Inspirados em bálticos, catalães organizam corrente humana pela independência

Iniciativa pretende se estender por todo o território da comunidade autônoma espanhola no próximo dia 11 de setembro

Rafael Duque

Todos os posts do autor

A Assembleia Nacional Catalã (ANC), maior organização separatista da Catalunha, está organizando uma corrente humana que atravessará todo o território da comunidade autônoma espanhola no próximo dia 11 de setembro. Segundo os organizadores, a ação visa chamar a atenção da opinião pública mundial para a causa independentista catalã. O trajeto elaborado pela ANC para a corrente é de 400 km e percorre 86 municípios entre as cidades de La Jonquera, na fronteira francesa, e Alcanar, vizinha da Comunidade Valenciana.

Assemblea.cat

Moradores de Barcelona deverão estar dispostos a deslocar-se a zona menos povoadas para poder viabilizar a corrente 

Para organizar a distribuição das pessoas que comparecerão, a ANC criou um site no qual os interessados, ao inscrever-se, são automaticamente designados a um trecho do trajeto. De acordo com a presidente da organização Carme Forcadell, os moradores de Barcelona deverão estar dispostos a deslocar-se a zona menos povoadas da Catalunha para poder viabilizar a corrente humana. O grande objetivo é passar uma mensagem de unidade dos catalães pela causa separatista.

A iniciativa é inspirada na Cadeia Báltica, corrente humana formada por habitantes de Lituânia, Letônia e Estônia em 1989. Na ocasião, os cidadãos dos três países reivindicavam sua independência em relação à União Soviética no mesmo dia em que se celebrava o 50º aniversário da assinatura do Tratado Molotov-Ribbentrop, pacto entre a Alemanha nazista e a União Soviética que estabelecia, entre outras coisas, que os países bálticos ficariam dentro da esfera de influência soviética.

Diada

No dia 11 de setembro é celebrada a festa nacional da Catalunha, conhecida como Diada. Os catalães relembram a caída de Barcelona e a derrota na Guerra de Sucessão para o exército do rei Felipe V no ano de 1714. A derrota representou o fim da soberania da Catalunha, que foi integrada ao reino espanhol. Na Diada de 2012, a ANC reuniu cerca de um milhão de pessoas na maior manifestação a favor da independência catalã desde o fim da ditadura de Francisco Franco.

Comentários