Hoje na História: 322 a.C. - Morre em Atenas o filósofo Aristóteles

Hoje na História: 322 a.C. - Morre em Atenas o filósofo Aristóteles

Max Altman

Aristóteles, morto em 322 a. C., foi uma figura destacada e extremamente influente da Filosofia, tendo feito importantes contribuições à Lógica, Metafísica, Matemática, Física, Biologia, Botânica, Ética, Política, Agricultura, Medicina, Retórica, Dança e Teatro. O grego foi aluno de Platão que, por sua vez, estudou com Sócrates. Aristóteles tinha uma mente mais prática que a de Platão e Sócrates e se tornou famoso por rejeitar a Teoria das Formas ou das Ideias de Platão.

Wikicommons

Busto de Aristóteles no Museu do Louvre, em Paris

Como sábio e escritor prolífico, Aristóteles transformou radicalmente a maioria, se não todas as áreas do conhecimento. Ao longo de sua vida, escreveu mais de 200 tratados, dos quais apenas 31 chegaram até nós. Infelizmente, esses trabalhos estão em forma de apontamentos e rascunhos não destinados à leitura em geral, de modo que não se consegue demonstrar seu estilo polido de prosa, que atraiu muitos seguidores como o romano Cícero. Aristóteles foi o primeiro a classificar áreas do conhecimento humano em distintas disciplinas como Matemática, Biologia e Ética. Algumas destas classificações são até hoje empregadas.

Considerado o pai da Lógica, foi o primeiro a desenvolver um sistema formal de raciocínio. Observou que a validez de qualquer argumento pode ser determinada antes pela sua estrutura do que pelo conteúdo. Um clássico exemplo de argumento válido é o seu silogismo: Todos os homens são mortais; Sócrates é um homem; por conseguinte, Sócrates é mortal. Dada a estrutura desse raciocínio, sempre e quando as premissas forem verdadeiras, então é certo que a conclusão também seja. A lógica de Aristóteles dominou esta área de pensamento até o surgimento da moderna lógica proposicional, dois mil anos mais tarde.

Leia mais:
Hoje na História: Morre o cientista Galileu Galilei
Hoje na História: É inaugurado o Museu Britânico
Hoje na História: É inaugurado o Museu do Louvre em Paris 
Hoje na História: Rômulo e Remo fundam Roma, segundo a lenda
Hoje na História: Começam primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna
Hoje na História: 1801 - Lord Elgin é autorizado a retirar as frisas do Partenon

Sua ênfase no raciocínio combinava com a crença no método científico. Na obra sobre Ética e Política, Aristóteles identifica o bem maior com a virtude intelectual, ou seja, uma pessoa moral é aquela que cultiva certas virtudes baseadas no raciocínio. E em seu trabalho sobre Psicologia e alma, distingue o senso de percepção da razão, que unificados constituem a fonte de todo o conhecimento.

A Teoria das Formas de Platão sustentava que as propriedades como a beleza eram entidades abstratas, que existiam independente dos objetos em si. Aristóteles defendia que as formas são intrínsecas aos objetos e não podem existir fora deles, portanto devem ser estudadas em relação a eles. Contudo, quando tratou da arte, aceitou a tese da forma idealizada que os artistas tentam captar.

Wikicommons

Aristóteles e Platão, retratados em afresco de Raphael

Liceu

Aristóteles fundou em Atenas o Lykeion, origem da palavra Liceu, cujos alunos ficaram conhecidos como peripatéticos, os que passeiam, expressão decorrente do hábito de Aristóteles de ensinar ao ar livre, caminhando. Ao contrário da Academia de Platão, o Liceu privilegiava as ciências naturais.

Aristóteles nasceu em 384 a. C. em Stagirus, na costa da Trácia. Seu pai, Nichomachus, era médico da corte do rei Amintas da Macedônia. Aos 17 anos, seu tutor, Proxenus, enviou-o a Atenas, centro intelectual do mundo, a fim de completar a educação. Ingressou na Academia de Platão e durante 20 anos assistiu as suas preleções e lecionou retórica.

Com a morte de Platão em 347 a. C. Aristóteles era cotado para sucedê-lo. Todavia, suas divergências com Platão eram tão grandes, que resolveu ir para Mísia. Depois de algum tempo, tornou-se tutor do filho de 13 anos de Felipe da Macedônia, Alexandre, mais tarde o imperador Alexandre Magno, o mais célebre conquistador do mundo antigo.

Retornou a Atenas  e encontrou a Academia platônica florescente, dirigida por Xenocrates, e o platonismo como a filosofia dominante. Resolveu então fundar sua própria escola, o Liceu.

Nos 13 anos que se seguiram dedicou-se a lecionar e escrever seus tratados filosóficos. Dava dois tipos de palestras: uma discussão mais detalhada pela manhã para um círculo de estudantes adiantados e à tarde, discursos simples para os amantes do conhecimento.

Com a morte súbita de Alexandre em 323 a. C., o governo pró-macedônio de Atenas foi derrubado. Uma impiedosa perseguição foi movida contra Aristóteles, que foge. No primeiro ano de sua residência em Chalcis é acometido de uma doença de estômago e falece em 322 a. C..


Outros fatos marcantes da data:
21/08/1935 - Benny Goodman e banda iniciam a Era do Swing
21/08/1888 - William Burroughs inventa a primeira máquina de calcular com impressora
21/08/1192 - o samurai Minamoto-no Yoritomo cria a figura do shogun (general em japonês)


Siga o Opera Mundi no Twitter  
Conheça nossa página no Facebook



Comentários