Morre, aos 76 anos, a cantora norte-americana Aretha Franklin

'Rainha do soul' havia sido diagnosticada com câncer no pâncreas; revista Rolling Stone a considerou a maior cantora de todos os tempos

Redação

Todos os posts do autor

A cantora norte-americana Aretha Franklin morreu nesta quinta-feira (16/08), aos 76 anos, em Detroit, nos Estados Unidos. O anúncio foi feito pela sua porta-voz, Gwendolyn Quinn. A "rainha do soul" batalhou durante muito tempo contra um câncer no pâncreas, diagnosticado há oito anos.

Nesta semana, familiares e amigos haviam pedido orações e privacidade, já que a cantora se encontrava "gravemente doente".

Chamada de a "rainha do soul", Aretha Franklin virou ícone da música. Era apontada como referência e foi considerada a maior cantora de todos os tempos pela revista Rolling Stones.

Talentosa e com uma elevada habilidade artística e vocal, Aretha também interpretou jazz, rock, blues, pop e ópera. 

A artista, vencedora de 18 prêmios Grammy, apresentou-se pela última vez em novembro do ano passado, em Nova York, para a Elton John AIDS Foundation. Entre suas canções mais famosas, estão "Respect" (1967) e "I Say a Little Prayer" (1968). Em 1987, ela se tornou a primeira mulher a entrar no Salão da Fama do Rock and Roll. 

(*) Com Ansa e Agência Brasil

Comentários