Lula comemora vitória do kirchnerismo na Argentina e pede 'dias melhores' ao país

Chapa Fernández-Kirchner teve 47,65% dos votos, 15 pontos a mais que Mauricio Macri; ex-presidente Dilma Rousseff também comemorou resultado e disse que vitória é 'uma luz' para América Latina

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva parabenizou nesta segunda-feira (12/08) a vitória da chapa Alberto Fernández-Cristina Kirchner pela vitória nas eleições primárias da Argentina deste domingo (11/08). Na mensagem, Lula pediu "dias melhores" ao país latino-americano.

"Parabéns aos companheiros Alberto Fernández e Cristina Kirchner pelo expressivo resultado nas primárias argentinas. É preciso dar esperança ao povo, trazer dias melhores e cuidar de quem mais precisa", disse.

Fernández, candidato à presidência da Argentina, agradeceu o ex-presidente e disse que espera poder abraçá-lo "em breve". "Muito obrigado querido amigo Lula. Como você diz, devemos dar esperança ao nosso povo e cuidar de quem mais precisa. Eu te envio um grande abraço que espero te dar em breve", disse.

Há um mês, o argentino visitou o ex-presidente Lula em Curitiba. Na ocasião, Fernández afirmou que para ele é uma "alegria ver o Lula". "Lula é alguém muito importante para nós. Os argentinos temos um enorme reconhecimento por Lula e um enorme carinho por Lula. Sua prisão não é algo que nos passe despercebido", disse à época. 

Reprodução/ Twitter
Chapa Alberto Fernández-Cristina Kirchner venceram eleições primárias com 47,65% dos votos

O ex-presidente do Equador Rafael Correa também cumprimentou os kirchneristas pela vitória e afirmou que "tudo é questão de tempo" para que o povo equatoriano desperte. Na mensagem, Correa agradeceu aos candidatos pela vitória nas eleições primárias.

"Triunfo animador das forças progressistas sobre o neoliberalismo", disse a ex-presidente Dilma Rousseff ao comentar o resultado. Dilma afirmou que a conquista do primeiro lugar da chapa Alberto-Cristina é "uma luz no fim do túnel para o povo argentino e para a América Latina e um enorme alento para todos que lutamos pela democracia".

Comentários

Leia Também