Estado Islâmico assume autoria do atentado contra mesquita xiita no Kuait

Grupo extremista sunita acusa os xiitas de promover o politeísmo e de tentar propagar sua ideologia entre os sunitas no país

Redação

Atualizada às 13h10

O grupo jihadista Estado Islâmico assumiu a autoria de um atentado realizado nesta sexta-feira (26/06) contra uma mesquita xiita na capital do Kuait, que deixou ao menos 25 mortos e 202 feridos, informou o ministério do Interior do país.

EFE

Interior de mesquita destruída após atuação de homem-bomba jihadista


De acordo com um comunicado divulgado na internet, a organização extremista sunita garante que o ato foi cometido por um suicida que usava um cinto carregado de explosivos. Além disso, o grupo extremista acusa os xiitas de promover o politeísmo e de tentar propagar sua ideologia entre os sunitas.

Segundo a nota, o autor da ação é identificado como "Abu Suleiman al Muahid". O comunicado não fornece mais informações e não pode ter a sua autenticidade comprovada.


O Ministério do Interior condenou o ato e o descreveu como um "crime" e um "atentado" com o qual se pretende "rasgar a união nacional". O Conselho de Ministros convocou uma reunião urgente para acompanhar a situação e tomar as medidas necessárias.

Ainda não se sabe se o atentado tem relação com outros dois ataques que aconteceram nesta manhã: em uma usina no leste da França, que deixou um e outro em um balneário turístico na Tunísia, resultando em ao menos 27 mortos. Nesses dois casos, nenhum grupo extremista reivindicou a autoria dos crimes.

Comentários