Jornal "News of the World", de Rupert Murdoch, espionou celular de Kate Middleton

Promotor leu durante julgamento na Inglaterra transcrição de mensagens deixadas pelo príncipe para a namorada

Agência Efe

O jornal "News of the World", de Rupert Murdoch, espionou as conversas do celular de Kate Middleton em 2006, antes dela se casar com o príncipe William, segundo foi revelado nesta quinta-feira (19/12) no julgamento sobre as escutas, que está sendo realizado em um tribunal de Londres.

Os ex-diretores da publicação Rebekah Brooks e Andy Coulson estão sendo julgados no tribunal de Old Bailey por suposto envolvimento no escândalo dos "grampos" do jornal, fechado em julho de 2011 após a revelação de espionagem dos celulares de ricos e famosos.

Na audiência de hoje, o promotor Andrew Edis informou pela primeira vez que o celular da atual duquesa de Cambridge foi grampeado em 2006, quando ela era namorada do príncipe William, que cumpria serviço militar no sul da Inglaterra. Edis leu no tribunal a transcrição de algumas mensagens deixadas pelo príncipe para sua namorada.

"Oi baby. Hum, desculpe. Eu acabo de chegar após meu exercício de navegação noturna", disse o príncipe, que continuou: "Eu estive correndo pela floresta de Aldershot perseguindo sombras e ficando terrivelmente perdido, e eu caminhei para a emboscada de outro regimento, o que foi um pouco embaraçoso, pois eu quase fui alvejado".

"Não com balas de verdade, mas sim por munição falsa", tranquilizou o príncipe. Edis informou ao tribunal que as mensagens de voz foram recuperadas em 2006 da casa de Clive Goodman, o então jornalista encarregado pelas notícias sobre a realeza do "News of the World".

Rebekah Brooks dirigiu jornal entre 2000 e 2003, enquanto Andy Coulson, ex-assessor de imprensa do primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, comandou o dominical de 2003 a 2007.

Comentários