Morre, aos 89 anos, o diretor de teatro Antunes Filho

Antunes foi o primeiro diretor a fazer a montagem de Macunaíma, em 1984; nos anos 90, passou a dirigir o Centro de Pesquisas Teatrais (CPT), escola de formação para que atores fossem, ao mesmo tempo, intérpretes e dramaturgos

Morreu nesta quinta-feira (02/05), aos 89 anos, Antunes Filho, um dos diretores de teatro mais importantes do país. Ele estava internado no Hospital Sirio Libanês, em São Paulo, com câncer de pulmão.

O velório ocorre na manhã desta sexta (03/05) no Sesc Consolação, zona central de São Paulo.

Em 1952, Antunes se tornou assistente de direção no Teatro Brasileiro de Comédia, onde trabalhou com renomados diretores estrangeiros, tendo sua estreia profissional no ano seguinte.

No final da década de 50, fundou a companhia Pequeno Teatro de Comédia, que compôs o espetáculo O Diário de Anne Frank, em 1958, sendo premiado como melhor diretor pela Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA) e Associação Carioca de Críticos Teatrais (ACCT).

Antunes participou do movimento de renovação cênica entre as décadas de 60 e 70.

Foi o primeiro diretor a fazer a montagem de Macunaíma, em 1984. Nos anos 90, passou a dirigir o Centro de Pesquisas Teatrais (CPT), escola de formação para que atores fossem, ao mesmo tempo, intérpretes e dramaturgos.

Flickr/Ministério da Cultura
Antunes Filho, ao receber homenagem em 2013; diretor morreu aos 89 anos

Comentários