Após EUA, Comissão Europeia oferece empréstimo de 11 bilhões de euros à Ucrânia

Em oposição a Putin, Washington apresentou proposta de cerca de US$1 bi; UE também presta apoio governo ucraniano

Redação

A Comissão Europeia apresentou nesta quarta-feira (05/03) uma proposta de empréstimo para a Ucrânia de pelo menos 11 bilhões de euros (R$ 35 bilhões) nos dois próximos anos. A medida foi anunciada um dia após o governo dos EUA seguir o mesmo caminho e colocar à disposição do governo interino um pacote econômico de US$ 1 bilhão.

"O pacote combinado poderia fornecer um apoio global de pelo menos 11 bilhões de euros nos dois próximos anos, do orçamento da UE (União Europeia) e das instituições financeiras internacionais baseadas na UE", informou o presidente da Comissão, José Manuel Durão Barroso, em entrevista coletiva.

A justificativa oficial para a "ajuda econômica"  é que o bloco busca "uma tentativa das potenciais ocidentais para diminuir a pressão das retaliações russas após a queda do ex-presidente Viktor Yanukovych", alinhado com o presidente russo Vladimir Putin.  A Rússia não reconhece a destituição do presidente e movimenta tropas na Crimeia. 

(*) Com Agência Efe

Comentários