Banco Central dos EUA mantém juros perto de zero até 2013

Banco Central dos EUA mantém juros perto de zero até 2013

Redação

O Federal Reserve, autoridade monetária dos Estados Unidos, decidiu nesta terça-feira (09/08) manter as taxas de juros interbancárias (taxas básicas) no atual patamar, próximas de zero. A previsão é deixar esses níveis "excepcionalmente baixos" até meados de 2013, informou a instituição.

Leia mais:
Crise pode resultar em maior regulação das agências de risco, dizem especialistas
EUA podem demorar quase 10 anos para recuperar qualificação de AAA, diz S&P
Sempre fomos e sempre seremos um país AAA, diz Obama sobre rebaixamento de nota
Líderes mundiais tentam acalmar os mercados antes da abertura das bolsas
Agências não se entendem a respeito da nota da dívida dos EUA 
China faz duras críticas aos EUA por rebaixamento de nota da dívida   


A decisão saiu da reunião periódica da Comissão de Mercados Abertos do Federal Reserve, um dia depois da maior baixa dos mercados acionistas desde a crise financeira de 2008, motivada pelo rebaixamento inédito da nota de risco da dívida dos Estados Unidos pela agência de classificação Standard and Poor's.

Leia mais:
EUA podem demorar quase 10 anos para recuperar qualificação de AAA, diz S&P
Dilma defende o diálogo como alternativa para crise nos países muçulmanos
Sempre fomos e sempre seremos um país AAA, diz Obama sobre rebaixamento de nota
Líderes mundiais tentam acalmar os mercados antes da abertura das bolsas
Agências não se entendem a respeito da nota da dívida dos EUA 
China faz duras críticas aos EUA por rebaixamento de nota da dívida   


A manutenção das taxas de juros entre zero e 0,25% até meados de 2013 é considerada necessária para "promover a retomada econômica em curso" e controlar a inflação.

Siga o Opera Mundi no Twitter               
Conheça nossa página no Facebook
 

Comentários

Leia Também