Diário do Bolso: Que notícia triste, aquele documentário vai concorrer ao Oscar

Pelo menos espero que no filme tenha aquela cena em que eu elogio o Ustra; grande dia! Lá que eu comecei a ganhar a presidência

José Roberto Torero

São Paulo (Brasil)

Pô, Diário, que notícia triste! Aquele documentário “Democracia em vertigem” vai concorrer ao Oscar. E o mundo todo vai falar do golpe na Dilma. Quer dizer, do impitimem.

Pelo menos espero que no filme tenha aquela cena em que eu elogio o Ustra. Grande dia! Lá que eu comecei a ganhar a presidência.

Olha, pra mim, esse Oscar é de Oscar Niemeyer, aquele arquiteto comunista. E Roliúdi é um antro de esquerdopatas. Não é à toa que o pessoal para entrar tem que passar num tapete vermelho. Que saudade dos tempos do Ronald Reagan e do John Wayne...

O pior é que faz só uns dias que eu falei: “Há quanto tempo a gente não faz um bom filme no país?”, e agora esse documentário é indicado ao Oscar. Parece que é de propósito pra me provocar!

No ano que vem, será que o documentário sobre o Olavo de Carvalho vai ficar entre os finalistas? Acho que não. Só a esquerda é que passa nos concursos públicos e ganha prêmios de arte. Por quê será, hein? Será que eles são mais inteligentes? Não, deve ser tudo conchavo.Quem vai ser mais inteligente que o Ernesto Araújo, o Weintraub e a Damares?

Diário, será que eu devia dar parabéns para a diretora do filme? Ah, mas eu não vou dar mesmo! Não dei pro Chico Buarque, vou dar pra essa tal Preta, Prieta, Petera... Costa? De jeito nenhum!

O engraçado é que o PSDB e o Aécio deram parabéns pro filme. Os caras são muito caras de pau. Mas aposto que, se o filme ganhar o Oscar, o Aécio vai pedir recontagem.

(*) José Roberto Torero é escritor e jornalista, autor de livros como Papis et Circensis e O Chalaça. O Diário do Bolso é uma obra ficcional de caráter humorístico.

Comentários