Atentado suicida do Boko Haram deixa ao menos 7 mortos no norte de Camarões

Hipótese é que grupo terrorista tenha usado mulheres carregando explosivos detonados à distância neste e em outros ataques

Agência Efe

Pelo menos sete pessoas morreram e dez ficaram feridas neste sábado (21/11) em um atentado suicida realizado pelo Boko Haram em um vilarejo perto da cidade de Fotokol, na região do Extremo Norte de Camarões, segundo informou a imprensa local.

O atentado, ocorrido em Bourgade de Nigue, é o terceiro do tipo no departamento de Logone-et-Chari desde julho, com um balanço de 27 mortes e dezenas de feridos.

Agência Efe (nov. 2014)

Caçadores e vigilantes nigerianos se agrupam contra Boko Haram na Nigéria; atentado em Camarões deixou sete mortos
 

Em 12 de julho, outro atentado suicida tirou a vida de 12 pessoas em Fotokol, capital do departamento, que meses depois, no início de novembro, voltaria a ser alvo do grupo islamita nigeriano em outro atentado, que causou pelo menos cinco mortes.

A segurança na região do lago Chade, onde fazem fronteira Nigéria, Chade, Níger e Camarões, se deteriorou muito nos últimos meses, principalmente pelo aumento dos atentados suicidas.

 

As forças de segurança trabalham com a hipótese de que não se tratam de atentados suicidas reais: o Boko Haram utilizaria meninas e mulheres para que carregassem explosivos com ameaças e integrantes do grupo costumam detonar as bombas a distância.

O Boko Haram matou mais de três mil pessoas em 2015, apesar de ter perdido a maioria do território que controlava na Nigéria e Chade, que no começo do ano começaram a coordenar ataques contra o grupo terrorista nos arredores do lago Chade.

Apesar dos avanços conseguidos, o Boko Haram continua sendo uma grande ameaça para a segurança da região, em parte porque a Nigéria e seus aliados regionais foram incapazes de mobilizar a força multinacional conjunta que firmaram no meio do ano. 

Comentários