Primeiro paciente diagnosticado com ebola nos EUA esteve em contato com crianças

Informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo governador do Texas

Redação

Atualizada às 15h05

O governador do Texas, Rick Perry, afirmou nesta quarta-feira (01/10) que o primeiro paciente diagnosticado com ebola no território norte-americano esteve em contato com crianças nos últimos dias. Perry garantiu que esses menores de idade já estão sendo acompanhados e que, até o momento, não há suspeita de que tenham sido infectados.

A identidade do norte-americano que está com ebola ainda não foi divulgada, mas, de acordo com a imprensa dos Estados Unidos, é um homem. Ele teria sido infectado após uma viagem à Libéria e começou a apresentar os sintomas quatro dias após o retorno.Segundo a Reuters, o voo entre Libéria e Texas foi feito realizado via Bruxelas.

Efe

Homem carrega o filho com suspeita de ter contraído ebola na Libéria 

O paciente foi internado no domingo em uma unidade de isolamento no Hospital Presbiteriano do Texas após procurar atendimento médico há apenas dois dias. Edward Goodman, especialista em doenças infecciosas no Texas, argumentou a uma rádio local que os sintomas do paciente não eram claros no momento em que procurou atendimento. Segundo a Reuters, seu estado é grave, mas estável.

O primeiro caso de ebola em território norte-americano foi confirmado ontem pelo CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos. Em meados de agosto, profissionais de saúde norte-americanos foram repatriados após serem infectados nos países em que trabalhavam na África Ocidental.

O ebola matou quase 3.000 pessoas no continente africano, segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde). Os números indicam que mais 6,5 mil pessoas podem estar infectadas nos três países mais afetados pela epidemia: Libéria, Guiné e Serra Leoa.

Comentários