Alemanha pede a Kadafi que renuncie 'o mais rápido possível'

Alemanha pede a Kadafi que renuncie 'o mais rápido possível'

Agência Efe

A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu neste domingo (21/08) ao líder líbio, Muamar Kadafi que deixe o poder "o mais rápido possível" para evitar mais derramamento de sangue. Enfrentamentos entre tropas leais ao coronel e rebeldes se intensificaram desde a sexta-feira (19/08),

"Seria bom que renunciasse o mais rápido possível", disse a chefe do governo alemão, em entrevista concedida neste domingo à emissora de televisão pública ZDF.

Leia mais:
Ataque aéreo da OTAN mata 85 civis na Líbia, diz governo de Kadafi
ONU estuda liberar fundos para compra de itens humanitários na Líbia
Governo líbio afirma que acusações do TPI contra Kadafi são invenções
Tribunal Penal Internacional ordena prisão de Kadafi, filho dele e cunhado
O 'balé macabro' dos civis decidirá a guerra da Líbia 

As declarações da chanceler seguem à proclamação do Conselho Nacional de Transição (CNT) líbio, organismo político dos rebeldes, de que o fim do regime de Kadafi está "muito perto".

As forças da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) concentraram suas ações sobre Trípoli, enquanto se sucedem os rumores sobre a situação.


Siga o Opera Mundi no Twitter             
Conheça nossa página no Facebook



Comentários