Economia dos EUA cresce 2,5% no segundo trimestre

Resultado confirma expectativas anunciadas; no Reino Unido, crescimento foi de 0,7%

Redação (*)

0

Todos os posts do autor


A economia dos Estados Unidos cresceu 2,5% no segundo trimestre de 2013, segundo nota do Escritório de Análises Econômicas do país, do Departamento de Comércio, divulgada nesta quinta-feira (26/09). O resultado do PIB (Produto Interno Bruto) anualizado coincide com a expectativa anunciada em agosto. No primeiro semestre, o crescimento foi de 1,1%.

Leia mais:
Opera Mundi realiza semana de Aulas Públicas na PUC-SP; inscreva-se

Os dados divulgados nesta quinta são baseados em fontes mais completas do que as disponíveis na segunda previsão divulgada no mês passado, diz o governo norte-americano.

O aumento no PIB real entre abril e junho reflete as contribuições positivas dos gastos com consumo das famílias, exportações, investimentos fixos não residencial e residencial e investimento em estoque privado. Esses fatores foram compensados pelos efeitos negativos do gasto do governo federal, apontou o levantamento.

O cálculo mais tradicional nos Estados Unidos utiliza a análise anualizada de cada trimestre, ou seja, o valor do PIB é elevado à quarta potência para simular o comportamento da atividade econômica se o mesmo ritmo de crescimento for mantido.
 


Diferente do Brasil, onde é mais comum a comparação de um trimestre ante o trimestre imediatamente anterior. Por esse critério, o PIB dos EUA cresceu 0,6% em relação ao primeiro trimestre.

Em relação ao terceiro trimestre, economistas calculam que o ritmo de crescimento do país baixará para 1,9%.

Reino Unido

O PIB (Produto Interno Bruto) do Reino Unido cresceu 0,7% no segundo trimestre do ano, impulsionado pelo setor da construção e um aumento do consumo, confirmou nesta quinta-feira (26) o NOS (sigla em inglês para Departamento Nacional de Estatísticas).

O órgão apresentou sua terceira e última avaliação do PIB correspondente aos meses de abril a junho, confirmando os números esperados.

A despesa dos lares subiu 0,3% no segundo trimestre, menos do que o 0,4% calculado anteriormente, mas mesmo assim se trata de um avanço significativo, pois este é o sétimo aumento trimestral consecutivo.

A ONS também o crescimento do PIB relativo ao primeiro trimestre do ano, que aumentou de 0,3% para 0,4%.

(*) com agências de notícias internacionais
 

Comentários