Chanceler diz que governo brasileiro acompanha "com atenção" situação na Venezuela

Luiz Alberto Figueiredo, ministro das Relações Exteriores, acredita em uma resolução que busque o estrito "respeito à democracia"

Redação

O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, afirmou nesta terça-feira (18/02) que o governo brasileiro "acompanha com muita atenção" o desenvolvimento da situação política na Venezuela. O chefe do Itamaraty disse que, para a resolução das tensões, confia em "uma convergência" que busque o estrito "respeito às instituições democráticas".

O chanceler manifestou ainda sua esperança em torno de um entendimento que resolva as tensões que se arrastam há uma semana na Venezuela — onde protestos de opositores têm acabado em atos de violência e confronto com as forças de segurança. Em nome da presidente, Figueiredo também lamentou "a perda de vidas e as propriedades destruídas".

Leia também: Opositor Leopoldo López se entrega durante marcha na Venezuela

Marcelo Camargo/ABr

"Estamos acompanhando com atenção", disse Figueiredo, em entrevista coletiva após visita do chanceler britânico

"Estamos acompanhando com atenção, evidentemente, como acompanharíamos em qualquer país vizinho. Temos a expectativa de que haja uma convergência dentro de um respeito à institucionalidade, à democracia e, portanto, que não haja o tipo de distúrbios que vimos na semana passada", afirmou Figueiredo.

Os comentários foram feitos em uma entrevista coletiva após o encontro de Figueiredo com o chanceler britânico, William Hague, em Brasília. "Estamos especialmente preocupados com relatos de que o governo da Venezuela está procurando suprimir protestos pacíficos, prendendo ativistas e líderes oposicionistas", disse Hague, em tom mais duro.

Comentários

Leia Também