Sociólogo Manuel Castells envia apoio a Dilma e defende mobilização para derrotar golpe

Em mensagem, espanhol propôs movimento nas ruas e na internet para contestar o que classificou como 'ataque à democracia e à dignidade'

Redação


Clique para acessar todas as matérias e artigos de Opera Mundi e Samuel sobre o processo de impeachment

O sociólogo espanhol Manuel Castells expressou na sexta-feira (13/05) apoio a Dilma Rousseff e defendeu mobilizações para derrotar o que classificou como “golpe” contra a presidente brasileira.

Meet the media Guru/Flickr

Em mensagem, Manuel Castells expressou apoio a Dilma e defendeu mobilizações contra o que classifica de golpe no Brasil 

A mensagem foi encaminhada ao ativista do movimento Software Livre Marcelo Branco, que a publicou em sua página de Facebook.

Da Espanha, Castells propôs que sejam feitas mobilizações nas ruas e na internet para contestar o que classificou como “ataque à democracia e à dignidade por um bando de corruptos”.

"É a hora do movimento, do twitter, das passeatas e acampamentos, com muito pacifismo mas decididos", disse o sociólogo. “Se fizer um manifesto de intelectuais defendendo a Dilma (que, creio, deveria fazer) pode colocar meu nome na primeira fila”, complementou.

Comentários