Ministro francês culpa imigrantes por aumento de assaltos no país

Guéant foi nomeado pelo presidente Nicolas Sarkozy há um ano

Thassio Borges

O governo francês voltou a criar polêmica nesta terça-feira (17/01) com o tema da imigração no país. O ministro do Interior do país, Claude Guéant, comemorou a queda de 0,34% da criminalidade na França em 2011, mas culpou os imigrantes pelo aumento nos assaltos.

Wikicommons

Guéant quer aumentar deportação de imigrantes ilegais

Segundo o ministro, os responsáveis pela alta de 16% no número de assaltos no país são os imigrantes que chegam ao país, provenientes do leste e centro europeu. "É uma tendência dos últimos dois anos. Essas são ações de grupos de criminosos do exterior, especialmente do leste e do centro da Europa”, afirmou o ministro em entrevista coletiva.

O ministro afirmou ainda, em entrevista à rádio RTl, que “é muito difícil combate-los porque são pessoas que escapam de um país a outro muito rapidamente”.

Guéant foi nomeado pelo presidente francês Nicolas Sarkozy há um ano e, desde então, supervisionou a deportação de ciganos que estavam ilegais no país. A ação francesa gerou diversas críticas que acusavam o governo francês de promover políticas discriminatórias.

Além disso, o ministro anunciou nos primeiros dias deste ano que a França havia atingido um recorde de deportações de imigrantes ilegais em 2011. Por fim, anunciou também que pretende reduzir o número de imigrantes que entram no país legalmente todos os anos de 180 para 150 mil. 

Comentários

Leia Também