Cuba aceita proposta da UE para abrir negociação de diálogo político

Acordo pode significar fim de políticas unilaterais do bloco europeu sobre cubanos

Redação

Agência Efe

Raúl Castro em encontro recente com Lula: Cuba pode estreitar relações com União Europeia

Cuba comunicou nesta quinta-feira (06/03) à UE (União Europeia) que recebeu com "satisfação" e aceitou a proposta do bloco para abrir negociação de diálogo político e cooperação, segundo anunciou em Havana o ministro das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez.

Leia mais:
Com "selfie" e bandeiras, população da Crimeia comemora presença militar da Rússia

"Cuba acolhe com satisfação a proposta de 10 de fevereiro da alta representante (da UE, Catherine Ashton), que significa o fim das políticas unilaterais da União Europeia sobre Cuba e aceita o início de negociações a respeito", disse o chanceler cubano em entrevista coletiva. 

A negociação sobre o acordo começou no mês passado, quando os ministros de assuntos exteriores dos 28 Estados-membros da União Europeia iniciaram a discussão para um tratado político, social e econômico com Havana. 

Na prática, o acordo termina com a Política Comum Europeia em relação à ilha caribenha, aprovada em 1996 e que restringia qualquer negociação com o governo cubano a avanços no campo dos direitos humanos dentro da ilha. Esta política foi promovida pelo então presidente da Espanha, José María Aznar, e, na época, já era duramente criticada por diversos setores da sociedade espanhola.

(*) Com Agência Efe

Comentários