Polônia: mulheres marcham contra criminalização do aborto; veja fotos

Protestos ocorreram em 5 cidades do país; atual legislação permite procedimento apenas em casos de risco ou gravidez resultante de estupro

Redação

0

Todos os posts do autor

Milhares de mulheres foram às ruas de diversas cidades da Polônia na segunda-feira (04/10) para protestar contra um projeto de lei que poderá criminalizar o aborto no país. Vestidas de preto em sinal de luto, elas marcharam em Varsóvia, a capital; Cracóvia, Gdansk, Lodz e Breslávia.

A atual legislação da Polônia permite a realização do aborto até a 12a semana da gravidez caso a vida da mãe e/ou do feto estejam em perigo, ou quando a gravidez é resultado de estupro. 
 
O projeto de lei que tramita atualmente no Parlamento polonês iria criminalizar qualquer aborto. Mulheres que tenham abortado poderão enfrentar até cinco anos de prisão, bem como médicos que tenham realizado o procedimento.

Agência Efe

Manifestação na capital polonesa, Varsóvia


Milhares de mulheres marcharam em cinco cidades da Polônia contra criminalização do aborto


Mulheres protestaram contra projeto de lei que irá criminalizar o aborto


Mulheres vestiram preto em sinal de luto durante manifestações


Manifestações contra criminalização do aborto tomaram conta da Polônia na segunda-feira

Comentários