Aula Pública Opera Mundi: como deve ser a educação das relações étnico-raciais?

No novo episódio da quarta temporada da Aula Pública, Oswaldo Santos discute como o sistema de ensino precisa discutir questões de racismo e intolerância

Redação

0

Todos os posts do autor

Opera Mundi TV

Oswaldo Santos, coordenador do Núcleo de Formação Cidadã da Universidade Metodista, discute relações étnico raciais


No novo episódio da quarta temporada da Aula Pública, Oswaldo de Oliveira Santos, coordenador do Núcleo de Formação Cidadã da Universidade Metodista, discute a educação das relações étnico-raciais. Para o especialista, o sistema de ensino precisa investir na valorização das múltiplas identidades e da diversidade cultural nas escolas. Esse é o caminho para a "desconstrução do racismo e outras manifestações de intolerância na sociedade".

"Racismo significa construir uma hierarquia entre os seres humanos. Ou seja, dizer que existem determinados grupos humanos que são mais importantes que outros. Nesse sentido, o racismo tem a função de aprofundar os processos de exploração de classes, o que é perverso e doentio. A partir da valorização da diversidade cultural, a educação das relações étnico-raciais busca desconstruir esse fenômeno e essa ideologia", diz Santos.

Assista ao primeiro bloco da Aula Pública com Oswaldo Santos: como deve ser a educação das relações étnico-raciais?


Na segunda parte da Aula Pública, Oswaldo Santos responde perguntas do público da Universidade Metodista, em São Bernardo do Campo

 

Comentários