Bolsas fecham em alta por perspectiva de negócio no ramo de alimentos

Bolsas fecham em alta por perspectiva de negócio no ramo de alimentos

Maurício Savarese

As bolsas de valores europeias fecharam em alta nesta segunda-feira (7), puxadas pela disparada das ações do grupo de alimentos britânico Cadbury, que recebeu oferta de compra pela norte-americana Kraft Foods. Os mercados dos Estados Unidos, referência global, não funcionaram por conta do feriado do Dia do trabalho no país.

Os papéis Cadbury dispararam 37,9% depois de o maior grupo de alimentos da América do Norte afirmar que ofereceu 10,2 bilhões de libras em dinheiro e ações pela empresa. Os britânicos rejeitaram a proposta, mas os norte-americanos prometem insistir.

Em Londres, o dia fechou alta de 1,68%, a 4.933 pontos. No mercado de Frankfurt, avanço de 1,47%, para 5.463 pontos. A bolsa de Paris subiu 1,5%, para 3.652 pontos. 

Na América Latina, a bolsa de valores de São Paulo, referência da região, não abriu por conta do feriado do Dia da Independência. Não houve rumo comum. Em Santiago, o índice local caiu 0,29%, a 3.189 pontos, depois de três pregões consecutivos em alta. No México houve ganhou de 0,97%, a 28.585 pontos. O mercado de Buenos Aires teve alta 1,68%, para 1.809 pontos.

As bolsas asiáticas encerraram em alta ainda por conta de dados menos desfavoráveis que o previsto sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos, divulgados na sexta-feira. O índice de Tóquio avançou 1,31%, a 10.320 pontos. Emm Xangai, o pregão subiu 0,68%, a 2.881 pontos. A bolsa de Hong Kong saltou 1,53%, a 20.629 pontos.

Comentários