Quadro de Leonardo da Vinci retorna à Itália após 35 anos

Quadro é um dos principais trabalhos de Da Vinci quando era jovem e teria sido pintado entre 1478 e 1480; pintura retrata a Virgem Maria brincando com uma criança em seu colo

Redação

ANSA ANSA

Perúgia (Itália)

O quadro Madonna Benois, de Leonardo da Vinci, retornará à Itália após 35 anos para uma exposição em Perúgia, na região da Úmbria, entre os dias 4 de julho e 4 de agosto.

A pintura, que retrata a Virgem Maria brincando com uma criança em seu colo, é uma das coleções do Museu Hermitage, de São Petersburgo, na Rússia. Antes de chegar em Perúgia, o quadro ficará exposto em Fabriano, nas região das Marcas, de 1º a 30 de junho.

O quadro é um dos principais trabalhos de Da Vinci quando era jovem. A pintura teria sido pintada entre 1478 e 1480, além de ter sido uma das obras do artista italiano que marcou sua independência do mestre Andrea del Verrocchio.

A exposição da pintura na Itália é mais uma das diversas iniciativas no país em comemoração aos 500 anos da morte de Da Vinci.

"A Madonna desceu do trono em que os artistas do século 15 a tinham colocado e foi se sentar em um banco, em uma sala de um lar habitado", explicou Tatiana Kustodieva, do departamento de arte do Museu Hermitage.

O Madonna Benois entrou nas coleções do museu russo em 1914, após ser vendido por Marija Aleksandrovna Benois, que o herdou de seu avô paterno, um comerciante em Astracã. 

Ela vendeu o quadro por um valor inferior ao do mercado, sob a condição que a pintura "permanecesse na Rússia".

Wikimedia Commons
Quadro de Da Vinci pintado entre 1478 e 1480 retrata Virgem Maria com criança em seu colo.

Comentários