Nova espécie de dinossauro gigante é descoberta na Argentina

Fósseis revelaram que o dinossauro adulto teria 12 metros de comprimento, enquanto os dois juvenis mediam entre seis e sete metros

Redação

Sputnik Sputnik

Um grupo de cientistas espanhóis e argentinos encontrou fósseis de dinossauros pertencentes a uma espécie desconhecida na província argentina de Neuquén.

A equipe escavou os restos de três dinossauros, um adulto e dois juvenis, que habitaram a Terra há 110 milhões de anos e receberam o nome de Lavocatisaurus agrioensis.

A nova espécie era herbívora e pertencia ao grupo dos saurópodes, com pescoço muito comprido e cabeça pequena.

Além de partes do pescoço, cauda e dorso, os pesquisadores encontraram a maioria dos ossos cranianos, incluindo o focinho, mandíbulas e os dentes, permitindo fazer uma "reconstrução quase completa", afirmou Jose Luis Carballido, um pesquisador do museu Egidio Feruglio (Argentina) e do Conselho Nacional de Investigação Científica.

Os fósseis revelaram que o dinossauro adulto teria 12 metros de comprimento, enquanto os dois juvenis mediam entre seis e sete metros.

Os paleontólogos acreditam que a espécie teria mudado de lugar e morrido em um grupo devido a circunstâncias ainda desconhecidas.

"Esta não é apenas a descoberta de uma nova espécie em uma área em que não esperaríamos encontrar fósseis, mas o fato de o crânio estar quase completo", disse Carballido.

A área onde os fósseis foram encontrados teria sido um deserto com lagos esporádicos, ambiente pouco comum para os dinossauros. As condições desérticas teriam contribuído para a morte dos herbívoros, que precisavam de muitas plantas e água para sobreviver.

Reprodução
Paleontólogos acreditam que a espécie teria mudado de lugar e morrido em um grupo devido a circunstâncias ainda desconhecidas

Comentários