Após crise diplomática por críticas a Trump, embaixador britânico nos EUA renuncia ao cargo

Em relatórios secretos divulgados pelo tabloide Daily Mail, o ex-embaixador narra conflitos internos no governo dos EUA e diz que Trump pode estar "endividado" com a Rússia

Redação

ANSA ANSA

Londres (Reino Unido)

O embaixador do Reino Unido em Washington, Kim Darroch, renunciou ao cargo e à carreira diplomática nesta quarta-feira (10/07), após o vazamento de relatórios nos quais ele chama o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de "inapto", "inseguro" e "incompetente".

A decisão de Darroch foi confirmada pela Secretaria de Relações Exteriores britânica, apesar de a primeira-ministra Theresa May tê-lo defendido publicamente. Segundo o diplomata, o vazamento das mensagens tornou seu trabalho "impossível" de ser realizado.

Divulgação/UK
Kim Darroch renunciou ao cargo e à carreira diplomática nesta quarta-feira

Em relatórios secretos divulgados pelo tabloide Daily Mail, o ex-embaixador narra conflitos internos no governo dos EUA e diz que Trump pode estar "endividado" com a Rússia, além de afirmar que suas políticas econômicas arriscam "destruir o sistema mundial de comércio".

"Não acreditamos de verdade que essa gestão se tornará substancialmente mais normal, menos disfuncional, menos imprevisível, menos diplomaticamente inapta", escreveu Darroch.

Em resposta, Trump disse que não negociaria mais com o diplomata e criticou o governo britânico por sua gestão do processo de saída da União Europeia, o Brexit. May, por sua vez, chamou o vazamento de inaceitável, mas havia declarado "total confiança" no embaixador.

Comentários