Presidente cubano Raúl Castro se reúne com Maduro em Havana

Em visita oficial à ilha, presidente venezuelano conversou sobre as recentes eleições municipais e o legado do chavismo

Redação

O presidente de Cuba, Raúl Castro, se reuniu na última segunda-feira (23/12) na capital Havana com seu colega venezuelano, Nicolás Maduro. Segundo informações divulgadas nesta terça (24/12) pela imprensa estatal cubana, os dois dialogaram sobre “o triunfo bolivariano e chavista” na Venezuela.

"Durante o fraterno encontro, ambos os líderes dialogaram sobre a vitória da Revolução Bolivariana e Chavista nas recentes eleições municipais desenvolvidas na Venezuela e concordaram sobre reforçar as estreitas relações que unem os dois povos e governos", diz uma nota publicada pelo jornal Granma.

Agência Efe

Presidente cubano, Raúl Castro, e seu colega venezuelano, Nicolás Maduro, se reuniram na última segunda-feira (23/12) em Havana

Os veículos de imprensa cubanos, que publicaram hoje fotografias e vídeos da reunião, acrescentaram que os presidentes também conversaram sobre "outros temas da agenda internacional e regional".

Maduro viajou para Cuba acompanhado de sua esposa, Cilia Flores, para uma visita que não tinha sido anunciada previamente.

Como parte de sua agenda na ilha, Maduro já havia se encontrado com o ex-presidente e líder cubano Fidel Castro.

Os veículos de imprensa cubanos detalharam então que Maduro tinha viajado à ilha "para comemorar simbolicamente o 19º aniversário da primeira visita do comandante Hugo Chávez a Cuba e seu histórico encontro com Fidel" em 14 de dezembro de 1994.

Encontro com um dos agentes cubanos

O "Granma" também informou que o presidente venezuelano se reuniu ontem com René González, único dos cinco agentes cubanos detidos nos EUA que já está em liberdade. González e seus colegas foram detidos em 1998 e condenados por espionagem em 2001.

González presenteou Maduro com um quadro do falecido líder venezuelano Hugo Chávez com sua filha María, obra de Antonio Guerrero, um dos agentes que ainda cumprem pena na prisão nos Estados Unidos.

Leia também:
Cuba sinaliza disposição em negociar libertação de norte-americano, mas lembra do "Grupo dos 5"

Agência Efe

René González, agente cubano que estava preso nos EUA, presenteia Maduro com um quadro de Hugo Chávez

Comentários