'Não quero que pareça que estou conspirando para assumir', diz Temer ao New York Times

Vice-presidente do Brasil disse se preocupar com imagem internacional de golpe no país; NYT aponta impopularidade de Temer e citação em casos de corrupção

Redação

Em entrevista ao jornal norte-americano The New York Times publicada na versão impressa nesta sexta-feira (22/04), o vice-presidente do Brasil, Michel Temer, afirmou que se preocupa com a imagem de que ele conspira para assumir a Presidência do país.

“Não quero que pareça que estou conspirando para assumir o poder”, disse Temer, que falou ao New York Times por telefone na quinta-feira (21/04). O título da matéria classifica o vice-presidente como “impopular e sob escrutínio”.

EFE

Segundo pesquisa Datafolha, 2% dos eleitores votariam em Temer para presidente em 2018

“Estou muito preocupado com a intenção da presidente de dizer que o Brasil é uma república menor onde ocorrem golpes”, disse o vice-presidente, que concedeu a entrevista antes do discurso da presidente Dilma Rousseff nesta sexta-feira na sede da ONU, em Nova York.

Na matéria, o New York Times citou uma pesquisa do Instituto Datafolha feita neste mês, segundo a qual apenas 2% das pessoas consultadas disseram que votariam em Temer nas eleições presidenciais de 2018 e 58% indicaram que desejam que o vice-presidente sofra um impeachment.

“Passei quatro anos no absoluto ostracismo. Nós não somos amigos porque ela [Dilma] não se considerava minha amiga”, afirmou o vice-presidente. Temer disse que admira os ex-presidentes norte-americanos Theodore Roosevelt e Fraklin D. Roosevelt e acrescentou que planeja uma aproximação com os Estados Unidos caso assuma o governo.

Comentários