Mostra Mundo Árabe de Cinema traz quatro filmes inéditos a São Paulo

14ª edição do evento ocorre de 07 a 14 de agosto, com 12 filmes árabes, sendo sete dirigidos por mulheres; festival será no Cinesesc, na zona Sul da capital paulista

Redação

ANBA ANBA

São Paulo (Brasil)

A 14ª edição da Mostra Mundo Árabe de Cinema acontece de 07 a 14 de agosto, no Cinesesc, em São Paulo. O evento é organizado pelo Instituto da Cultura Árabe (Icarabe) e pelo Serviço Social do Comércio (Sesc-SP), com copatrocínio da Câmara de Comércio Árabe Brasileira em parceria com a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras) e o Instituto do Sono. Serão doze filmes, sendo quatro inéditos e sete dirigidos por mulheres.

A abertura, no dia 7, às 20h30, contará com a presença da diretora argelina Sofia Djama e a exibição de seu filme, “Os Afortunados” (Argélia, França, Bélgica e Catar – 2017, 102 min). Djama ainda participará de um debate no dia 8. 

A brasileira radicada nos Estados Unidos Joy Ernani, diretora do documentário ”Além do Véu” (Estados Unidos, 2018, 18 min.), também é convidada especial da Mostra e integrará encontros com o público nos dias 9 e 11.

Os doze filmes da mostra retratam a realidade política, social e cultural de países árabes como Argélia, Líbano, Tunísia, Síria e Palestina, tendo como fio condutor “os desafios do mundo árabe em meio à crise de refugiados, ao terrorismo, ao pós-colonialismo, ao clamor por mais liberdade de expressão, mas também o retorno às origens, a memória e a análise do passado frente a um novo cenário que se revela”, disse o curador da mostra e diretor cultural do Icarabe, Arthur Jafet, em nota.

As produções estão divididas em três sessões temáticas: “A Memória e seus encontros”, “A Chama da Insurreição” e “Do limite ao deslocamento”. Entre os destaques da edição, além de “Afortunados”, estão “Caçando Fantasmas”, “Corpo Estrangeiro”, “Sobre Pais e Filhos” e “Relatórios de Sarah e Saleem”.

Os filmes inéditos são os documentários “A Memória da Guerra Civil no Líbano” (Líbano, 2018, 76 min.), do diretor Ghassan Halwani; “Caçando Fantasmas” (França, Palestina, Suíça e Catar, 2017, 94 min.), do diretor Raed Andoni; “Panoptic” (Líbano, 2017, 69 min.), da diretora Rana Eid; e o drama “Benzina” (Tunísia, 2017, 90 min.), da diretora Sarra Abidi.

Outro destaque da mostra é “Corpo Estrangeiro” (França e Tunísia, 2016, 92 min.), dirigido pela tunisiana Raja Amari, é seu quarto longa-metragem. O drama é estrelado pela atriz palestina Hiam Abbass, que esteve no Brasil ano passado. Os trailers de alguns dos filmes estão no final da reportagem.

Os ingressos custam R$ 3,50 para aposentados, estudantes, pessoas com deficiência, servidores de escola pública com comprovante; R$ 6 com credencial plena do Sesc e dependentes; e R$ 12 a inteira.

A Mostra Mundo Árabe de Cinema terá programação também de 16 a 28 de outubro, com a exibição de 20 filmes no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo (CCBB). A programação ainda não foi divulgada.

Divulgação
Cena do filme "Os Afortunados", da diretora argelina Sofia Djama

Histórico

A Mostra Mundo Árabe de Cinema teve início em 2005, após a criação do Instituto da Cultura Árabe, em 2004, como uma entidade laica e sem fins lucrativos.

O objetivo da Mostra Mundo Árabe de Cinema sempre foi (e continua sendo) o de apresentar ao público brasileiro a cinematografia dos países árabe e de temática árabe, contribuindo para desfazer os estereótipos e retratando a realidade dos países árabes.

Para mais informações, sinopses dos filmes e das sessões, acesse a página no Facebook e o site da mostra, que deve entrar no ar nos próximos dias.

Serviço

14ª Mostra Mundo Árabe de Cinema
07 a 14 de agosto
Cinesesc
Rua Augusta, 2075
Cerqueira César, São Paulo
Ingressos de R$ 3,50 a R$ 12
Site da Mostra (em breve no ar)

Trailers

Os Afortunados


A Memória da Guerra Civil no Líbano

 

 

Caçando Fantasmas

 

 

Panoptic

 

 

Benzina

 

 

Corpo Estrangeiro

 

 

 Programação

7 de agosto, quarta-feira

20h30 – Abertura e exibição de Os Afortunados, com presença da diretora Sofia Djama

8 de agosto, quinta-feira

15h – Panoptic
17h – Sobre Ovelhas e Homens
19h30 – Os Afortunados
21h30 – Debate com a presença da diretora Sofia Djama, com mediação de Flávia Guerra

9 de agosto, sexta-feira

15h – A Memória da Guerra Civil no Líbano
17h – Panoptic
19h – Além do Véu – com a presença da diretora Joy Ernanny – e Corpo Estrangeiro
21h – Relatórios de Sarah e Saleem

10 de agosto, sábado

15h – Sobre Ovelhas e Homens
17h – Meu Tecido Preferido
19h – Caçando Fantasmas
21h – Relatórios de Sarah e Saleem

11 de agosto, domingo

15h – Além do Véu – com a presença da diretora de Joy Ernanny – e Caçando Fantasmas
17 – Sobre Ovelhas e Homens
19h – Sobre Pais e Filhos
21h – Meu Tecido Preferido

12 de agosto, segunda-feira

15h – Sobre Ovelhas e Homens
17h – Benzina
19 – A Memória da Guerra Civil no Líbano
21h – Corpo Estrangeiro

13 de agosto, terça-feira

15h – Sobre Pais e Filhos
17h – A Substância Mágica que Flui em Mim
19h – Benzina
21h – Panoptic

14 de agosto, quarta-feira

15h – Meu Tecido Preferido
17h – A Substância Mágica que Flui em Mim
19h – A Memória da Guerra Civil no Líbano
21h – Caçando Fantasmas

Comentários

Leia Também