil
0

O Manifesto das Pequenas Baixezas

Assim como saiu o Cunha e ficaram os por ele cunhados, assim não cai o Temer pq não saem seus tutores aliados mestres originais, mantem-se o crime, consolidado por omissão e conveniência, recebe aval para mais crimes…tt Catalão*

Economia
0

“O ajuste feito no Brasil é totalmente equivocado”, afirma Belluzo

Em entrevista a Patrícia Fachim, Luiz Gonzaga Belluzo declarou que “a insistência na austeridade está sendo muito ruim para os mais pobres e que hoje existe um “trololó” no Brasil de que as economias europeia e americana estão crescendo. Porém, tal crescimento tem apenas ampliado as desigualdades”.

Brasil
1

O que querem os militares brasileiros?

Outra indagação aos militares, que devemos sempre destacar, difundir e propagar, é se eles cumprirão com o sagrado dever de defender a pátria, a nação e a Constituição ou se serão guiados pelos gritos histéricos de um Bolsonaro. José Dirceu.*

Manchete
0

Conservadorismo impede que militares identifiquem reais inimigos do país

Em entrevista ao Brasil de Fato, o coronel-aviador reformado da Força Aérea, Sued Castro Lima falou sobre diversas temáticas relacionadas às Forças Armadas e ressalta as condições históricas que levam os militares brasileiros a manifestarem agora o mesmo padrão de comportamento do passado. Vanessa Martina Silva.

Comunicação
0

Relatório sobre violações à liberdade de expressão

“Com quase 70 casos de violações a liberdade de expressão relatados, documento da Campanha “Calar Jamais” será encaminhado pelo FNDC / Fórum Nacional Pela Democratização da Comunicação a organismos nacionais e internacionais de defesa dos direitos humanos denunciando os retrocessos no Brasil”.

Catalunha
0

Catalunha: unidade ou independência?

Ninguém ignora que a Espanha é um país com severas tensões regionais. O país ibérico enfrenta o fato de que em seu interior existiam territórios com identidade, cultura e até línguas diferentes. São muitos os pensadores que definem a Espanha como uma nação de nações. Rodolfo José Bernat.*

Direitos Humanos
0

A síndrome de Estocolmo afeta boa parte da humanidade

A expressão Síndrome de Estocolmo apareceu em 1973, na Suécia, quando uma das reféns durante um assalto a um banco preferiu ficar ao lado de seu captor em vez de ir com a polícia. Hoje a expressão é utilizada para casos de sequestros, maltrato de gênero, dentro das empresas e em outros casos. Gabriela Amaya*

Brasil
0

Carta a Zarattini: amigo revolucionário e companheiro de luta

“Ricardo Zarattini dedicou toda sua vida ao Brasil e ao combate ao imperialismo, como ele fazia questão de destacar. Polêmico, mas sempre buscando a unidade, Zara era um companheiro corajoso, porém humilde, sempre solidário. Até mais Zara! É o Zé, teu camarada de luta!”. José Dirceu”.

Catalunha
0

Catalunha independente

É portanto, execrável a atitude do governo peruano que expressou seu repúdio a qualquer ato ou declaração unilateral de independência da Catalunha por ser “uma ação abertamente contrária à Constituição e as leis espanholas”. Jorge Rendón Vásquez*

Cuba
0

Quem se beneficia com um retrocesso das relações entre Cuba e os EUA?

Um rápido resumo do que foram as relações, permite ver avanços jamais vistos no conflito Cuba vs. EUA: o governo norte-americano tirou a Ilha da espúria lista de países patrocinadores do terrorismo, na qual nunca deveria ter estado.

Brasil
0

A Soberania Nacional violada e ninguém protesta

Defender a soberania é defender em primeiro lugar o povo pois não existe nação sem povo, e sem povo se perde o conceito de nacional. Para recuperar a soberania é preciso devolver às pessoas a capacidade de pensar criticamente, formar os quadros com consciência nacional. Paulo Cannabrava Filho*